Seguidores

Mostrando postagens com marcador Tenente. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Tenente. Mostrar todas as postagens

quinta-feira, 8 de maio de 2014

TENENTE DA PM É ASSASSINADO EM DUQUE DE CAXIAS

Um tenente da polícia militar do Rio de Janeiro, identificado como tenente João, lotado no 15°BPM em Duque de Caxias, foi assassinado quando chegava em casa, após bandidos tentarem roubar seu carro. O policial reagiu e acabou sendo baleado, mas, não resistiu aos ferimentos. As informações são da jornalista Roberta Trindade.


Pois bem, amigos... mais um policial militar assassinado covardemente por bandidos... e o que será feito por parte das autoridades e da imprensa? Será que no proximo domingo este policial terá um programa de televisão inteiro em sua homenagem? Sera que as autoridades vão fazer o mesmo esforço que fez no caso do dançarino DG e do Amarildo, para encontrar e punir os culpados? Sera que só os policiais merecem morrer assassinados? Nossa solidariedade à família de mais este policial assassinado covardemente aqui no Rio de Janeiro.


sexta-feira, 25 de outubro de 2013

Tenente da PM reage, atira e mata assaltante

Uma tenente da Polícia Militar SP, foi abordada por um homem armado quando parou em um semáforo, no Guarujá, litoral paulista, e reagiu. A vítima deu voz de prisão para o assaltante, que não obedeceu, e acabou baleado. O suspeito foi socorrido mas não resistiu.

segunda-feira, 7 de outubro de 2013

Desabafo de Tenente Médica na Selva Amazônica

DESABAFO DE UMA MÉDICA NA SELVA AMAZÔNICA!

Parabéns a 1ª Ten Med Juliana pela coragem de prestar esse depoimento que é uma verdade verdadeira dos fatos que ocorrem com os médicos no interior da Amazônia sem nenhum apoio das autoridades constituídas; TODOS UM BANDO DE HIPÓCRITAS QUE ENGANAM O POVO!

Isso é uma Vergonha! E depois vão a frente das Televisões dizer que está tudo bem, que o povo está sendo assistido conforme a necessidade. E pior, é que o "povo brasileiro" acredita.... É lamentável e segue a vida, quem viver, verá!
1º Ten Méd Juliana Getirana - 10 de julho

Durante vinte anos eu sonhei em ser médica do Exército e atuar na Selva Amazônia. Adiei minha residência, tamanha era a ansiedade de servir à Pátria. Eu fui onde muitos não foram e vi o que muitos insistem em não ver. 

Eu fui tratada como rainha pelos amazonenses ribeirinhos. Repartiram comigo a pouca comida que tinham. Chorei de desespero, chorei como nunca na minha vida, ao final de um dia inteiro em uma ACISO (Ação Cívico-Social).
 
Mais de doze horas insanas, sem parar, para atender as literalmente centenas de pessoas na porta da escola querendo ajuda. E eu, era a única médica, munida apenas de caneta, papel e esteto. Chorei de ódio de todas as secretarias de saúde que conheci, nas cidades que passei. Fui proibida de trabalhar numa cidade porque exigi a evacuação de um paciente em UTI aeromóvel da prefeitura. Gastar todo esse dinheiro com uma pessoa só? Jamais. Hospital sem EAS, EPF, USG... sem nada!
Estou cansada desses pseudo-brasileiros que criticam a classe médica e acham que ajudar é dar esmola no sinal.

Estou cansada de ser chamada de mercenária. Estou cansada.
Morava num Bairro nobre no litoral do Rio de Janeiro e larguei tudo por um SONHO. 

Quero ver esses hipócritas burgueses, falsos moralistas morarem numa cidade onde só se chega de barco ou avião!

Quero ver trabalhar de graça, por saber que o dinheiro que você ía receber era fruto de corrupção!

Quero ver!

Infelizmente, tive que voltar da selva. Mas acho que isso foi até bom, farei minha residência e estudarei muito. Mas uma coisa eu afirmo, como eu afirmei há 20 anos atrás, quando eu disse que seria Oficial de carreira na Selva Amazônica: assim que eu terminar minha residência, eu volto pra minha Selva, pras minhas crianças, pras minhas viagens de barco que levam esperança.
 
E deixo aqui, todos esses pseudo-brasileiros, nesse caos, nessa mentira, nesse consumismo desenfreado.Nessa desgraça disfarçada de álcool, boates, futebol e samba.

Desejarei força para os meus colegas de profissão que por aqui ficam. E com certeza, terei a consciência limpa, que eu fiz jus ao meu juramento e não fui mais uma hipócrita.

A SELVA NOS UNE! A AMAZÔNIA NOS PERTENCE! TUDO PELA AMAZÔNIA! SELVA! 

"Combati o bom combate, terminei a carreira, guardei a fé".
http://www.famildf.com.br/postmoney

segunda-feira, 20 de maio de 2013

Tenente PM bebe cerveja de serviço e é preso por extorsão pela Corregedoria


Cenas infelizes de um oficial da Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro (PMERJ) que foi preso após ser flagrado recebendo R$700,00 de um comerciante. Segundo o jornal Meia Hora, o tenente “havia encontrado drogas no estabelecimento do comerciante e, por isso, exigiu R$ 5 mil para não levá-lo à delegacia”. Abaixo, vídeos do oficial bebendo cerveja fardado no estabelecimento do comerciante e sendo preso posteriormente, após receber a propina. Vergonha para os policiais.

sábado, 6 de abril de 2013

PM GO: NOTA DE REPÚDIO AO DELEGADO DO 8° DISTRITO DE GOIÂNIA


NOTA DE REPÚDIO

O Comando da Polícia Militar do Estado de Goiás vem a público externar sua indignação e total repúdio ao comportamento abusivo apresentado pelo delegado Waldir Soares, do 8º Distrito Policial de Goiânia, quando por volta da 01h00, do dia 06 de abril de 2013, atentou contra os princípios básicos de urbanidade e respeito no trato com o cidadão, desconsiderando um agente público, um Policial Militar, o Tenente EDSON LINS DE SIQUEIRA FILHO, que teve seus direitos e prerrogativas individuais e profissionais ignorados de forma inaceitável, ao arrepio da lei, sofrendo constrangimento e desgastes desnecessários.

O Policial Militar ofendido estará buscando a reparação dos danos e abusos sofridos nas esferas administrativa, penal e civil, iniciando o processo com a representação em desfavor do delegado Waldir Soares perante a Corregedoria Geral da Secretaria de Segurança Pública e Justiça e a Corregedoria da Polícia Civil.

Por fim, o Comando da Polícia Militar considera este lamentável episódio um fato isolado e reafirma sua consideração e apreço institucional pela Polícia Civil, reconhecendo a importância, o trabalho, o compromisso e os esforços despendidos em prol da segurança pública por todos Delegados, Agentes, Escrivães e demais servidores que compõem esta laboriosa coirmã, garantindo a continuidade de todas as parcerias e do processo de integração
entre as forças policiais goianas.
--
Fale com a Assessoria de Comunicação da Polícia Militar - PM5 através do:

- Talk: noticiaspmgo@gmail.com

- Fax/fone:3201-1460 / 3201-1461 / 3201-1453 (Clipping Imprensa)

terça-feira, 28 de agosto de 2012

TENENTE ESCREVE LIVRO: “MINHA VIDA NA POLÍCIA MILITAR DE MINAS GERAIS – CRIME E COVARDIA”


COMPRE O LIVRO: DEPÓSITE no BANCO DO BRASIL, AG:1001-4C/C 37610-8VALOR 25,00, e reenvie o nome e endereço completo, para o email: joaoluciodematos@gmail.com 

O FRETE É GRÁTIS

Este livro mostra a vida do 1º tenente PMMG/Reformado João Lúcio de Matos. O mesmo foi recruta em 1968. 3º sargento em 1969. Aspirante a Oficial PM em 1973. 2º Tenente PM em 1974 e 1º Tenente PM em 1982. 

Foi reformado em 1982, por problemas de saúde, com vencimentos proporcionais a treze dias de serviço, ou seja, perdendo 70% dos proventos. 

Por 26 anos acreditou que sua reforma fora ilegal, contudo conseguiu documentos que provavam o contrário. Ingressou na justiça contra o estado, cujo o processo foi jugaldo à Revelia do mesmo em novembro de 2010.

Durante sua permanencia na corporação foi alvo de perseguição, crime, corvadia, e injustiça. O motivo deste livro é levar às pessoas civis e militares que na execução de suas tarefas jamais pratiquem com seus subordinados tais atos, pois " O PLANTIO É LIVRE MAS A COLHEITA E OBRIGATÓRIA".


Leia este livro e comprove!

Encomendas:
email: joaoluciodematos@gmail.com ou pelo telefone (34) 91138359.

COMPRE O LIVRO: DEPÓSITE no BANCO DO BRASIL, AG:1001-4, C/C 37610-8, VALOR 20,00, e reenvie o nome e endereço completo, para o email: joaoluciodematos@gmail.com 

O FRETE É GRÁTIS

Comentário nosso: Excelente livro, para os que gostam de estudar, conhecer a caserna, principalmente para a nova geração de militares, que não conheceram o RDPM, não sentiram o preconceito racial, e graça a deus não passaram por isso. Pessoas como esse Oficial, que entrou como Praça, representa a luta de muitos em prol da cidadania militar, que até hoje não foi reconhecida de forma plena, justa. O Tenente João Lúcio entrou com processo, aguarda a reparação da injustiça, já que sua turma inteira foi promovida ao coronelato. Deus lhe abençoe meu amigo, e que senhor consiga uma distribuidora, consiga divulgar o seu livro e mostrar a sua história que é uma lição de vida para civis e militares. Eu li o livro, fui o primeiro a comprá-lo em Uberlândia. Eu indico, leitura imperdível!

terça-feira, 31 de julho de 2012

Tenente da PM Júlia Liers visita Museu do Sexo, na Holanda

Em viagem à Holanda, a tenente da Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro Júlia Liers de Oliveira visitou o Museu do Sexo, situado em Amsterdã. Até aí tudo bem, mas a moça não ficou só de olhos nos lindos parques de tulipas, atrações daquele país. A policial, de 27 anos, não resistiu ao ver uma das salas, onde um falo gigante estava em exposição, e fez uma foto. Feliz da vida, ela postou sua imagem no Facebook.

Para quem não se lembra no Carnaval 2010, a beldade desfilou como rainha de bateria da Independente de S Musas da Mangueira fazem homenagem a Nelson Cavaquinho ão João de Meriti. No ano passado, saiu como destaque na Mangueira, Grande Rio e no bloco Cordão da Bola Preta.





Comentário nosso: Na linguagem da caserna, diríamos que ela está "coberta e abrigada"...

terça-feira, 26 de junho de 2012

TENENTE EXPULSO DA PMERJ, VAI RECEBER MIL POR MÊS

Para juiz, manutenção de tenente na PM é absolutamente incompatível



Policial desde 2001, iniciou a carreira no 8º BPM (Campos dos Goytacazes) e foi para o 32º BPM (Macaé). O 1º tenente, de 28 anos, foi preso em 14 de março de 2007 pela Delegacia de Polícia Federal de Macaé. Ele é acusado de integrar, sob o codinome Diretor, a quadrilha do traficante de drogas Rogério Rios Mosqueira, o Roupinol, morto em 23 de março deste ano num confronto com policiais civis no Morro São Carlos, no Rio. Segundo as investigações da Polícia Federal, Daniel também teria ligação com Cristiano Rocha Clemente, o Gordo, de 30 anos, apontado como chefe do tráfico na favela das Malvinas, em Macaé, e Marcus Vinícius da Costa, o Kiko, de 41 anos, chefe do tráfico da Favela do Tira-Gosto, em Campos.

