Seguidores

domingo, 17 de março de 2013

Militares da MARINHA do BRASIL nos EUA sem função, com salários que somam até 1 milhão


ALTOS SALÁRIOS NENHUMA FUNÇÃO.

Enquanto aqui no Brasil a maioria dos militares das forças armadas fazem das tripas coração para manter um padrão de vida pelo menos aceitável com o salário reduzido a cada mês, a força mantém nos Estados Unidos pelo menos treze  militares que acompanhariam a modernização de aeronaves. Segundo o jornal EXTRA os militares juntos já receberam mais de 1 milhão de dólares em salários desde a chegada nos EUA. Segundo jornais do Rio os militares não tem motivo de estar no local, mas aguardamos maiores informações sobre o assunto.
“Os pagamentos de salários a militares sem função nos Estados Unidos ampliam o risco de prejuízo aos cofres públicos em razão do contrato assinado entre a Marinha e a Marsh Aviation Company, empresa localizada no Arizona. A Diretoria de Aeronáutica dispensou a realização de licitação e contratou a Marsh em outubro de 2011, ao custo de US$ 69,1 milhões — ou R$ 121,7 milhões, pela cotação do dólar no momento da assinatura do contrato. Cabe à empresa norte-americana modernizar e remotorizar quatro aeronaves C-1A Trader, transformando-as em KC-2 Turbo Trader, que pousam em porta-aviões”.
   A modernização de aeronaves que pousam em portas aviões parece ser importante, mas não possuimos informações sobre o sucesso ou não dos reparos realizados no Porta aviões São Paulo, sempre atracado no Arsenal do Rio de Janeiro.
“Cinco meses depois da assinatura do contrato, a Marinha fez o primeiro pagamento à Marsh, de US$ 7,2 milhões (R$ 12,3 milhões). A empresa já era investigada pelo FBI e, em julho de 2012, foi impedida pelo Departamento de Estado dos Estados Unidos de fornecer serviços de defesa. A Marsh foi acusada de violar a lei norte-americana de controle da exportação de armas, ao fornecer equipamentos de aviões militares à Força Aérea da Venezuela, entre 2005 e 2008. O Departamento de Justiça dos EUA incluiu a investigação na lista dos principais casos de espionagem e negócios secretos descobertos pelo governo.
Mesmo com as investigações em curso, a Marinha fez novos empenhos — promessas de pagamento — à Marsh de US$ 8,1 milhões (R$ 14 milhões). Diante da notificação à empresa pelo Departamento de Estado, os empenhos foram cancelados em novembro. “Este fato acarretou na perda momentânea das condições jurídicas necessárias para que a empresa continuasse a fornecer os serviços contratados”, diz a Marinha, em resposta a O GLOBO.”
A modernização das aeronaves não é a única previsão feita em contrato. Cabe à Marsh treinar 12 aviadores e 71 especialistas em manutenção de aeronaves e motores.

2 comentários:

Anônimo disse...

É O DINHEIRO DE UM PAÍS RICO,DE UM POVO NA MISÉRIA PASSANDO APERTOS E NESSECIDADES , INDO PELO RALO ATRAVÉS DE UM TURMINHA SEM COPROMISSO NENHUM COM O POVO BRASILEIRO GASTANDO COMO QUER ,PAGANDO POR SERVIÇO SEM NESSECIDADE NENHUMA.

Anônimo disse...

SEM PARTIDARISMO ,EU PERGUNTO ,ATÉ QUANDO ISSO.QUANDO VAI APARECER GOVERNANTES COM VONTADE DE ACERTAR ESSE PAÍS DIVIDINDO MELHOR AS RIQUESAS DESSE BRASIL COM O POVO BRASILEIRO NÃO TEM NINGUÉM NO PT E NEM NO PSDB TODOS SÃO ENTRGADORES MAU ADMINISTRADORES,PRESISAMOS DE BONS ESTADISTAS E NACIONALISTA COM UM MÍNIMO DE BOA VONTADE COM O PAIS DE UM POBRE POVO.