Seguidores

Mostrando postagens com marcador papel da polícia. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador papel da polícia. Mostrar todas as postagens

quarta-feira, 19 de junho de 2013

Qual o papel das polícias?

É MEU IRMÃO, É COMO DIZEM: "PAU QUE DÁ EM CHICO, DÁ EM FRANCISCO". É FÁCIL SER PEDRA, O DIFÍCIL É SER A VIDRAÇA. QUANDO A POLÍCIA AGE DE FORMA FIRME CONTRA ESSES MESMOS INDIVÍDUOS QUE ATEARAM FOGO NO CARRO DA RECORD, A IMPRENSA CRITICA, FALAM MAL. EIS AÍ O MOTIVO DE QUE NÃO SE PODE PASSAR A MÃO NA CABEÇA DOS BADERNEIROS.

Qual o papel das polícias? Se agem são tidos como truculentos, se trabalha "a la inglesa", ou seja desarmados, são vistos como omissos. Porque a população e as demais instituições não descobriram a medida certa das forças de segurança? A resposta é óbvia, porque a grande maioria vê os policiais como agressores, chegam a confundi-los com militares do Exército, e desconhecem por completo a rotina e missão de um policial brasileiro. Isso é resquício da ditadura militar de mais de 20 anos, a qual os brasileiros viveram. Olhar para um policial fardado é o mesmo que olhar para um e.t. Até os órgãos de comunicação não enxergam esses profissionais como trabalhadores. Parecem que vieram de Marte para salvar o planeta, ou do inverno, quando cometem excessos.

 Eventos como esses demonstram os quartéis precisam ser abertos e os civis precisam conhecer a polícia que eles financiam, com seus impostos, com as parceiras como CONSEP - Conselho de Segurança Pública. Enquanto não houver essa interação, viveremos desconfiando de civis e vice-versa. Temos que demonstrar-lhes o quanto somos atrasados em vários aspectos, como exemplo, que não usamos colete à prova de bala para ficarmos mais bonitos. E mesmo assim, não recebemos a periculosidade. Que muitos de nós sofrem como qualquer trabalhador, com uma diferença, trabalhamos para o governo, e por isso mesmo na maioria dos casos, somos confundidos com esses governantes. Não somos políticos, somos trabalhadores, com muitos deveres e por vezes desprovidos de muitos direitos que os demais já estão contemplados.

O Brasil é tão atrasado que não regulamentou o uso de algemas, não tem uma lei sobre terrorismo, não tem um fundo nacional ou plano nacional de segurança pública. Portanto, estamos aprendendo de forma empírica, onde não se deveria experimentar com munições reais...

Anastácio Q.A.P