Em 31 de julho de 2008, o juiz Rodrigo Moreira Alves, da Comarca de Macaé, condenou o tenente e decretou a perda de seu cargo público. Para Rodrigo, o PM se valeu claramente das prerrogativas de suas funções e contribuiu de forma determinante para o desenvolvimento de uma facção criminosa, traindo a confiança depositada pelo Estado e pela população. Em sua decisão, o juiz afirma que o bando do qual Daniel faria parte "mantinha seus pontos de venda de drogas concentrados em áreas carentes e subjugava os moradores pela força, valendo-se de pesado e vasto arsenal bélico, sendo absolutamente incompatível a sua manutenção no exercício da função policial".

Por conta da prisão preventiva, Daniel Gomes fez um pedido de habeas corpus, negado pela 5ª Turma do Superior Tribunal de Justiça, em 2008. No ano passado, conseguiu sair da cadeia. Em 7 de outubro de 2009, o ministro Eros Grau, do Superior Tribunal Federal (STF), concedeu liminar para que o tenente aguarde em liberdade até o julgamento definitivo do habeas corpus.

Mesmo se for expulso, tenente receberá R$ 1.000 por mês Continue lendo no BLOG DA RENATA

domingo, 13 de maio de 2012

MILITARES ACUSADOS DE LIGAÇÃO COM TRÁFICO E AGIOTA, EXTORSÃO E DESVIO DE COMBUSTÍVEL: Corregedoria da PMES inocenta tenente e pede a expulsão de soldado

Em maio de 2011, a Corregedoria Geral da Polícia Militar abriu Inquérito Policial Militar (IPM) para apurar denúncias, anteriormente investigadas numa sindicância feita no âmbito do 2° Batalhão (Nova Venécia), contra um tenente e um soldado. Ambos eram acusados, praticamente, de cometer crimes como o de ligação com traficante e agiota, extorsão e desvio de combustíveis, dentre outros.

A conclusão, entretanto, foi diferente para os dois: para o tenente Antônio Ednis Bergamin Júnior, a Corregedoria pediu à Vara da Auditoria da Justiça Militar autorização para novas diligências, além de inocentar o oficial na maioria das acusações. Já o soldado Wellington Charles Rocha Viana, a Corregedoria mandou para o Conselho de Disciplina, pedindo a sua expulsão da PMES.

A sindicância aberta no 2° BPM para investigar o soldado Charles e o tenente Bergamin chegou a desaparecer por algum tempo na Corregedoria Geral da PM, em Vitória. Reapareceu depois que este Blog publicou reportagem, com base em uma cópia obtida com policiais militares ligados à própria Corregedoria,  informando sobre a conclusão da sindicância.

O Blog do Elimar Côrtes publicou reportagem sobre o assunto em 11 de fevereiro de 2011. Em maio, a Corregedoria entrou em ação. Inclusive, ouviu depoimento do titular deste Blog, Elimar Côrtes, para tentar saber quem forneceu ao jornalista a cópia do resultado da sindicância feita no 2° BPM.

Ao soldado Charles, foram atribuídas às seguintes acusações:

1) De ser usuário de drogas ilícitas;

2)De vender drogas utilizando a viatura policial;

3)De vender informações privilegiadas das ações policiais a traficantes de drogas ilícitas, indicando data/horário de Operações Policiais que visavam a repressão a este tipo de delito;

4) De exercer a atividade policial fardado em certa ocasião mantendo com apenas uma munição no tambor do revólver, vez que as demais munições sob sua cautela teriam sido trocadas por drogas ilícitas;

5) De que teria sido vítima de overdose de cocaína provocada pelo consumo excessivo de drogas, que resultou na sua internação no Hospital Maternidade Nossa Senhora Aparecida, em Montanha, em 24 de julho de 2007;

6) De ter, em novembro de 2007, junto com outro soldado, invadido uma residência na localidade de Vinhático, em Montanha, para cobrar uma dívida de R$ 15 mil para um fazendeiro da região. Na residência, os dois PMs teriam ameaçado o dono da casa que devia dinheiro ao fazendeiro;

7) De realizar cobranças de dívidas de juros para um sargento, que seria agiota.

Charles foi considerado culpado. O Boletim Geral da PM n° 009, de 8 de março deste ano, designa o major Evandro Teodoro de Oliveira para presidir o Conselho de Disciplina que vai decidir o futuro do soldado Charles, que poderá ser expulso a qualquer  momento.

Segundo o Aditamento Reservado do Boletim Geral da PMES n° 12, o oficial encarregado de investigar o tenente Bergamin, o tenente-coronel Marcos Assis Batista, comandante do 13° Batalhão (São Mateus), concluiu que Bergamin não cometeu nenhum dos 13 crimes a que foi acusado pela sindicância. Continue lendo no Blog do Elimar Côrtes

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

PM-SC: Tenente faz depoimento imperdível!

Do 2o. Tenente da Policia Militar, Omar Correa Marotto, um depoimento excepcional e de leitura obrigatória, que o blog edita com prazer pelo seu profundo significado e de real interesse público, agradecendo ao missivista, via e-mail:
"Caro jornalista Moacir Pereira,

como assíduo leitor de sua coluna peço vênia para utilizar este esse espaço democrático a fim de discorrer sobre um assunto bastante comentado ultimamente nos mais diversos canais de comunicação, qual seja, o salário paga ao Policiais/Bombeiros Militares e Policiais Civis dos Estados Membros. Para situar melhor seus leitores, gostaria de informar que os profissionais que atuam na Segurança Pública de Santa Catarina trabalham em regime de escala de serviço, tais como: 24x48; 12x24/12x48 , entre outras. Esclarecido esse primeiro ponto passo a discorrer sobre “simplicidade” do nosso serviço diário, para depois deliberar acerca da remuneração do profissional da segurança pública.
Quero dizer que as assertivas aqui apresentadas foram construídas ao longo de 18 anos de serviços prestado a Polícia Militar de Santa Catarina, portanto, são as minhas verdades, as minhas impressões, as minhas vivências, porém revestidas de uma certa propriedade.
Passamos a discorrer sobre a rotina de serviço de um Policial/Bombeiro Militar e Policial Civil quando em escala de serviço, que é bastante simples, como é de conhecimento público:

a) O Policial/Bombeiro Militar e Policial Civil toma mais decisões num dia de serviço do que muitos outros profissionais em um ano, e olha que quando as fazemos precisamos analisar em uma fração de trilhonessímo de segundos se ela esta de acordo com os nosso regulamentos disciplinares, com a legislação em vigor, e no caso dos militares, se não contraria o RDPMSC e o CÓDIGO PENAL MILITAR, que aliás prevê pena de morte para o militar em caso de guerra. Não podia ser diferente, nossas decisões impactam diretamente na vida da sociedade em geral.

b) O Policial/Bombeiro Militar e Policial Civil quando escalado para o serviço também realiza partos. Isto mesmo, somos especialistas em realizar partos em nossas viaturas, paradas ou em movimento. Somos a ÚNICA CATEGORIA DO MUNDO especialista em auxiliar no trabalho de parto por telefone. Quando uma parturiente esta em trabalho de parto ela não liga para o profissional da saúde que a assiste, ela liga pra onde, para o 190 ou 193. E nos que somos altamente treinados em nossas escolas de formação/aperfeiçoamento entramos em ação. Até hoje temos 100% de êxito. Alguém mais na sociedade é capaz de realizar tal feito? Duvido!

c) O Policial/Bombeiro Militar e Policial Civil também é PhD em desobstruir vias respiratórias de recém-nascidos por telefone, muitas e muitas vidas de redém nascidos já foram salvo por nossos Policiais. E não cobramos consultas pelo trabalho realizado.
d) Na nossa rotina de trabalho pegamos em nossas mãos um indefeso cãozinho perdido e a entregamos aquela família angustiada pela sua ausência, como também pegamos em nossas mãos bananas e mais bananas de dinamites que são usadas para o cometimento dos mais diversos crimes. Continue lendo no Blog do Moacir Pereira

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2012

Anaspra denuncia violação aos Direitos Humanos do Exército na greve da Bahia, (parabéns ao Ten Gonzaga, até que enfim Minas "ergueu a voz")


O subtenente Luiz Gonzaga, que é diretor de direitos humanos da Associação Nacional de Praças (Anaspra), condenou a ação do Exército junto aos grevistas. "Eles não estão permitindo a entrada de medicamentos aos amotinados. Entre os principais remédios estão aqueles para hipertensão e diabetes", disse. Para Gonzaga, esta atitude viola os direitos humanos e vai além de uma estratégia do governo para cansar os policiais. "Para ter acesso aos medicamentos os grevistas têm que sair. Mas, se saírem não voltam. Isto não resolve o problema", afirmou.
  
Mas, o coronel Márcio Cunha explica que há ambulâncias preparadas com UTI para dar todo suporte aos policiais. "Estamos com três ambulâncias, sendo que cada uma com dois médicos à disposição", explicou o coronel. O comando do Exército e da Força Nacional argumentam que os policiais devem sair para receber o medicamento.

Fotos: Gilberto Junior//Bocão News
Por: Luiz Fernando Lima e Redação Bocão News

quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

Tenente é excluída da PM acusada de furtar cartão de crédito


A 2ª Tenente Ledynay dos Santos Costa da Polícia Militar do Estado do Piauí foi excluída dos quadros da PM por ser acusada de furtar um cartão de crédito da Major PM Elza Rodrigues Ferreira. A decisão foi publicada ontem (29/11) no Diario Oficial do Estado (DOE) e traz Decreto do dia 28/11.

A Major PM Elza Rodrigues denunciou o caso na Corregedoria da Polícia Militar sendo instaurado Inquérito Policial e feita investigação com três laudos periciais referentes à assinatura da acusada.

Durante o andamento do processo várias testemunhas foram ouvidas e a partir de então, foram colhidas provas robustas, que resultou no processo crime nº 232/2009, tendo como denunciante o Ministério Público Estadual, cujo processo tramita na 9ª Vara Criminal (Justiça Militar Estadual) pela prática de furto qualificado.
Diante do exposto, o governador Wilson Martins (PSB) assinou Decreto excluíndo dos quadros da Polícia Militar.

A acusada poderá recorrer da decisão.

Fonte: 180 Graus
Blog da Força Tática

Leia o decreto AQUI


Leia mais no site: http://ftadecamocim.blogspot.com/2011/12/tenente-e-excluida-da-pm-pi-acusada-de.html#ixzz1fHt6yjqs 
Copiar e não citar a fonte, além de má educação, é ilegal. 

domingo, 25 de setembro de 2011

CARTA DE TENENTE À PRESIDENTA

Marco Aurélio Reis - O Dia

Leitores ficaram na dúvida sobre o que diz em latim a abertura da carta enviada a presidenta Dilma Rousseff por tenente, que não se identifica publicamente, mas chama a atenção para abismos salariais na folha entre os militares das Forças Armadas e alguns grupos de servidores do Executivo, do Legislativo e até mesmo de governos estaduais. 

Em Latim ele cita a Bíblia, livro de Tiago no Novo Testamento, capitulo 5, versículo 4:

 
"Eis que o salário dos trabalhadores que ceifaram as vossas terras, e que por vós foi diminuído, clama; e os clamores dos que ceifaram entraram nos ouvidos do Senhor dos exércitos". 

Abaixo a íntegra da carta:

 
"Anápolis-GO, 18 de agosto de 2011.
 
Excelentíssima senhora Presidente da República Federativa do Brasil DILMA VANA ROUSSEFF
 
"Ecce merces operariorum qui messuerunt regiones vestras qui fraudatus est a vobis clamat et clamor ipsorum in aures Domini Sabaoth introjit". (Ia.5:4)
 
FABIANO BISPO DA SILVA (nome fictício), é Oficial da Força Aérea Brasileira (FAB), e ocupa o posto de Primeiro-Tenente-Aviador. Ele está lotado na Base Aérea de Anápolis, onde exerce a atividade de piloto do caça Mirage.
 
Anápolis sedia a Base Aérea que abriga o 1º Grupo de Defesa Aérea, cuja missão precípua é defender a Capital Federal de possíveis ataques externos.
 
O Mirage 2000C, que equipa a FAB, é um caça supersônico de interceptação, reputado como um dos melhores do mundo em sua área de atuação, e é utilizado para o policiamento diário do vasto território nacional.
 
Para pilotar essa aeronave de altíssima tecnologia, o Tenente Bispo passou por um árduo e primoroso preparo, que teve a duração de 8 (oito) anos, além de um imprescindível treinamento na França, que é o País de origem desse avião. Para ascender aos postos de sua longa carreira, Bispo passará ainda pelo Curso de Aperfeiçoamento de Oficiais, Escola de Tática Aérea e Escola Superior de Guerra, dentre outros; etapas difíceis, que exigem do aviador militar inocultável resignação.
 
Esse militar, por ser uma pessoa normal como outra qualquer, um cidadão comum, é casado e tem um filho, ainda em tenra infância; destarte, ele experimenta todos os problemas, vicissitudes e necessidades inerentes a um pai de Família.
 
Quem reside em Anápolis pode conferir as atividades noturnas que os pilotos realizam, muitas vezes sob densas chuvas, isto porque a vigilância do nosso território requer tempo integral, e porque as hecatombes pretendidas pelas nações em conflito ocorrem também em situações adversas, daí as intensas missões nessas intempéries; missões essas que submetem os militares a apertadas escalas de serviços, furtando-os do salutar convívio com seus familiares em preciosos fins de semana e feriados.
 
Remuneração mensal do Tenente Bispo: R$ 5.000,00 (fonte: Internet).
 
FELÍCIO MANSO DA PAZ (nome fictício), é Técnico Legislativo, em exercício no edifício anexo ao Congresso Nacional, na atividade de ascensorista de elevador. Remuneração mensal do Técnico Manso: R$ 14.000,00 (fonte: Internet).
 
Permita-me, senhora Presidente, dizer a Vossa Excelência que eu vejo algumas semelhanças entre o Oficial e o Ascensorista: Ambos são servidores públicos federais; ambos são profissionais competentes nos seus afazeres; ambos são pais de Família e laboram pelo sustento digno de seus entes queridos; e ambos lidam com painéis repletos de botões.
 
O Aviador, dentro da carlinga do ultra-sônico, com seus diversos e complexos comandos, protege a Capital Federal, com seus Três Poderes constituídos, bem como todo o território nacional; o Ascensorista, dentro do elevador, conduz as insignes potestades aos andares correspondentes aos seus gabinetes.
 
E, por falar em apertar botões, lembrei-me agora de um adágio, que diz que todos os trabalhadores têm o humano direito de cometer erros em suas profissões, exceto dois: O médico e o piloto de avião.

Eu mesmo não gostaria de ver o Tenente Bispo cometer o mínimo deslize, ao riscar o seu bólido os céus da minha cidade, porque ele transporta poderosas munições que, se disparadas equivocadamente, podem trazer-me problemas cá em baixo... A pedra, uma vez atirada, não volta atrás... Daí o meu anelo em vê-lo com a mente sempre sarada!
 
