Seguidores

sexta-feira, 7 de outubro de 2011

Família é torturada em Araguari


Uma família foi torturada na noite de quarta-feira em Araguari por uma quadrilha que queria saber a senha do cofre da casa. Anderson Silva Freitas, 39 anos, foi abordado quando chegava em casa, no Centro da cidade, por cinco homens encapuzados e fortemente armados.
A mulher dele e a filha de 7 anos chegaram em casa e também foram rendidas. A família disse aos bandidos que não sabia a senha porque o cofre pertencia ao pai da mulher e ele nunca revelou o código.
Os ladrões então se dividiram. Dois foram para o quarto torturar a mulher e os outros três passaram a chutar e dar socos no homem. Eles ameaçavam levar a menina de 7 anos com eles se Anderson Freitas não desse a senha.
No quarto, os encapuzados deram pontapés na mulher, puxaram o cabelo, deram choques elétricos e uma surra com fios elétricos. A mulher ainda teve os dedos apertados com alicate e o corpo queimado com água quente. Por fim, para obter a senha, os homens a esfaquearam nas costas.
Depois de mais de uma hora de tortura, a gangue acabou se convencendo de que o casal realmente não sabia a senha. Os homens pegaram documentos, joias e objetos e foram embora.
A família ficou amarrada em um dos cômodos e, só quando conseguiu se soltar, Anderson Freitas chamou a polícia. A mulher foi socorrida pelo Corpo de Bombeiros e levada ao hospital, onde continua internada.
Anderson Freitas foi medicado e liberado. A criança não teve ferimentos.
A polícia começou ontem mesmo a fazer rastreamentos para tentar descobrir quem é a quadrilha. Os encapuzados se comunicavam por rádio, dentro da casa, e tinham, segundo as vítimas, sete armas.

Correio de Uberlândia

Nenhum comentário: