Seguidores

quinta-feira, 24 de novembro de 2011

"DIA DO APAGÃO" na segurança, pela PEC 300, todos os estados ao mesmo tempo, JÁ!

               Por Marcelo Anastácio, Editor do Blog No Q.A.P

             Há tempos vemos pipocar uma greve aqui, outra ali, um estado negocia outro fica apenas no desejo e o tempo passa. Nesse intervalo muitos demagogos usam o sonho utópico da isonomia salarial, chamado PEC 300, para se autopromover, como plataforma eleitoral, inclusive a excelentíssima presidente Dilma Rousseff se valeu dessas promessas para ser eleita.

            Se por um lado alguns estados têm vitórias efêmeras na luta salarial, sem que nenhuma política de segurança seja aprovada, tanto no plano estratégico, salarial, ou na criação do fundo nacional de segurança sequer foi viabilizado. Enquanto isso vemos o congresso sempre com a voraz ganância, aprovar a DRU (Desvinculação de Recursos da União, que se aprovado no senado, permitirá o governo ter gastos de mais de 60 bilhões, sem que necessite estar vinculado a qualquer licença prévia específica). Enquanto isso os profissionais da segurança pública do Brasil fizeram várias peregrinações até Brasília, inclusive os do Rio de Janeiro, quase que esmolam até hoje, a dignidade salarial, contra os mil reais, que custaram mortes, prisões e sacrifício dos bombeiros e seu familiares, enquanto o governador xingou a todos de "vagabundos".

            Infelizmente ainda estamos no campo das ideias, justamente por não conseguirmos articular as ações, ou seja, as demandas são as mesmas, ou muito semelhantes, a indignação é recíproca, mas, os momentos de ação são dispersos, para o deleite dos governantes. Por isso deveríamos ter metas em 2012, e criarmos o DIA DO APAGÃO na segurança pública do Brasil. Nem que cruzássemos os braços por algumas horas, dua, três...capaz de fazer a pressão via opinião pública, via imprensa. Essa de um estado agir sozinho, é ingenuidade, pois a justiça embarga a greve ao declará-la ilegal. Ao passo que se fizéssemos paralizações pontuais, mas com união, unificação de procedimentos, articulação nacional, discurso afinado, seria um "pedaço do caos", num ano eleitoral, os eventuais prefeitos iriam a loucura. Ou unifiquemos os procedimentos ou seremos enrolados até a Copa e Olimpíadas...e a corrupção comendo solta...

Nenhum comentário: