Seguidores

Mostrando postagens com marcador ladrão. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador ladrão. Mostrar todas as postagens

domingo, 1 de julho de 2012

SARGENTO PM É BALEADO APÓS TENTAR ASSALTAR SOLDADO NO ALECRIM

Uma ocorrência inusitada foi registrada na madrugada deste domingo (1), na Avenida 9, no bairro do Alecrim, zona Oeste de Natal. Um sargento da polícia Militar foi baleado ao tentar assaltar um soldado também da PM, no momento que o jovem deixava a namorada em casa.

De acordo com o Tenente Coronel Alarico Azevedo, sub comandante do policiamento metropolitano, por volta das 3h, o soldado Diego Gurgel Passos de Molina chegava na casa da namorada, na Avenida 9 , nas proximidades do colégio Sagrada Família, quando foi surpreendido pelo sargento Gustavo Luciano de Oliveira do Nascimento, que chegou com uma faca em uma das mãos anunciando um assalto apontando a arma para o pescoço do colega de farda. Diante da ameaça, a vítima sacou de uma pistola e atirou duas vezes contra o assaltante que foi atingido no rosto e no tórax.

Ainda segundo o oficial, o sargento que é integrante da banda de música da polícia, já responde no Conselho de Disciplina e está preste a ser expulso da corporação. “Ainda não posso afirmar por qual crime o sargento responde no conselho de disciplina, mas tenho conhecimento que ele está para ser expulso”, disse.

A reportagem do PortalBo conversou com o comandante Geral da Polícia Militar do Estado, Coronel Francisco Canindé de Araújo Silva. Por telefone o Cel. Araújo disse que é lamentável tomar conhecimento de fatos assim e que todos os casos de envolvimento de policiais na prática de crimes são investigados a apurados administrativamente. “ A instituição polícia militar não vai tolerar esse tipo de comportamento de seus profissionais. Toda e qualquer acusação contra um policial é apurada de forma justa como manda a lei”, declarou.

Desde quando assumiu o comando da polícia militar do RN, O Cel. Araújo já assinou 65 termos de expulsão e esse número pode crescer nos próximos meses.

O sargento Gustavo Luciano está hospitalizado no Walfredo Gurgel, onde foi submetido a dois procedimentos cirúrgicos. De acordo com o serviço social daquela unidade hospitalar o sargento não corre risco de morte e deverá receber alta nos próximos dias.

quarta-feira, 16 de maio de 2012

LAMARCA: A TRAJETÓRIA DE UM DESERTOR


No meio da tarde de uma sexta-feira, sob o ardente calor de 40 graus da caatinga do sertão baiano, uma equipe de agentes, aproximando-se passo a passo, vislumbrou os dois homens que descansavam à sombra de uma baraúna, no lugarejo de Pintada, município de Oliveira dos Brejinhos.

À voz de prisão, tentaram sacar suas armas. Duas rajadas curtas mataram os dois homens.

Um deles era José Campos Barreto, o Zequinha, morador da região.

O outro, também conhecido por "Renato", "Célio", "Sylas", "João", "César", "Paulista", "Cláudio", 
"Cid" e "Cirilo", era Carlos Lamarca, ex-Capitão do Exército, ex-dirigente da Vanguarda Popular Revolucionária (VPR) e da Vanguarda Armada Revolucionária - Palmares (VAR-P), naqueles tempos já militante do Movimento Revolucionário Oito de Outubro (MR-8) e escondido no interior da Bahia.

Foi o fim trágico de um desertor.

Filho de pais pobres, Lamarca nasceu em 27 de outubro de 1937 e viveu, até os 17 anos, no Morro de São Carlos, no Rio de Janeiro, com seus irmãos e uma irmã de criação, Maria Pavan, que viria a ser sua esposa.

Em meados da década de 50, como muitos, entusiasmou-se com a campanha do "O Petróleo é Nosso", politizando-se com as idéias nacionalistas que o influenciaram a procurar a carreira militar.

Depois de reprovado por duas vezes nos exames, ingressou, em 1955, como aluno na Escola Preparatória de Cadetes de Porto Alegre. Três anos depois, estava matriculado na Academia Militar das Agulhas Negras (AMAN).

Já como cadete, Lamarca -- clandestinamente e fora dos limites da AMAN -- participou de grupos de estudo do marxismo-leninismo, tornando-se um simpatizante do Partido Comunista Brasileiro (PCB).

Declarado, em dezembro de 1960, aspirante-a-oficial da Arma de Infantaria, foi designado para servir no quartel do 4º Regimento de Infantaria (4ºRI), em Quitaúna/SP.

Como tenente, iniciou estudos sobre guerrilha e, em junho de 1962, vislumbrando a possibilidade de integrar a Força Brasileira, em Suez, conseguiu ser transferido para o 2º Regimento de Infantaria, na Vila Militar/RJ, e participou, durante 13 meses, da Força de Emergência da ONU, no Oriente Médio.

Retornando ao Brasil, foi designado, em outubro de 1963, para a então 6ª Companhia de Polícia do Exército (6ª Cia PE), em Porto Alegre/RS.

A Revolução de 31 de março de 1964 veio encontrar o Tenente Lamarca na 6ª Cia PE, admirando a tentativa de resistência de Brizola e condenando a atitude de Jango, por ele tachada como uma "fuga covarde".

Nesse ano, já transitando com desenvoltura pelas esquerdas, chegou a pedir o seu ingresso no PCB, somente desistindo quando alguns companheiros afirmaram que esse partido, "reformista e traidor, o entregaria à polícia".

Na noite de um sábado de dezembro de 1964, quando escalado de oficial-de-dia, Lamarca, deliberadamente, facilitou a fuga do Capitão da Aeronáutica Alfredo Ribeiro Daudt, que estava preso por subversão.

O inquérito, aberto para apurar o seu primeiro ato de traição ao Exército Brasileiro, não chegou a conclusões definitivas.

Entretanto, essa fuga inexplicável tornou o ambiente demasiadamente tenso para ele, na PE. Novamente movimentado, apresentou-se, em dezembro de 1965, no seu antigo quartel do 4º RI, em Quitaúna.

Nesse quartel paulista, reencontrou-se com seu amigo, o Sargento Darcy Rodrigues, com quem, novamente, passou a ter longas conversas sobre a situação brasileira e a realizar um estudo sistemático sobre o marxismo-leninismo.

Em 1968, várias organizações clandestinas, de linha foquista e militarista, sob o pretexto de livrar o Brasil da ditadura militar, ensangüentavam-no, desencadeando as ações armadas e terroristas preconizadas por Cuba. Uma delas era a Vanguarda Popular Revolucionária (VPR), criada, em março desse ano, pela fusão do grupo foquista dissidente da Política Operária (POLOP) com os remanescentes do núcleo de São Paulo do Movimento Nacionalista Revolucionário (MNR), de Brizola. Paradoxalmente, uniram-se os "políticos" teóricos com os "militares" práticos. Continue lendo no BLOG DO RVCHUDO>>>

segunda-feira, 14 de maio de 2012

Sargento da FAB é preso no RJ por suspeita de praticar assaltos à mão armada

LUARLINDO ERNESTO


Rio - Acusados de vários roubos a pedestres na Ilha do Governador, os irmãos Rodrigo de Jesus Correia, 29 anos, sargento da Força Aérea Brasileira (FAB), e Renan de Jesus Correia, 27 anos, foram presos na manhã desta segunda feira . Eles ainda tinham um outro cúmplice, identificado como Luís Paulo Batista Pereira, 30 anos, que está foragido. Os três teriam cometidos vários roubos e as vítimas, atacadas quando caminhavam ou mesmo aguardavam ônibus nas ruas, disseram na 37ª DP (ilha), onde os suspeitos estão presos, que os bandidos são violentos, agressivos e agrediam as vítimas mesmo sem que elas reagissem aos assaltos.

