Seguidores

Mostrando postagens com marcador policial preso. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador policial preso. Mostrar todas as postagens

sexta-feira, 26 de abril de 2013

Presos outros três policiais suspeitos de crimes no Vale do Aço - MG


Mais três policiais, dois civis e um militar, foram presos ontem por suspeita de envolvimento em assassinatos no Vale do Aço. Agora, são seis agentes das duas corporações que tiveram mandados de prisão cumpridos, mas um já foi libertado. Ontem à tarde, os investigadores Ronaldo de Oliveira Andrade e Gini Cassiano, de Ipatinga, se entregaram em Belo Horizonte ao chefe do Departamento de Investigações, delegado Wagner Pinto de Souza, e foram levados para a Casa de Custódia, no Bairro Horto, na Região Leste. 


Os dois e o soldado Vitor Emanuel Miranda de Andrade, lotado em Lavras, no Sul de Minas, que foi preso ontem também, são suspeitos dos assassinato de quatro adolescentes no distrito Revés de Belém. “Os dois policiais civis estão com mandado de prisão temporária por 30 dias, prazo que pode ser prorrogado por igual período”, disse Wagner Pinto. A Polícia Civil investiga pelo menos 23 mortes em Ipatinga e outras cidades do Vale do Aço, inclusive dos jornalistas Rodrigo Neto, de 38 anos, e Walgney Carvalho, de 43.

 A prisão temporária de um policial durou menos de sete dias. Ontem, o médico-legista José Rafael Americano, que poderia ter ficado 30 dias preso, foi libertado da Casa de Custódia da corporação, em Belo Horizonte, onde estava recolhido. Ele prestou depoimento aos delegados da força-tarefa de BH que atua em Ipatinga há duas semanas, desde a morte de Walgney, no dia 14, e foi libertado. Americano foi detido com o investigador José Cassiano Ferreira Guarda. 

Outro investigador, Leonardo Correa, foi o terceiro a ser detido, na quarta-feira. Os três pertencem à 1ª Delegacia Regional. Segundo informações extraoficiais, mais dois policiais devem se entregar. Continue lendo no Estado de Minas

terça-feira, 6 de março de 2012

Policiais militares são suspeitos de matar jovem em Minas Gerais e 11 são presos

Onze policiais militares suspeitos de envolvimento na morte do jovem Robson Vicente Souza Silva, 19, na cidade mineira de Ituiutaba foram presos na tarde de domingo (4). O crime aconteceu na madrugada de ontem e teria sido cometido por dois soldados. A Corregedoria da Polícia Militar investiga se a ordem para matar o jovem partiu de um tenente da corporação. Os outros oito policiais apontados pelo homicídio são suspeitos de coautoria no crime, mas a polícia não especificou a participação de cada um.
Segundo testemunhas, os dois soldados estavam em uma moto e abordaram o jovem enquanto ele saía de casa com a mulher. Em seguida, o jovem teria sido jogado no chão pelos policiais, que ordenaram a saída da mulher de perto e atiraram várias vezes contra a vítima. Minutos depois, outros dois policiais que passavam em um carro oficial pelo local viram os dois homens fugindo na moto, desceram e atiraram três vezes contra os suspeitos.
Os soldados foram atingidos pelos disparos e caíram da moto. Os policiais que atiraram reconheceram, então, que os homens eram colegas da corporação. Os dois baleados foram internados em um hospital não informado e estão sob escolta da Polícia Militar.
Testemunhas afirmaram à polícia que o tenente acusado de ser o mandante do crime foi visto com a vítima minutos antes do assassinato. Conforme apurou o UOL, o tenente e outros policiais estariam recebendo ameaças de morte do jovem –mas não se sabe o teor dessas ameaças.  
Em nota, a Polícia Militar informou que os militares encontram-se à disposição da Justiça Militar de Minas Gerais para adoção das providências cabíveis. A Polícia Civil ainda não foi acionada para investigar o caso.
Renata Tavares
Do UOL, em Uberlândia (MG)

Blog da Renata

quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

Policial Civil suspeito de extorsão em Uberlândia é solto

Nesta quarta-feira (18), o juiz da Segunda Vara Criminal de Uberlândia, Joemilson Donizetti, suspendeu a prisão de um policial civil preso no dia nove de janeiro suspeito de extorsão, em Uberlândia. O policial teria cobrado R$ 7 mil de um transportador de gasolina para não prendê-lo por furto de combustível.

O juiz entendeu que não houve flagrante e não existem antecedentes para que mantenha o policial preso. Segundo o delegado da Polícia Civil, Samuel Barreto, o inquérito sobre o caso deve ser encerrado em 20 dias. Além disso, o policial poderá voltar ao trabalho por não haver pedido de afastamento.

G1/Triângulo Mineiro

segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Policiais são presos suspeitos de tentar comprar drogas em Fortaleza

Dois policiais foram presos suspeitos de terem baleado um homem de 45 anos depois que foram impedidos de comprar drogas em uma favela de Fortaleza (CE). A prisão ocorreu nesta segunda-feira (31).
A polícia informou que eles não estavam fardados. As informações iniciais são de que a dupla tentava comprar a droga, mas os traficantes não teriam vendido. Em seguida, teria começado um tiroteio e um morador da região foi atingido.
Os dois policiais foram presos quando tentavam fugir. 

A vítima está internada em estado grave no Instituto Dr. José Frota e os policiais ficarão detidos no Presídio Militar da capital cearense.

R7

Policial é preso suspeito de atirar em grávida em Belém

Continua internada, nesta segunda-feira (31), a mulher grávida de três meses que foi baleada no último sábado (29), em Belém (PA). O policial suspeito de ter efetuado o disparo foi preso em flagrante e está na penitenciária da capital paraense. 

Segundo a polícia, a mulher teria rejeitado uma cantada do suspeito em um uma casa de show. Ela foi atingida por dois tiros, sendo um no abdômen. Ela e o bebê correm risco de morte.

R7

terça-feira, 18 de outubro de 2011

Policiais são presos suspeitos de tráfico de drogas no Triângulo e Alto Paranaíba

Cinco pessoas foram presas pela Polícia Civil de Patos de Minas, suspeitas de vender drogas no Alto Paranaíba e Triângulo Mineiro, entre elas, quatro policiais. Um dos presos é Gerson Alves de Freitas, de 33 anos, suspeito de liderar o tráfico de drogas na região. Ele é morador de Monte Carmelo, mas foi preso próximo a Goiânia. Com ele foram encontrados 21 quilos de pasta base de cocaína. A prisão faz parte da Operação Apocalipse.

No mês passado a polícia apreendeu uma tonelada de maconha que vinha da divisa do Mato Grosso do Sul e Paraguai. Logo depois da apreensão, a polícia cumpriu 11 mandados prisão em Patos de Minas. Ao todo, 20 pessoas foram presas. Durante a ação, novas apreensões: 35 quilos de cocaína, dinheiro e armas.

Foram presos também dois policiais civis e dois militares de Monte Carmelo. Eles são suspeitos de distribuir drogas na região. A assessoria da Polícia Civil de Belo Horizonte informou que os policiais civis devem ficar detidos até que o processo investigativo seja concluído. Já o comandante da Polícia Militar em Monte Carmelo, major Marcos Aurélio, informou que os PMs estão detidos no 15º Batalhão em Patos de Minas e que possivelmente serão liberados nesta quarta-feira (19), já que não existem provas concretas sobre o envolvimento deles com o tráfico de drogas.

http://megaminas.globo.com/2011/10/18/policiais-sao-presos-suspeitos-de-trafico-de-drogas-no-triangulo-e-alto-paranaiba