Seguidores

Mostrando postagens com marcador pm rj. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador pm rj. Mostrar todas as postagens

quarta-feira, 11 de janeiro de 2012

GREVE PM DO RIO: CABO GURGEL INFORMA: CMT GERAL MARCOU UMA REUNIÃO COM OS PRAÇAS

Cabo Gurgel: Companheiros, acabei conversar com o Cmt Geral da PMERJ, ele marcou uma reunião no QG, sexta feira, às 09:00, com um representante de cada unidade. Com esse ato, está demonstrando que é um líder e não apenas um Comandante. Disse também que só está com alguns meses de gestão, por isso ainda não atingiu as metas que deseja, pois, pretende suprir nossas necessidades.

O mais importante, todos, queriam ser ouvidos, nosso Cmt Geral nos ouvirá, precisamos agora de um representante de cada unidade, reúnam-se, organizem-se e envie um representante de cada unidade para essa reunião.

PRÓXIMAS REUNIÕES:

18/01/2012 - SINDSPREV às 19h.
Qualquer informação que partir de nós saíra do e-mail: sospmerj@gmail.com e do facebook e blog criados com esse e-mail.

UM AMIGO DO CABO GURGEL:

• ATENÇÃO!!!! ATENÇÃO!!

Eu fui recebido pelo cosso Comandante Geral, e ele está se mostrando super acessível!

Primeiramente ele informou que não houve reunião nenhuma com comandantes para debater o assunto da greve como eu sugeri com uma pergunta anterior aqui no Grupo.

Depois ele falou sobre a reunião com ele na Sexta-feira agora às 09:00hs da manhã no auditório do QG para ouvir nossas propostas. Por favor amigos, principalmente das UPPs, Compareçam!!!

18/01/2012 - SINDSPREV às 19h.

Qualquer informação que partir de nós saíra do e-mail: sospmerj@gmail.com e do facebook e blog criados com esse e-mail.

 
O CALDEIRÃO ESTÁ NO FOGO!!!

Representantes do Clube dos Cabos e Soldados e da Associação de Praças da Polícia Militar do Rio se reúnem amanhã para discutir uma possível greve da categoria.
A paralisação , que começou como um ti-ti-ti na internet , já é dada como inevitável pela presidência do clube.
As entidades representam cerca de cinco mil policiais .
E eles ainda querem convocar BOMBEIROS.

NOSSAS REIVINDICAÇÕES

Necessidades para se tornar uma Polícia Militar Forte, digna e que realmente atenda a necessidade da sociedade, é só o que nós queremos, nos seguintes itens:

1 - SERVIÇO EXTRA REMUNERADO - Somos servidores públicos e não escravos;

2 - FIM DAS PRISÕES ADMINISTRATIVAS - Somos profissionais e não marginais, cárcere é para marginal;

3 - SALÁRIO COMPATÍVEL COM A REALIDADE DO PAÍS - Somos agentes de segurança pública e entregamos nosso bem mais precioso, NOSSA VIDA, em prol da sociedade, o mínimo que merecemos é um salário digno, que não nos faça passar fome ou escravo de seguranças privadas, o que é muito conveniente para os utilitários desses serviços;

4 - UMA POLÍTICA SÉRIA DE COMBATE A VIOLÊNCIA CONTRA POLICIAIS - Representamos o Estado e a Sociedade, portanto, precisamos de suporte para isso, na atual realidade, somos mortos de maneira covarde, como o SD BRUNO SALDANHA, covardemente assassinado por vagabundos da pedreira, e que medidas foram tomadas? Incursões até a poeira abaixar? E a família de nosso irmão, quem está cuidando dela? PRECISAMOS DE LEIS MAIS SEVERAS PARA CRIMES CONTRA POLICIAIS, pois todos os crimes contra a administração pública são punidos com mais rigor. por exemplo: o PECULATO, nada mais é do que apropriação indébita, mas, por ser uma apropriação de bens do Estado, a pena é muito mais rigorosa do que a apropriação. E o homicídio de um Policial em razão de sua profissão, não é um crime contra a administração pública? Uma Seção especializada na captura a marginais que atentem contra a integridade de PMs já ajudaria.

5 - VALE ALIMENTAÇÃO E TRANSPORTE - Porque somos obrigados a arcar com as despesas de transporte, se TODOS os trabalhadores possuem esse direito? Não somos Trabalhadores? Porque somos obrigados a ter fome no horário em que o rancho funciona? Por que somos obrigados a comer a comida que nos é servida? Não temos direitos de não gostar de alguma delas? Somos máquinas ou seres humanos?
 
http://sobreviventenapmerj.blogspot.com/2012/01/cabo-gurgel-informa-cmt-geral-marcou.html

terça-feira, 29 de novembro de 2011

Secretário de Segurança do Rio José Beltrame, em entrevista admite que salário dos policiais é baixo. Cara de pau!!!


Danilo Ferreira
http://abordagempolicial.com/2011/11/entrevista-secretario-jose-mariano-beltrame-no-roda-viva/

Nota do blog: O que ninguém explica, é como o estado que luta para manter os royaltes do petróleo, portanto tem dinheiro em caixa, não consegue pagar um salário decente aos policiais e bombeiros e compra uma viatura pelo valor de cinco. Como explicar isso? Os carros valem mais que os profissionais que o dirigem? Quanto vale uma vida??

sexta-feira, 25 de novembro de 2011

VOCÊ SABE COM QUEM ESTÁ FALANDO? Desembargador é parado em blitz e dá voz de prisão a PM no Rio

Após ter seu carro oficial parado por agentes de uma blitz da Lei Seca em Copacabana (zona sul do Rio), o desembargador Cairo Ítalo França David, do Tribunal de Justiça do Estado, deu voz de prisão a um tenente da PM alegando que, por ser uma autoridade, não deveria ser fiscalizado. A informação foi divulgada pelo governo do Estado.

O desembargador, da 5ª Câmara Criminal, estava em carro oficial que era conduzido por Tarciso dos Santos Machado. Ao ser parado pelos policiais, o motorista se recusou a estacionar na baia de abordagem e parou o veículo no meio da rua. Além disso, se negou a fazer o teste do bafômetro e a entregar os documentos do carro.

David, então, desceu do veículo e disse aos agentes que não deveria ser fiscalizado por ser uma autoridade e deu voz de prisão para um dos integrantes da operação.

O carro do magistrado foi rebocado, e o motorista foi multado por se recusar a fazer o teste e a entregar os documentos.

Os envolvidos foram levados para a 13ª DP, em Ipanema (zona sul), onde o caso foi registrado.

Os agentes da Operação Lei Seca também foram à delegacia prestar depoimento como testemunhas. Após ouvir as declarações, o delegado Sandro Caldeira concluiu que não houve abuso de autoridade por parte dos agentes da operação e liberou o policial.

A Folha procurou a assessoria de imprensa do Tribunal de Justiça para tentar entrar em contato com o desembargador. Ele, no entanto, ainda não foi localizado pela assessoria.