Seguidores

Mostrando postagens com marcador maria da penha. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador maria da penha. Mostrar todas as postagens

terça-feira, 5 de março de 2013

Justiça nega regime semiaberto ao ex-promotor Igor Ferreira



Ex-promotor Igor Ferreira (Foto: Reprodução/TV Globo)
A Justiça de Taubaté, no interior de São Paulo, negou a progressão de regime ao ex-promotor Igor Ferreira da Silva, condenado a 16 anos e quatro meses de prisão por matar a tiros a própria mulher, que estava grávida, em 1998, na cidade de Atibaia (SP). A decisão da 1ª Vara de Execuções Criminais foi divulgada nesta segunda-feira (4) pelo Tribunal de Justiça de São Paulo.

Igor está preso há 3 anos e 5 meses na P2 de Tremembé, cidade vizinha a Taubaté. No último mês ele obteve parecer favorável do Ministério Público para progredir ao regime semiaberto. "É um preso de bom comportamento, na nossa avaliação não há nada que o desabone. O detalhe é que ele nega até hoje que tenha cometido este crime", disse o promotor Paulo Rogério Bastos, que acompanhou o cumprimento da pena de Igor até o último dia 28. Continue lendo no G1

sexta-feira, 13 de julho de 2012

Tenente BM é preso em Montes Claros suspeito de agredir mulher e colegas

Um tenente do Corpo de Bombeiros que está preso no quartel de Montes Claros, na Região Norte de Minas Gerais, é suspeito de ter agredido a própria mulher e depois ameaçar os colegas de trabalho com uma faca. Ele faz parte do 8º Batalhão de Bombeiros de Uberaba e comandava o pelotão de Frutal.
De acordo com a Polícia Militar (PM), o oficial esteve internado em um hospital psiquiátrico de Montes Claros por uma semana. Ao receber alta ele se apresentou no batalhão e foi preso. Segundo a polícia, ele deve ser transferido para Belo Horizonte
O militar é acusado de deserção e havia um mandado de prisão expedido pela Justiça Militar contra ele.
A esposa do tenente nega as agressões. Ela disse que o marido passa por tratamento psicológico, desde o ano passado, e não entende a acusação de deserção.
O crime de deserção é quando o militar falta por oito dias seguidos ao serviço sem apresentar uma justificativa. A assessoria de imprensa do Corpo de Bombeiros confirmou que o tenente não apresentou nenhum documento que justificasse a ausência dele ao trabalho. A mulher do militar preso negou que tenha sido agredida e também disse que o marido não cometeu o crime de deserção. Assista o vídeo no G1

segunda-feira, 26 de março de 2012

Agente penitenciário é suspeito de agredir ex-companheira na Grande BH

Um agente penitenciário foi preso suspeito de agredir a ex-companheira neste domingo (25) em Nova Lima, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. De acordo com a Polícia Militar (PM), ele foi preso quando levava a mulher, que também é agente penitenciária, no porta-malas do carro.
Ainda segundo a polícia, o homem foi até a casa da ex e, após uma discussão, roubou o celular dela. Depois disso, ela chamou a polícia. O suspeito voltou até o local, bateu e tentou enforcar a mulher, que desmaiou.
O homem então a colocou no porta-malas e seguiu para Belo Horizonte. A PM informou que, quando ele passava em frente a um posto da Polícia Militar Rodoviária, a mulher conseguiu abrir o porta-malas e pedir socorro. O suspeito foi preso e ela foi levada para o Hospital de Pronto-Socorro João XXIII.

domingo, 29 de janeiro de 2012

DELEGADA É AGREDIDA PELO MARIDO JUIZ




Delegada que se diz agredida pelo marido juiz faz exame de corpo de delito

A delegada Helen Sardenberg saiu, às 17h50m desta terça-feira, do Tribunal de Justiça do Rio (TJ), onde pediu o afastamento de sua casa do marido, o juiz Murilo Kieling, do 3º Tribunal do Júri da Capital. A delegada pediu também que o magistrado seja proibido de ficar a menos de 50 metros dela. As duas medidas estão previstas na Lei Maria da Penha, que protege mulheres vítimas de violência doméstica. A delegada entregou o pedido à Presidência do TJ, que deverá encaminhar o caso à Corregedoria. Helen permaneceu cerca de uma hora no Tribunal.

No início da tarde, a delegada esteve no Instituto Médico Legal (IML) para ser submetida a exame de corpo de delito. O laudo do IML atestou que Helen tem uma equimose nas costas. É com base neste laudo que ela pediu que seu marido seja proibido de permanecer em casa. O casal tem dois filhos pequenos.

— Há dois meses estou tentando me separar e venho sofrendo assédio moral. Ele me xinga de coisas impublicáveis, até na frente das crianças. Na noite de domingo, durante mais uma discussão, ele me agrediu com soco nas costas, saiu de casa e foi dar parte contra mim na 77ª DP (Icaraí). Quando eu soube, também fui à delegacia me defender. Não é porque sou delegada que estou fazendo isso. Toda mulher que é vítima de violência doméstica tem o direito de se defender.