Já o Ascensorista, ao dirigir o seu elevador ao décimo terceiro andar, pensando tê-lo dirigido ao décimo quarto, leva, por causa da sua humana desatenção, apenas uma leve reprimenda da autoridade conduzida, e se beneficia logo em seguida da oportunidade de se redimir do seu equívoco.
 
Sim, eu vejo algumas paridades entre esses dois profissionais, que servem com fé e orgulho à nossa Pátria, mas vejo, também, uma disparidade absurda e inaceitável, que os separa com uma distância abismal: A remuneração!
 
"Ah, mas a profissão militar é um verdadeiro sacerdócio!" -, vociferam os mais açodados, no afã de inferiorização da categoria.
 
Se levarmos em consideração a situação um pouco mais amena das Polícias Militares de algumas das nossas Unidades Federativas, com remunerações mais vantajosas, veremos que a situação dos militares das Forças Armadas (FFAA) se mostra ainda mais recrudescida.
 
Ora, aplicando-se a lógica das remunerações, em seus aspectos vários, onde existe um único auxiliar que percebe vencimento maior que o seu titular? Nas Casernas isto é possível, visto que há Polícias e Bombeiros Militares com soldos superiores aos seus postergados similares, nas FFAA. Só que aqueles são auxiliares destes!
 
Outra casta "sacerdotal" assaz privilegiada com o agradável e abundante tilintar das moedas é a Polícia Federal (PF). É que esta, por lhe ser permitido arvorar a bandeira do sagrado direito de greve, galga hoje alturas salariais tão notáveis que, comparativamente a ela, PF, a FAB realiza apenas voos rasantes e reles ataques ao solo.
 
Idêntico gozo dessa graça vivem os "sacerdotes" da Polícia Rodoviária Federal.
 
Eis, senhora Presidente, de forma clara e sucinta, a síntese do assunto que aflige os profissionais engajados nas fileiras das FFAA, em menção os aviadores, que preferem o manche do Caça ao da Aviação Civil, por honra ao Azul-Baratéia.
 
Ao expor aqui essa realidade incontestável, na qual procurei aplicar palavras agradáveis, e escrever com acerto discursos plenos de verdade (quaesivit verba utilia et conscripsit sermones rectissimos ac veritate plenos), anelo fazer um apelo à sensibilidade de Vossa Excelência no sentido de que, se não puder resolver cabalmente esse imbróglio, pelo menos lhe dar um considerável lenitivo, uma vez que o militar frequenta, como qualquer outro mortal, os intricados labirintos do Universo mercantil; e a farda que ele veste não se lhe constitui uma capa de isenção aos meandros do vil metal.
 
Aliás, se atentarmos bem para a verdadeira justiça, a de comparação do "sacerdócio" militar com o lídimo sacerdócio judaico/araônico, que é o sacerdócio propriamente dito, instituído consoante a Vontade Divina, temos que observar o que propalam as Escrituras Sagradas, que dedicam ao sagrado ofício sacerdotal todo o capítulo 18 do Livro de Números, no Pentateuco, mostrando-lhe os direitos e deveres.
 
Transcrevamos apenas os versículos 12 e 13, por nos serem bastante suficientes:
 
"TUDO O QUE do azeite HÁ DE MELHOR, e TUDO O QUE do mosto e do grão HÁ DE MELHOR, as primícias destes que eles derem ao Senhor, a ti as tenho dado. OS PRIMEIROS FRUTOS DE TUDO O QUE HOUVER NA SUA TERRA, que trouxerem ao Senhor, SERÃO TEUS..." (grifo meu, visando dar realce).
 
Seria a classe militar das fileiras das FFAA o sacerdócio por muitos difundido? Caso negativo, mister se faz tirá-la o quanto antes dessa incômoda situação, igualando-a com as outras classes militares e policiais há muito tempo valorizadas; caso positivo, urge fazer com que esses olvidados sacerdotes sejam alcançados pela abençoada mercê outorgada por Deus aos seus colegas da dispensação veterotestamentária, conforme os textos sagrados supracitados.
Respeitosamente,"
fonte: Blog Notícias Militares