Seguidores

terça-feira, 6 de março de 2012

PEC 300: "TRABALHAR MAIS É PRECISO"...

            Com grande frustração vemos policiais e bombeiros do Brasil viverem dias de perplexidade diante dos últimos acontecimentos na busca pela dignidade salarial. Seja nas prisões arbitrárias, nas escutas ilegais, e nas tentativas de se criminalizar os profissionais da segurança pública. Alguns estados, dentro das conveniências de parte da categoria chegaram ao limite máximo, de paralisar em parte, as atividades e ensaiar greves. Porém nem toda a tropa aderiu em muitos estados, e essa polêmica gera controvérsia seja na interpretação do artigo 142 da Constituição, seja na falta de uma lei que regulamente esse dispositivo nos serviços essenciais. O fato é que o movimento acabou por adormecer, enquanto o governo prende, usa a mídia manipulando fatos e age com tirania contra as lideranças.

            Contra os fatos não há argumento, e muitos estados estão com taxas de violência altíssimas, especialmente as de homicídio. A população ao mesmo tempo em que reconhece que os salários dos policiais e bombeiros são baixos, exige maior segurança e compromisso do governo e desses profissionais para uma segurança pública mais efetiva. Todos sabemos que uma articulação nacional, como o jornal nacional tentou propalar, é utópica, e talvez a melhor saída para a crise salarial dos PMs e BMs, seja justamente o contrário do modelo apresentado, como sendo a solução. Ao invés de paralisa atividades, colocando a massa contra a segurança, porque não pensar no trabalho dobrado. Parece absurdo, mas, quantas maconheiros, motoristas inabilitados, atritos verbais, e outras modalidades de crimes acontecem diuturnamente, e muitas das vezes administramos? Já pensaram se cada viatura fizesse várias prisões ou remoção de veículos, multas por dia, qual repercussão não teria contra qualquer governo que fosse? Aliás, não há nada que cause um estrago político maior do que um bloco de multas, ainda mais em ano de eleição.

             Entendo que é a única forma de protesto velado dentro do sistema. Ou vão querer punir quem está trabalhando? A chamada greve branca, ou tolerância zero. Trabalhar mais é preciso...literalmente entupir as delegacias, pátios e prisões...sabemos que nenhum governo suporta.

              Além do senso de justiça, devemos prender ou multar de fato que o fez merecer, até para que não cometamos um eventual abuso de autoridade. Além do compromisso em se perder talvez meia hora fazendo um boletim de ocorrência, isso é inerente. Se cada viatura prender mais, multar mais, agir mais, contra aqueles de fato estão a margem das normas ou leis, é a melhor forma de mostrar ao cidadão de bem, o quanto a polícia trabalha, o quanto o bombeiro fiscaliza e o quanto o estado é falido. 

         Assim como a greve só funciona com efetivo, a greve branca ou tolerância zero só terá sucesso se a maioria agir coletivamente, decidir no início dos turnos os pontos ou bairro a serem "saturados". Fora isso é viver acoado, se defendendo ou sendo massacrado pelos conselhos disciplinares...

              Trabalhar mais, muito, muito mais...é preciso!

Nenhum comentário: