Seguidores

segunda-feira, 6 de fevereiro de 2012

Governador Jacques Wagner, começa a ceder...e já admite negociar

            Do plantão da Globo News, vem a informação de que o governador admite abrir um canal de diálogo com as lideranças. Haveria alguma resistência do governo em relação aos militares acusados de cometer crimes contra o patrimônio. Para os militares que participam do movimento de forma pacífica, o governador admite aceitar a anistia. Na entrevista, Jacques Wagner só não falou em salário...(por enquanto...)
            

Um comentário:

Anônimo disse...

CARTA ABERTA AO GOVERNO DA BAHIA FEITA POR UM CIDADÃO BAIANO.
COMERCIANTES BAIANOS, APÓS A GREVE DA PM, VÃO PEDIR ANISTIA NO PAGAMENTO DO ICMS. PORQUE?
Hoje á noite, dia 06.02.2012, fui com a minha esposa ao Salvador shopping passear e fazer compras, uma vez que queria aproveitar as ofertas da liquidação anual. Lá chegando, observei que era muito pequena a quantidade de pessoas a circular pelos corredores e nas próprias lojas estavam apenas os vendedores tristes e desanimados. Fiquei estarrecido com a ausência dos freqüentadores de shopping ávidos por boas liquidações. Ao retornar para minha casa, pois moro no bairro Stella Maris vi a Avenida Paralela semi deserta, o que não é tão comum antes das vinte horas. Realmente, a greve do PM está tendo uma repercussão inusitada. O comércio da capital e do interior está parado e sofrendo com a diminuição das vendas. Como a população está com medo de sair as ruas, face a FALTA DE SEGURANÇA, o comércio fica sem a sua principal força propulsora: a clientela. Sem vendas não há recursos financeiros para pagar empregados, impostos etc.
Observo, também, que se o governo não conseguir negociar e terminar a greve nos próximos oito dias ela vai adentrar no período de Carnaval, e quem vai garantir a segurança do folião? Será que o exercito vai para a avenida? Ou a Força Nacional? É claro que não, pois eles não foram preparados para isso. Sem policia militar não tem carnaval, essa é a verdade. Sem carnaval quem vai paga o ônus político nas próximas eleições? Efetivamente, se o governo não acabar essa greve, através das negociações(Se usar a violência vai ser uma tragédia social e política para nós baianos, mas sobretudo para o PT), os possíveis candidatos do PT na Bahia nas próximas eleições podem enterrar os seus pleitos e esperar um futuro bem distante para colocarem suas caras na telinha. Por isso, o momento político e social que passa a Bahia é extremamente grave, a sociedade civil está amedrontada, como nunca vi acontecer por essas bandas, e merece do governo mais respeito devendo, imediatamente, encontrar uma solução pacifica para a greve da PM. Mas o pior ainda pode acontecer. Imaginem se numa dessas prisões de PM, ou reintegração na Assembléia Legislativa, , ou nas passeatas um dos grevistas no enfrentamento com a Policia do Exercito venha a sofrer lesões ou até mortes, que vai ser o responsável político? Que Deus não deixe o pior acontecer, pois, o pior será lembrado por muitas gerações, como fruto da incompetência e da irracionalidade humana.
Como cidadão brasileiro e baiano desejo poder voltar o mais rápido possível a andar sem medo pelas ruas da cidade do Salvador. Por favor senhor governador use a sua autoridade, sua racionalidade e o seu bom senso e acabe, sem violência, essa greve da PM, e tenha certeza que o povo baiano se lembrará num futuro bem próximo, obrigado!

Simião Sousa Campos é advogado militante e professor na cidade do Salva