Seguidores

Mostrando postagens com marcador filiação partidária. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador filiação partidária. Mostrar todas as postagens

quinta-feira, 6 de outubro de 2011

Vereadora chama a polícia para colega na Câmara


UBERLÂNDIA, TRIÂNGULO MINEIRO – A Polícia Militar foi acionada na Câmara Municipal de Uberlândia, por volta de 10h30 da manhã desta quinta-feira (06) pela vereadora Jerônima Carlesso, que alegou ter sido agredida verbalmente pelo colega parlamentar Hélio Ferraz de Oliveira, o Baiano.

A discussão aconteceu durante o café dos vereadores, dentro do plenário da Câmara. Segundo informações colhidas no local o vereador Hélio Ferraz de Oliveira, o Baiano e a vereadora Jerônima Carlesso teriam discutido por desentendimentos relativos a filiação partidária.

O vereador não quis gravar entrevista. Disse apenas que “isso é algo natural, já que amanhã vence o prazo para que as pessoas possam ser filiadas aos partidos”. Mas quem estava no local disse que ele teria chamado a colega parlamentar de “traidora”, alegando que ela estaria tirando pessoas do PP, que é o partido dos dois, para levar ao PDT, já que a vereadora tem uma ligação com o deputado Tenente Lúcio (PDT).
 
Jerônima teria dito que, apesar de não fazer o boletim de ocorrência, sua intenção era de que “o Baiano fosse levado algemado”. Por volta das 11h, a vereadora foi para o gabinete dela e não retornou mais ao plenário. Após a saída da polícia, ela foi embora pela porta dos fundos, sem conceder entrevista. O presidente da Câmara, Vilmar Resende também não se pronuncia.


Redação Uipi! Carolina Vilela

Nota do blog: O estranho é que um vereador no exercício do pleito está amparato pelas prerrogativas inerentes. Será que os vereadores não sabem disso? Chamar a polícia como se fosse alguma criança mimada. O procedimento correto seria prender quem chamou e fazer a prisão por falsa denuncia de crime.