Seguidores

sexta-feira, 14 de junho de 2013

Brasil vive a sua "primavera árabe", em pleno inverno?

      Será que o Brasil vai viver a "primavera de protestos", em pleno inverno? Desde que as manifestações começaram, em 2011, onde através das redes sociais os movimentos políticos se organizaram, foram as ruas de literalmente arrancaram do poder os ditadores, com manifestações que começaram pequenas, como se fossem durar um dia; foram ganhando corpo, duraram semanas, e cada vez mais se fortaleceram com o alcance da internet e das mídias sociais. Os movimentos batizados de "primavera árabe", se alastraram para o Egito, Tunísia, Líbia, Síria, Iêmen e Barein.

      No Brasil, conhecido mundialmente como a terra do futebol e mulher bonita, onde diria o humorista Jô Soares, "tudo acaba em samba", parece ter mudado o ritmo da música. Mesmo na iminência de eventos mundiais como a Copa da Confederações, Copa do Mundo e as Olimpíadas 2016. Vivemos praticamente uma semana com várias manifestações pelo país inteiro, (Rio Grande do SulSão PauloRio de JaneiroRio Grande do NortePernambucoGoiás), contra o aumento das passagens, no movimento conhecido como "Passe Livre".

        Enquanto isso o governo vê com preocupação essas manifestações e tenta em vão desqualificá-las, dizendo que são articuladas por partidos políticos, estes aliás, a ultima coisa que se preocupariam seria colocar o povo na rua. 

        A forma como as manifestações acontecem não parecem efêmeras nem pacíficas. Em alguns estados os manifestantes vão com bombas incendiárias, paus e pedras, além de danificar o patrimônio público e privado.


        Será que viveremos a primavera no inverno? Será que fomos contagiados pelos árabes? Será que a juventude vista como alienada e patrocinada pelo governo federal, (através da UNE - União Nacional dos Estudantes), resolveu romper com o governo e botar literalmente o bloco na rua, para protestar, conscientizar e arrastas a massa sonolenta, em busca de transporte público de qualidade? Será que esses protestos irão se estender para a saúde, educação, combate à corrupção, reformas na justiça, tributária, eleitoral, contra as obras superfaturadas da copa?

  
         Só o tempo poderá responder essas perguntas...e como vivemos alterações climáticas...literalmente só o tempo...dirá se estamos no inverno ou na primavera...

         Anastácio "Q.A.P"

Nenhum comentário: