Seguidores

terça-feira, 24 de setembro de 2013

RJ - Delegados vão entrar com ação por danos morais contra Secretário de Segurança


Rio - Os delegados da Polícia Civil vão entrar com uma ação cível coletiva por danos morais contra o secretário de Segurança Pública, Mariano Beltrame. A decisão foi tomada nesta segunda-feira após uma reunião entre dois sindicatos que representam a classe, o Sindicato dos Delegados de Polícia do Rio (Sindelpol) e a Associação dos Delegados de Polícia (Adepol-RJ).

"Foi deliberado desta forma, que haverá uma açao coletiva (todos os delegados) por danos morais contra o secretário. Enquanto não tiver uma retratação por parte dele será feito o procedimento (processo)", disse Leonardo Affonso, presidente do Sindelpol.

O racha entre a Secretaria de Segurança e a Polícia Civil começou depois de uma entrevista no jornal O Globo, onde José Mariano Beltrame apresentou uma proposta de delegacias em favelas com UPPs e disse que seria necessário colocar agentes 'sem vícios de guerra e corrupção'.

Além do processo coletivo, na reunião realizada no Centro do Rio ficou decidido que os delegados serão consultados por e-mail pelos sindicatos sob processar individualmente o secretário Beltrame por danos morais. No entanto, para essa apelação ser aceita, 100 delegados terão que se posicionar favorável.

Em nota divulgada na segunda-feira, José Mariano Beltrame pediu desculpas e alegou ter sido mal interpretado. “Quando falei sobre eventuais vícios existentes ou de corrupção, longe de querer denegrir uma instituição e seus profissionais, eu falava de vícios do tempo, de rotina de trabalho típica, de percepções externas muitas vezes injustas e negativas”, escreveu.

GUILHERME SANTOS/O Dia

2 comentários:

Anônimo disse...

Governo Sérgio Cabral desvaloriza os profissionais de Segurança Pública, pois ainda paga soldos inferiores ao salário mínimo vigente aos policiais militares com até 12 anos de serviços prestados (cabos e soldados), demonstrando com isso o seu descompromisso.

Anônimo disse...

Extra!!Extra!!!Professores da Rede Municipal no Rio de Janeiro,são espancados por policiais Militares no Rio de Janeiro,um verdadeiro genocídio.Ordens absurdas cumpridas e a mando do Governador Sérgio Cabral e do Prefeito Eduardo Paes,ambos do PMDB.E foram todos tirados de dentro da Câmara Municipal a base de spray de pimenta e porradas.