Seguidores

Mostrando postagens com marcador fuzil. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador fuzil. Mostrar todas as postagens

quinta-feira, 16 de janeiro de 2014

Bandidos são presos na Avenida Brasil no Rio


Dezessete bandidos  foram presos após perseguição da polícia na Avenida
 Brasil, nesta segunda-feira (13), quando tentavam fugir em um caminhão
 roubado de uma transportadora de frios. Depois de perderem o controle 
do veículo, eles colidiram contra uma mureta na pista lateral, na altura de
 Irajá. Com os suspeitos foram apreendidos um fuzil rugger, três fuzis AR-15, três 
pistolas, nove granadas e nove rádios transmissores.
Segundo o comandante do 41º BPM (Irajá), os suspeitos seriam traficantes de drogas
 e teriam tentado fugir da comunidade Para-Pedro, em Colégio, no Subúrbio, 
onde era realizada uma operação desde a madrugada de segunda-feira, 
roubando o caminhão da transportadora.


Parte da pista estava interditada por volta das 18h30. Os criminosos foram levados
 para a 39ª DP (Pavuna).


Tiros em Para-Pedro
A operação na comunidade começou por volta das 3h da manhã, quando os
 PMs ouviram disparos e seguiram para o local, onde avistaram um caminhão 
de pequeno porte e uma Kombi, deixando a comunidade. Houve breve troca de
 tiros e três criminosos que estavam dentro da Kombi foram mortos.

sexta-feira, 26 de abril de 2013

Policiais civis de Uberlândia recebem certificado de treinamento para operar fuzil

Policiais civis lotados na 1ª Delegacia Regional de Polícia Civil da cidade de Uberlândia, no Triângulo Mineiro, receberam nesta quinta-feira (25), um certificado de conclusão de um treinamento para operar fuzil.

O treinamento foi realizado em dezembro de 2012 no 36º Batalhão de Infantaria Motorizado do Exército Brasileiro localizado na mesma cidade.

No evento em que ocorreu a entrega do documento estavam presentes outras autoridades como o Ten-Coronel José Carlos Rocha Lima, Comandante do 36º Batalhão de Infantaria Motorizado do Exército, o Ten-Coronel Alexandre Lopes Nogueira – Comandante da Companhia de Aviação do 36º Batalhão de Infantaria Motorizado do Exército, e a Dra. Márcia Regina Pussoli – Delegada Regional de Polícia Civil. 

A solenidade ainda contou com a apresentação da Banda de Música, e com desfile da tropa.


P10

sexta-feira, 9 de novembro de 2012

Polícia Militar do Rio substitui fuzis por armas não-letais


A Polícia Militar está substituindo, gradativamente, fuzis das rádio-patrulhas que atuam no Rio de Janeiro por armas não-letais. No total, já foram 273 fuzis trocados por tasers, armamento de choque utilizado para imobilizar suspeitos que assumam postura de ameaça durante ações policiais. 
A Secretaria de Segurança já distribui 1.265 tasers, que emite uma energia de 50 mil volts contra o corpo humano, mas com intensidade baixa, com 0,0036 ampère. 
O processo de retirada dos fuzis de parte das rádio-patrulhas acontece em áreas pacificadas. Estes fuzis estão sendo endereçados a regiões onde seu uso ainda é necessário. No futuro, apenas as unidades especiais da Polícia Militar utilizarão o armamento. 

quarta-feira, 25 de julho de 2012

PM apreende fuzil, rádios e joias e três são conduzidos

Três pessoas foram conduzidas para a Delegacia de Patos de Minas após uma denúncia anônima indicar que um fuzil, furtado há alguns dias, em uma residência no bairro Jardim Califórnia, estaria escondido em uma casa na rua João Gonçalves da Silva, no bairro Novo Horizonte. No local a polícia abordou Renato Braga Silva, de 22 anos, que acabou confessando estar com a arma em casa. O fuzil foi encontrado atrás de um guarda-roupa.
Os policiais encontraram ainda uma caixa com diversas jóias e relógios, notas de peso mexicano, diversas munições e três rádios transmissores. A suspeita é que o fuzil seja o mesmo furtado há cerca de um mês, quando os ladrões levaram também uma grande quantidade de jóias.
Materiais apreendidos na casa de Renato Braga Silva
Renato Silva negou ter furtado os objetos e disse que foi no mato fazer as necessidades fisiológicas e acabou encontrando o fuzil. Ele foi preso e conduzido para a Delegacia da Polícia Civil para prestar esclarecimentos. Maike de Souza Santos, de 19 anos, estava no local e também foi conduzido. A mãe dele, Lúcia Helena Porfírio Souza, de 34 anos, desacatou os policiais e também foi levada.
Além da posse ilegal de arma de fogo e da suspeita de furto, Renato Silva ainda poderá sofrer outra punição. Eles consumiam e forneciam bebida alcoólica para dois adolescentes de 17 anos que estavam na residência.
Maurício Rocha/Patos Hoje/UIPI