Extra Online/blog policiamunicipaldobrasil.com

sábado, 19 de novembro de 2011

Ex-ator de Malhação é preso acusado de agredir ex-esposa

Rio - O ator Charles Paraventi, de 42 anos, foi preso na noite desta sexta-feira acusado de agredir a ex-esposa. Ex-integrante do elenco de Malhação, ele foi encaminhado para a 5ª DP (Mem de Sá) e autuado na Lei Maria da Penha, por lesão corporal e injúria.

Charles e a ex-esposa moram juntos em um apartamento do ator em Ipanema, mas, já estariam separados.
Foto: Reprodução
Charles Paraventi atuou em Malhação e Cidade de Deus | Foto: Reprodução
Nesta sexta-feira, durante uma discussão, ele agrediu física e verbalmente a mulher. Segundo a vítima, o ator estaria sob efeito de drogas. Ainda de acordo com a promotora, eles namoram há quatro anos e a briga teria ocorrido por causa de dinheiro. O ator tem um filha de oito anos.
A fiança foi estipulada em R$ 8 mil, mas como o ator não tinha o dinheiro, continuará preso. A namorada esteve no local e tinha apenas R$ 600. Ela saiu chorando da delegacia ao saber do valor estipulado. Segundo o delegado, o valor é fixado levando em conta o tipo de lesão causada na vítima e a condição financeira, o nível de periculosidade e a vida pregressa do agressor. Este último teve peso maior na determinação da fiança.
Na delegacia foi feito exame de corpo de delito e o delegado de plantão já tem em mãos laudo prévio de lesão corporal.
Em 2006, Paraventi foi preso na Favela da Rocinha, em São Conrado, na Zona Sul do Rio, onde estaria comprando drogas. De acordo com o relato dos policias que prenderam o ator, Paraventi ofereceu a eles R$ 20 mil e o carro que usava para ir à favela, uma Parati, para não ser preso.
Atualmente, Chales é protagonista do elenco da peça "Os capangas", que está em cartaz no Norte Shopping, no Cachambi, Zona Norte do Rio. Ele não compareceu a apresentação desta sexta-feira. Ainda de acordo com Naiara, desde 2006, quando foi preso, ele não conseguia emprego, fazendo pontas em programas e dando aulas particulares de inglês.
Charles Paraventi autou no filme Chamas da Vingança, em 2004, protagonizado por Denzel Washington. No Brasil, ele atuou em A Ostra e o Vento (1997) e Cidade de Deus (2002), e nos infantis Tainá, Uma Aventura na Amazônia (2001) e Didi Quer Ser Criança (2004).
Reportagem de Ricardo Albuquerque e Marcello Victor
ODIA

sábado, 15 de outubro de 2011

Soldado mata comandante da Polícia Militar em Cassilândia



O soldado da Polícia Militar de Cassilândia (MS), Adriano Paulo da Silva, 34 anos, conhecido como Paulão é suspeito de matar à queima roupa o tenente Mário José Eufrásio da Silva, conhecido por Eufrásio, 49 anos, lotado também no batalhão da PM de Cassilândia. O crime aconteceu na madrugada de hoje (15).


O site Cassilândia News recebeu a informação preliminar de que os soldados Carapia e Bettiol e o cabo Caleghari foram acionados pelo 190 para atenderem uma ocorrência de violência doméstica. Ao chegarem ao local, notaram que tratava-se de uma briga entre o soldado Paulão e sua esposa.
Os policiais conseguiram levar a esposa de Paulão para o batalhão, com a finalidade de protegê-la, e ficaram na residência conversando e tentando acalmar o policial. O cabo Caleghari, inclusive, ficou segurando o filho do casal no colo.O tenente Eufrásio, superior hierárquico, foi chamado pelos policiais para acalmar Paulão. Eufrásio, que estava de férias, chegou desarmado no local.

Segundo informações recebidas pelo site Cassilândia News, após uma breve conversa dentro da casa, Paulão pegou a arma e deu um tiro em direção a Eufrásio. O tenente desviou e não foi atingido. Em seguida, Eufrásio conseguiu fugir para trás da casa. Paulão ameaçou os três policiais e disse que se reagissem ele atiraria. Após ameaçar, Paulão também foi para trás da residência, onde encontrou o tenente e deu três tiros à queima roupa: dois no abdomen e um na cabeça.

Uma das hipóteses é que o tenente tenha ido para trás da residência, para poder entrar na casa e surpreender o policial por trás e assim desarmá-lo. No total, foram deflagradas 6 cápsulas da arma de Paulão, que pertence à Polícia Militiar.

Os policiais militares tentaram parar Paulão, dando dois tiros em direção à perna dele, porém nenhum o atingiu. Depois de atirar no tenente, eles conseguiram agarrar, desarmar e prender Paulão em flagrante.

Eufrásio chegou sem vida na Santa Casa. O corpo está no hospital e a Perícia Científica de Paranaíba (MS) e o médico legista Dairson de Castro estão fazendo o laudo necroscópico.
Paulão se negou a realizar o teste do bafômetro, porém, segundo policiais, ele aparentava ter ingerido bebida alcóolica.

O policial preso será encaminhado para Campo Grande (MS), onde responderará por crime perante a Justiça Militar.


Fonte: Fatima News

blog do Adeilton9599