Seguidores

quinta-feira, 19 de abril de 2012

Delegado esconde ataque do PCC

Créditos: Não houve feridos
Marginais jogam bomba no 5º DP de Santos

Eduardo Velozo Fuccia


Não foi registrado em boletim de ocorrência, conforme justificou o delegado titular Antonio Carlos de Castro Machado Júnior, para quem podem ter jogado “apenas um rojão”.


Em represália à captura de três adultos e um adolescente acusados de incendiar um micro-ônibus e levar pânico à população da Zona Noroeste, marginais jogaram uma bomba de fabricação caseira dentro do 5º DP de Santos, segunda-feira à noite. O artefato foi jogado na área entre o portão de grade da Rua Comandante Bulcão Viana e uma porta de aço interna de acesso ao saguão.

Apesar do estrondo, não houve feridos e também não foram constatados estragos. Por isso, o episódio não foi registrado em boletim de ocorrência, conforme justificou o delegado titular Antonio Carlos de Castro Machado Júnior, para quem podem ter jogado “apenas um rojão”. Porém, um policial civil que pediu para não ser identificado comparou a ação a um “ato de terrorismo”.

Policiais ainda procuraram os criminosos, mas não conseguiram. O 5º DP só fica aberto ao público nos dias úteis, das 8 às 20 horas. Porém, naquela hora era realizada a autuação em flagrante de acusados de incendiar um coletivo na Av. Nossa Senhora de Fátima, Caneleira. Fonte: Jornal Flit Paralisante

Nenhum comentário: