Seguidores

Mostrando postagens com marcador estuprador. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador estuprador. Mostrar todas as postagens

quinta-feira, 23 de maio de 2013

Sargento acusado de diversos estupros na Grande BH é condenado a 101 anos de prisão


Entre as vítimas dos crimes estão parentes de colegas de trabalho do policial  (Tv Alterosa/Reprodução )
O sargento da Orquestra Sinfônica da Polícia Militar Alexander Lourenço da Silva, de 38 anos, preso desde 8 de março de 2012, acusado de estuprar sete mulheres e de tentar atacar outras duas em Belo Horizonte e Região, foi condenado a 101 anos de prisão, cinco meses e 12 dias de reclusão. No entanto, o militar só ficará preso por 30 anos, como estabelece a legislação brasileira. A informação foi divulgada nesta quarta-feito pelo Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG). Os crimes ocorreram entre agosto de 2011 e janeiro do ano passado. Entre as vítimas estão parentes de colegas de trabalho do policial.

A prisão do militar aconteceu após denúncia do Ministério Público e da Corregedoria da Polícia Militar. Vítimas dos suspeitos relataram que eram ameaçadas com facas de açougueiro, foice, canivete e até “machadinha” e eram obrigadas a entrar em um Fusca de cor clara. Dentro do veículo, algumas mulheres chegaram a ser agredidas pelo sargento. Na época da violência, seis mulheram eram menores de idade.

No ano passado, os investigadores tiraram fotos do veículo do militar e mostraram para as vítimas, que reconheceram o veículo. Foi pedida a prisão preventiva do sargento, que acabou detido dentro da Academia de Polícia. No armário pessoal dele, no alojamento dos integrantes da Orquestra Sinfônica, foram encontradas munição calibre 9 mm, algemas, estilete, canivete, Cds e Dvds com conteúdos pornográficos, preservativos, sacolas com produtos de sexy shop, três celulares, luvas descartáveis de borracha, peruca ruiva, brincos, prendedor de cabelo, fotos de mulheres e álbum de fotografia.

Em outro carro do militar, um Ford Fiesta, foram apreendidos outros produtos relacionados aos crimes como seis cápsulas de calibre 38, um netbook, mais Cds e Dvds com conteúdos pornográficos, preservativos, cortesias de motéis, revistas de conteúdo sexual, um sutiã, entre outros. Com o policial, foi apreendido um aparelho celular utilizado por ele para fotografar as vítimas, que também reconheceram as imagens.

A defesa do policial argumentou na Justiça que houve nulidades processuais, dentre elas o ilegal reconhecimento do então acusado na delegacia e o indeferimento do pedido de complementação de perícia. No entanto, o juiz Milton Lívio Lemos Salles destacou que as provas expostas no processo criminal são “robustas” para a condenação. Segundo ele, “as vítimas unanimemente reconheceram o acusado e forneceram suas características físicas e vestimentas condizentes com as apreendidas nos autos”.

Para cada vítima, o magistrado fixou uma pena que, somadas, resultam em 101 anos de reclusão. Mas considerando a legislação brasileira, o sargento deverá cumprir a pena máxima de 30 anos. Foi ainda mantida a prisão preventiva do militar para resguardar a aplicação da lei penal. Por ser de Primeira Instância, cabe recurso dessa decisão.


quarta-feira, 6 de março de 2013

Nota 10, PMs da 92ª Cia do 32° BPM prendem estuprador em Uberlândia


Foi apresentado na manhã desta quarta-feira (6) um homem suspeito de ter praticado estupros nos bairros Pacaembu e Jardim América, em Uberlândia. Elismar Damasceno da Silva foi reconhecido por duas vítimas. Uma deles identificou inclusive as roupas que ele teria usado no dia da agressão sexual.

As vítimas conversaram com nossa reportagem sem se identificar. Uma adolescente de 16 anos disse que o homem a segurou pelo pescoço e com a outra mão a ameaçava com uma faca. “Ele falou que não era pra eu gritar e que ele não ia fazer nada comigo. E me levou pra um mato.” No terreno, segundo a jovem, Elismar a violentou e depois foi embora.

A outra vítima, uma mulher de 20 anos, foi coagida pelo suspeito que portava uma caneta e dizia que ela não gritasse, pois ‘só queria revistar a bolsa dela’.

“Sem dúvidas é ele. Eu estava de saída pro trabalho, mais ou menos umas 5h50, o ponto de ônibus é perto da minha casa, no Pacaembu. Ele chegou, me agarrou por trás pelo pescoço e ameaçou com uma caneta. Não lembro direito como consegui me soltar. Acho que tropecei e, de repente, percebi que não tinha nada me segurando, e corri.”

Em entrevista com o suspeito, ele negou as acusações de estupro. “Quem falou isso, tem que ver quem falou. Eu tava andando, indo pra casa eles me parou e falou que era pra reconhecimento.” O homem ainda disse que pediu para ir ao banheiro e, com a negativa dos policiais, saiu correndo e foi preso.

A Polícia Militar teve acesso a uma imagem de circuito de segurança residencial mostrando o momento em que a adolescente de 16 anos era segurada pelo estuprador pelo pescoço. Sobre essas imagens ele diz: “Se tem imagem, sabe que é eu e pronto, não tem nada que falar. A imagem é no Jardim América e eu moro no Pacaembu. Estupro eu nunca fiz e nunca vou fazer.

Carolina Vilela-UIPI

terça-feira, 10 de julho de 2012

Dois soldados do Exército são presos suspeitos de estuprar adolescentes

Dois soldados do Exército Brasileiro estão presos no quartel de Quaraí, na Fronteira Oeste. Eles são suspeitos de estuprar duas adolescentes de 11 e 14 anos na sexta-feira.

Segundo a polícia, os dois homens, ambos de 19 anos, passaram em um carro em frente à escola onde as jovens estudam. Eles desceram do veículo e teriam amarrado as vítimas, levando até uma casa, onde praticaram o ato. De acordo com o delegado Roger Tavares, os soldados teriam estuprado as adolescentes e soltado as duas a cerca de 200 metros do lugar onde capturaram.

Atendendo chamado de testemunhas, a Brigada Militar chegou ao local e prendeu os dois em flagrante. Na delegacia, os soldados preferiram falar apenas em juízo. Procurado por Zero Hora, o 5º Regimento de Cavalaria Mecanizado informou que se manifestará nesta terça-feira.


Rafael Diverio

quinta-feira, 10 de novembro de 2011

Engenheiro é suspeito de estuprar adolescentes

 Um engenheiro de 51 anos, morador de Campo Belo, no Sul de Minas, é suspeito de ter estuprado duas adolescentes. Durante os encontros, ele pedia para uma das meninas filmar a cena e pagava cerca de R$ 50 para cada uma.

De acordo com a polícia, o suspeito prestou depoimento nesta quinta-feira (10)  depois de ser denunciado por uma das garotas. Segundo a Polícia Civil, o engenheiro mantinha relações sexuais com duas meninas de 11 e 13 anos.