quarta-feira, 28 de março de 2012

"TROPA DE ELITE É REAL": POLICIAL É PRESO NO MOMENTO EM QUE VENDIA FUZIL PARA O PCC

Enquanto os policiais dedicados, honrados se esforçam para manter o bom nome de sua corporação militar, outros contribuem para que esse objetivo nunca seja alcançado. Estes são a exceção, a escória, que nem sempre é vista como tal no seu meio social, em muitos casos, gozam ainda de boa reputação na organização. O episódio a seguir aconteceu em São Paulo:
***
A Corregedoria da Polícia Civil prendeu, na manhã desta terça-feira, o agente policial Mailton Maia de Oliveira. Ele foi surpreendido no Jardim Cabuçu, Zona Norte, quando vendia um fuzil Colt 223 para um integrante do PCC (Primeiro Comando da Capital), facção criminosa que age dentro e fora dos presídios paulistas.

De acordo com a polícia, Mailton tinha estreita relação com membros da facção e receberia R$ 40 mil pela arma de grosso calibre. A Corregedoria chegou até o local da negociação através de uma denúncia anônima, recebida às 10h30 desta terça. O órgão corregedor não informou se o comprador do fuzil também foi preso e disse que as investigações continuam. Mailton trabalhava no 42º DP (Parque São Lucas), mas já integrou o GOE (Grupo de Operações Especiais), tropa de elite da Polícia Civil. (T.N).


quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

Os fuzis superfaturados da PM no Rio

Reprodução do site Cláudio Humerto.com 


Não é  o contra cheque do Secretário de Segurança Pública José Mariano Beltrame que é "superfaturadoBeltrame ganha quase R$ 40 mil por mês, acumula salário de delegado da polícia federal e de secretário de governo.

Apesar da Constituição Federal proibir que qualquer funcionário público receba mais do que o Ministro do STF, cerca de R$ 27 mil por mês, Beltrame diz que não há nada de ilegal.


Agora se revela que o MP investiga compra de fuzis superfaturados pelo SecretárioBeltrame.

Dica, que tal uma UPP na Secretaria de Segurança Pública ?



fonte: blog do Ricardo Gama

terça-feira, 6 de dezembro de 2011

Policial é preso, acusado de vender armas a bandidos

RIO - O roubo de três fuzis que estavam dentro de um carro da Delegacia de Homicídios de Niterói e São Gonçalo levou investigadores da própria unidade, junto de promotores do Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado (Gaeco), a uma quadrilha, supostamente chefiada por um policial civil, que vendia armas desviadas a traficantes. O inspetor Jackson Bispo dos Santos Júnior, lotado na própria Delegacia de Homicídios, foi preso na segunda-feira pelo delegado da especializada, Alan Luxardo. Ele foi acusado de peculato, cuja pena é de dois a 12 anos de prisão.
O bando supostamente chefiado pelo policial era formado por mais seis pessoas, entre elas um bombeiro e dois agentes da Secretaria de Administração Penitenciária (Seap). Todos estão foragidos.
Segundo a denúncia do Gaeco e da 27 Promotoria de Justiça de Investigação Penal (PIP), no dia 3 de abril de 2010, por volta das 22h30min, Jackson simulou que as armas foram roubadas da Blazer da delegacia, que estava estacionada num posto de Polícia Técnica de Campo Grande. Ele estava com outros dois policiais, que não foram identificados. Sumiram dois fuzis da marca Imbel, calibre 7.62, de números de série 267208 e 27695; e outro fuzil da marca Reising, calibre .45, série 111084, além de carregadores. Todo material pertencia à Polícia Civil.
Em seu depoimento, Jackson alegou que resolveu deixar o carro com as armas no posto porque chovia muito e ele não queria danificar o carro da polícia. Ele afirmou que pretendia pegar o veículo na semana seguinte. Diante do sumiço das armas, a polícia iniciou a investigação do caso. Também chamava atenção o fato de o carro da polícia não ter sinais de arrombamento.
Segundo a denúncia, Jackson ligou para o agente penitenciário William Silva da Silva para avisá-lo onde havia deixado o carro da polícia. Para os promotores, o local foi escolhido para facilitar o desvio dos bens públicos: um posto da Polícia Técnica, sem vigilância e à noite. Além de William, são acusados de participar do crime o também agente da Seap Wellington de Paula Santos Rodrigues e o bombeiro Luiz Henrique Dias de Mello.
Entre os dias 6 e 9 de abril de 2010 - antes da ocupação do Complexo do Alemão e da Penha -, a quadrilha, integrada ainda por Fábio Marques dos Santos, vendeu os dois fuzis da Imbel e os carregadores para José Damasceno Ferreira, no Morro do Adeus. No dia 11 de abril, foi a vez de comercializarem o fuzil Reising de uso restrito a Marcelo de Oliveira dos Santos, de acordo com a denúncia do MP.
Foi graças à análise das contas reversas das linhas telefônicas utilizadas pelos membros do bando, com autorização judicial, que os investigadores desbarataram a quadrilha. Todos os acusados tiveram prisão preventiva decretada pelo juiz da 43 Vara Criminal.
Por Vera Araújo (varaujo@oglobo.com.br) | Agência O Globo 

