Seguidores

quinta-feira, 7 de março de 2019

POLÍTICA É PROFISSÃO? A reforma das reformas...


    Política é profissão? NÃO! Então é inimaginável sermos ameaçados de uma reforma da previdência, que supostamente estaria deficitária, reforma essa feita por funcionários temporário, a saber a da classe política. Que dia que política foi profissão? Político é um funcionário voluntariado, que se candidatou a um cargo publico temporário, para o qual não deveria haver sequer salário, muito menos aposentadoria. É uma excrescência nos submetermos a uma classe que só legisla em causa própria e que se arvora de direitos dos trabalhadores, em nome de um benefício que não deveria ter. Quem trabalha gera renda. A pergunta que não quer calar: Qual a renda que um político profissional gera? Políticos deveriam ser empregados da classe trabalhadora e geradora de impostos. Deveria, porque nã prática não é. Infelizmente o bojo da população brasileira não questiona essa condição perversa na relação da classe política versus classe trabalhadora de fato e direito. Se não vejamos, qual o trabalhador que depois de oito anos de serviço tem aposentadora integral, vitalícia e ainda pode desfrutar de motoristas, passagens aéreas, plano de saúde privado, servidores à disposição e etc? Basta ser governador ou presidente e se reeleger. A máxima de que "todos somos iguais perante a lei", cai por terra diante dessas imoralidades. Vergonha maior é aceitar que essa classe de verdadeiros carrapatos dos trabalhadores brasileiros, com raríssimas exceções, peguem carona sobre a questão da aposentadoria, sendo que sequer constam no rol de profissões da justiça trabalhista. Devemos antes de cogitar qualquer possibilidade de discussão sobre a reforma da previdência, lutarmos para que os políticos não tenham mais o direito de se aposentar. Essa é a primeira reforma! A reforma das reformas...

    

Nenhum comentário: