Seguidores

Mostrando postagens com marcador contra informação. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador contra informação. Mostrar todas as postagens

segunda-feira, 8 de julho de 2013

Plebiscito é contra informação, para desviar o foco, desmobilizar a massa. VEM PRA RUA!!!


      Para os que ainda estão acreditando nessa onda de plebiscito, referendo, ou seja lá o nome que se queira dar, é preciso que saibamos que o termo correto a ser usado nesse momento de turbulência e desgaste evidente para o governo e as pretensões de reeleição da presidente Dilma Rousseff, chama-se contra informação. Ou seja, os governantes querem desmobilizar as massas, com promessas mirabolantes, com planos inexequíveis, inclusive inconstitucionais como dizem muitos juristas. Sem falar no altíssimo custo de se convocar um plebiscito, que giraria em torno de R$400 milhões de reais, para não resolver ou decidir nada. Durante esse tempo, o povo ficaria feito cordeiro, sentado no sofá, assistindo as caríssimas campanhas publicitárias informativas, na vã tentativa de se "informar", sobre o que eventualmente será decidido. 

          Acorda meu povo!!!

domingo, 26 de maio de 2013

A CAIXA preta no “boato” do Bolsa Família


Fica cada vez mais clara a “origem” e as diretrizes de quem fomentou o tal boato do “bolsa família”, em ação que pode se tornar um dos maiores tiros no pé da história do PT.

Principalmente após a descoberta de que a CAIXA, cada vez mais promiscua e utilizada para fins eleitorais, aceitou calada a imposição de antecipar, de maneira inédita, os pagamentos do benefício, “coincidentemente”, para um dia antes da “indignação” do Governo vir à tona.

Vale lembrar que o banco negou a ação até ser descoberto, hoje, em reportagem da FOLHA.
Além disso, militantes do PT, quase sempre remunerados para infernizar a internet, também “coincidentemente”, levaram ao youtube, um dia depois do “boato”, vídeos sobre como candidatos do partido “A” ou “B” não gostam do “Bolsa Família”.

Até a reação da presidenta, colocando publicamente que acionaria a Policia Federal para elucidar o caso, soou como um filme de pastelão bem mal ensaiado.

Não se sabe até que ponto as referidas investigações estarão desprovidas de interesses, mas, se realmente levadas a cabo, podem demonstrar o quanto alguns políticos pouco se importam com os transtornos que podem ser ocasionados pela ânsia da manutenção do poder a qualquer custo.
Tudo leva a crer que nessa CAIXA preta da imoralidade tem desde dedo de mensaleiro, até braço curto de ex-presidente, além de ação disseminadora da “companheirada” remunerada.

segunda-feira, 20 de maio de 2013

A este Blog o PT não engana


Desde ontem, este Blog vem alertando para o jogo sujo dos boatos sobre o fim da Bolsa Família. A este Blog o PT não engana. Abaixo, matéria da Folha Poder.

 
Senadores do governo e da oposição trocaram acusações nesta segunda-feira (20) sobre a autoria dos boatos de extinção do programa Bolsa Família, principal programa social do governo. Líder do PSDB, o senador Aloysio Nunes Ferreira (SP) disse que o PT tem "know how" de fabricar dossiês e espalhar boatos, e não a oposição --ao responder a acusação da ministra Maria do Rosário (Direitos Humanos) que responsabilizou a "central de notícias da oposição" pelos boatos.
 
 
"Será que o Brasil não se lembra do boato espalhado pelo PT, na campanha da presidente Dilma, de que José Serra, se eleito, ia acabar com concursos públicos? Quem tem 'know how' de fabricar boatos, notícias falsas? Fomos nós que fabricamos o dossiê dos aloprados, tentando imprimir infâmias a um político da oposição?", questionou. Aloysio Nunes também citou outros episódios, como o dossiê Cayman produzido contra o PSDB nas eleições de 1998. E fez ataques à ministra.
 
"É uma opinião leviana, irresponsável, de quem não está fazendo jus ao posto de ministro de Estado. Eu tinha com a senhora ex-deputada um bom diálogo, a considerava pessoa de boa fé. Infelizmente, não considero mais. Porque depois de uma singela opinião dessas, que acusa a oposição de prática de felonia sem ter nenhuma indicação formal, ela sequer pede desculpas públicas. Ela diz que não quer politizar, mas já politizou", disse Aloysio Nunes.
 
Já o vice-presidente do Senado, Jorge Viana (PT-AC) reagiu ao afirmar que o PT sempre foi vítima de dossiês produzidos por "setores que trabalham contra o país". "Eu não entendo porque a oposição está vestindo a carapuça. Não tem ninguém que tenha sido mais vítima de boatos nesse país que o PT", afirmou. Viana lembrou que o ex-presidente Lula, na campanha eleitoral de 1989, foi vítima de boato de que o governo, se eleito, tomaria a propriedade das pessoas. "O certo é que praticamente se institucionalizou a maneira de se enfrentar a realidade com boatos." Continue lendo no blog Coturno Noturno