terça-feira, 15 de novembro de 2011

Rocinha: Bope apreende 24 fuzis e 25 quilos de cocaína


Policiais militares do Batalhão de Operações Especiais (Bope) apreenderam, nesta segunda-feira, 24 fuzis, dois lança-rojões, sete pistolas, duas granadas e cerca de 25 quilos de cocaína. O material foi encontrado pelo Bope na comunidade Dioneia, localizada no acesso da mata da Rocinha.

O Bope também apreendeu, na localidade conhecida como Curva do S, na Rocinha, 150 camisas falsificadas semelhantes às da Polícia Civil.


Leia mais: http://extra.globo.com/casos-de-policia/rocinha-bope-apreende-24-fuzis-25-quilos-de-cocaina-3240114.html#ixzz1dmYz9tKb



Extra.globo.com

domingo, 9 de outubro de 2011

SP: tiro de fuzil atinge PM e viatura capota em perseguição e um bandido é preso pela Guarda Civil


Policial é baleado após abordar carro na zona sul de SP
Um policial militar foi atingido por dois tiros de fuzil na manhã desta terça-feira em São Paulo. O PM fazia uma ronda de motocicleta por volta das 7h20, na região da avenida Carlo Caldeira Filho, no bairro do Campo Limpo, zona sul de São Paulo, quando suspeitou de dois indivíduos em um veículo. De acordo com a Polícia Militar, antes mesmo de ser feita a abordagem, os suspeitos efetuaram disparos, ferindo o policial.

O helicóptero Águia da Polícia Militar foi acionado e socorreu o PM. De acordo com as primeiras informações da Polícia Militar, o policial teria sido atingido por dois tiros, um na perna e outro no braço. Mais tarde foi confirmado que o PM foi atingido somente na perna.

Os criminosos, que estavam em um carro clonado, conseguiram fugir e pararam em frente a uma escola para trocar de automóvel e, segundo a assessoria da Polícia Militar, minutos depois, eles ainda trocariam mais uma vez de veículo.

Por volta das 8h, policias da Guarda Civil Metropolitana (GCM), que davam apoio na ocorrência, capturaram um homem que tinha as características de um dos suspeitos. O detido estava correndo, na avenida Carlos Caldeira, portando uma pistola. Até 8h15 desta segunda-feira, o segundo suspeito ainda não havia sido capturado. A Polícia Militar fazia a perseguição, com o apoio aéreo do Águia.

CapotamentoDurante a perseguição dos suspeitos, uma viatura da polícia capotou na avenida Giovanni Gronchi, na região do Morumbi. Um dos policiais que estava no veículo foi encaminhado ao hospital Albert Einstein e o segundo ao Hospital Universitário. Os dois tiveram ferimentos leves e passam bem. Não há informações sobre o policial baleado.

fonte:
 http://noticias.terra.com.br/brasil/noticias/0,,OI5345962-EI5030,00-SP+tiro+de+fuzil+atinge+PM+e+viatura+capota+em+perseguicao.html

Blog QLO

terça-feira, 27 de setembro de 2011

SP: bando é preso após atirar em helicóptero da PM em perseguição (no país da Copa...)


Quatro bandidos fortemente armados trocaram tiros com a polícia na segunda-feira durante uma perseguição na região de Campinas, interior de São Paulo. O grupo foi flagrado em um Honda Civic por viaturas que foram atender um chamado de possível roubo a indústria.
Segundo a ocorrência da Polícia Militar, o veículo estava em alta velocidade, e os quatro ocupantes apresentaram "atitude suspeita", razão que levou a viatura a acompanhar o grupo. Ao perceber que eram perseguidos, os suspeitos atiraram contra os policiais, que revidaram.
Mais à frente, em Itupeva, já com apoio de outras equipes, como o helicóptero Águia, da PM, houve nova troca de tiros. O veículo só foi parado na rodovia dos Bandeirantes, quando o helicóptero pousou na pista. Três criminosos fugiram do carro a pé para dentro da comunidade São José, na região de Campinas, e um foi preso com uma metralhadora e um fuzil.
Com apoio de viaturas, a polícia entrou na comunidade e conseguiu deter os três fugitivos. Com eles, havia mais uma espingarda calibre 12. Ninguém ficou ferido na troca de tiros ou nas prisões. A polícia constatou ainda que o veículo Honda Civic havia sido roubado no início de setembro.
TERRA Notícias