Fonte: BLOG MONTEDO

quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

Câmera flagra suspeito de roubar R$ 16 mil em hospital de Minas Gerais

Um homem foi preso nesta quarta-feira (14) em Governador Valadares, na Região Leste de Minas Gerais, suspeito de roubar R$16 mil no mês de outubro em um hospital da cidade. A Polícia Militar (PM) chegou à casa do suspeito após uma denúncia anônima. Toda a ação foi flagrada pelo circuito interno da unidade de saúde.
De acordo com a polícia, as imagens mostram o homem apontando uma arma para um funcionário do setor financeiro. Ele teria levado o dinheiro que seria usado para pagamento de pessoas que trabalhavam em uma obra no local.
A PM informou que o homem tem passagem pela polícia por tentativa de homicídio, assalto e porte ilegal de arma. De acordo com a polícia, o homem detido fugiu com o auxílio de outra pessoa, que o aguardava na porta do hospital. O outro suspeito ainda não foi localizado.

quarta-feira, 16 de novembro de 2011

Mulher rende ladrão e o obriga a ser seu escravo sexual

 

Olga Zajac, em foto divulgada pela polícia russa: ela obrigou seu escravo sexual a tomar Viagra 
Essa é a história de um ladrão que tentou se dar bem e acabou sendo vítima do seu próprio alvo. Viktor Jasinski, de 32 anos, invadiu um salão de beleza na cidade de Meshchovsk, na Rússia, armado com um revólver para fazer a limpa no caixa.

Depois de recolher a grana, ele foi supreendido pela jovem Olga Zajac, de 28 anos, cabeleleira e faixa preta de caratê. A loura derrubou o cara no chão, tomou-lhe a arma e amarrou suas mãos com o fio de um secador de cabelos.
Mas quem pensa que a história acaba aqui, está muito enganado. Em vez de ligar para a polícia, Olga arrastou Viktor até um quartinho escuro, tirou suas roupas e o obrigou a ser seu escravo sexual durante três dias. Depois de usar e abusar do sujeito, para lhe dar uma lição, Olga libertou o cara e ainda disse: "Desapareça da minha vista".

Viktor foi direto para um hospital para tratar de hematomas nos testículos e no pênis. À polícia, ele disse que ficou preso por um par de algemas de pelúcia cor de rosa e que neste período foi obrigado a tomar Viagra.
Olga foi chamada para depor e confirmou a história: "Esse cara é um idiota! Nós fizemos sexo muitas vezes. Mas eu lhe dei uma calça jeans nova, comida e ainda dei dinheiro para que ele fosse embora do meu salão".

Viktor foi preso por roubo e Olga, por tortura e cárcere privado.

Flávio Almeida - Expresso

Leia mais: http://extra.globo.com/noticias/bizarro/mulher-rende-ladrao-o-obriga-ser-seu-escravo-sexual-2225610.html#ixzz1drahXfwE

quinta-feira, 10 de novembro de 2011

Bandidos armados invadem casa de agente federal em Uberlândia

UBERLÂNDIA, TRIÂNGULO MINEIRO – Uma tentativa de assalto na madrugada desta quinta-feira (10) mobilizou boa parte do efetivo da Polícia Militar (PM) até o bairro Jardim Karaíba. Cerca de oito viaturas se deslocaram até a casa, que havia sido invadida por três homens armados. Vizinhos afirmaram ter ouvido disparos de arma de fogo.
Segundo a PM, os acusados entraram na casa depois que romperam a cerca elétrica, que não estava ligada, e pularam o muro. Em seguida, quebraram uma parede de vidro e renderam a família. Um dos moradores, um agente federal, tinha uma arma em casa e disparou algumas vezes na intenção de assustar os assaltantes. Assustados, os acusados tentaram fugir, mas foram pegos pelos militares que cercavam o local.
Na tentativa de fuga, um deles se feriu ao cair da sacada do terceiro andar do imóvel. O resgate do Corpo de Bombeiros foi chamado para dar socorro ao rapaz. Ele foi imobilizado e encaminhado, sob escolta policial, à Unidade de Atendimento Integrado (UAI) do bairro Pampulha, com fortes dores nas costas. Os outros foram encaminhados à 1ª Delegacia Regional de Segurança Pública de Uberlândia.
Redação Uipi! / Ronaldo Pedroso

Imagem: TV Vitoriosa

terça-feira, 23 de agosto de 2011

Homem tenta invadir padaria em Vitória (ES) e fica entalado na grade de segurança


O homem foi encontrado pelos donos do estabelecimento. Ele estava tentando sair da padaria depois de colocar toda a mercadoria roubada para fora da loja. O ladrão só conseguiu sair com a ajuda dos bombeiros.

Fonte: R7