Seguidores

Mostrando postagens com marcador dia da mentira. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador dia da mentira. Mostrar todas as postagens

segunda-feira, 1 de abril de 2013

Dia da verdade no país da mentira


     O 1° de abril é conhecido há vários anos como a data do trote, dia da mentira, e por alguns povos chamado ainda como Dia dos Bobos. Se trouxermos esses adjetivos para a realidade brasileira, veremos que apesar de internacional, esta data é brasileiríssima, repleta de mentiras já na origem de seu povo. Já imaginaram algum país ser povoado em parte, por assassinos, ladrões, escórias trazidas de outro continente? Isso aconteceu com o Brasil, que recebeu alguns navios com presos portugueses. Podemos elencar inúmeras mentiras que perpassam diferentes épocas e continuam atualíssimas, de que não somos colônia, de que não servimos a elite, de que os políticos não são corruptos, que as escolas, justiça e a saúde funcionam. Ou que a Constituição Federal garante um salário condizente com as necessidades básicas de um cidadão, tais como transporte, alimentação etc. Outra mentira é dizer que o Brasil é uma nação, a consciência não é nacional...ela é dançante. O clássico das mentiras é ver o partido que tem nome de "trabalhador", empregar o ex-ministro do trabalho Carlos Lupi, o qual tinha cargo fantasma no Rio.

    Mas, não é só no Brasil que vemos mentiras clássicas, internacionalmente a mais famosa foi a invasão dos  Estados Unidos ao Iraque, sobre o pretexto mentiroso de que os iraquianos teriam bombas químicas. Com essa desculpa mataram muita gente inocente. Outra mentira é dizer que os americanos acreditam e seguem as convenções internacionais de Direitos Humanos. Vocês se lembram como morreu Osama Bin Laden? Com a casa invadida, rajadas de tiros que serviram como julgamento, como se fosse um tribunal itinerante, a justiça móvel em busca do réu...coisa de desenho animado.

   Voltando ao Brasil, esses fatos são tão corriqueiros que o dia da mentira tem outra conotação. Por ser algo tão banal, cotidiano e festejado nos carnavais, (sinônimo de alegria, de um povo feliz), podemos afirmar que o dia da mentira demonstra o quão verdadeiro é a nossa mentira, enquanto nação, "potência mundial", IDH - Índice de Desenvolvimento Humano.

   Para fechar com chave de ouro (ou de zinco), teremos talvez, as duas grandes mentiras do século: Copa 2014 e Olimpíadas 2016. Em ambos eventos mostraremos ao mundo, não a potência no esporte, mas, a incapacidade de se ter, patrocinar uma equipe de ginástica olímpica, ou de judô, etc. Não teremos estádios superfaturados, nem mal construídos. Até porque isso não aconteceu no Pan americano de 2007, especialmente no estádio João Havelange, conhecido como "Engenhão", (aliás...que engenharia...). Por essas e outras tantas, é que podemos afirmar, que o 1° de abril no Brasil, não é o dia da mentira, mas, sim o dia da verdade, no país da mentira...

Desenho "Lulanóquio: rabiscosdoantenor.blogspot.com