Seguidores

Mostrando postagens com marcador preso. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador preso. Mostrar todas as postagens

sexta-feira, 15 de março de 2013

Policial civil é detido após atirar em traficante na cidade de Iturama - MG


Policial afirma que o tiro foi acidental e vai responder ao crime por meio da Justiça comum.

Um policial civil de 28 anos foi detido depois de atirar em um traficante, na noite dessa quinta-feira (14), na cidade de Iturama, no Triângulo Mineiro. O policial afirma que o tiro foi acidental e vai responder administrativamente por meio da Justiça comum.

De acordo com a Polícia Militar (PM), que também acompanhou a ocorrência, o disparo acertou um suspeito, de 26 anos, abordado dentro de uma casa que seria ponto de vendas de drogas. A vítima foi socorrida em estado grave e levada para o Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Triângulo Mineiro.

A ocorrência começou quando cinco pessoas foram conduzidas pela polícia suspeitas de tráfico de drogas. Um dos suspeitos afirmou que levaria os policiais até o endereço onde ele comprou a droga. Os civis entraram na casa e abordaram os suspeitos. No local foi encontrado um tablete de maconha.

Um dos policiais ordenou que o suspeito colocasse a mão na parede, quando o tiro acertou acidentalmente a cabeça do traficante. O policial afirmou que a arma, uma espingarda calibre 12, disparou sozinha. Ele foi detido e a arma apreendida.

O policial deve responder por lesão corporal culposa, quando não há intenção de matar, e, se o suspeito morrer, por homicídio culposo.

O TEMPO

sexta-feira, 8 de junho de 2012

Ocorrência NOTA 10. Parabéns aos militares do 17°BPM

PM aprendeu vários objetos com os suspeitos (Foto: Reprodução/TV Integração)
Na madrugada desta quinta-feira (7), por meio de denúncia anônima, a Polícia Militar de Uberlândia, no Triângulo Mineiro, chegou à casa de suspeitos de cometer assaltos a ônibus de viagem na região. Um homem de 26 anos e a mãe de um deles, de 47, foram presos. Um outro suspeito, que é foragido do Presídio Jacy de Assis por latrocínio, roubo e porte de arma, fugiu. 



Em uma casa do Bairro Morumbi, os policiais encontraram um revólver com munições intactas e deflagradas, coletes a prova de balas, cartões de banco com 47 nomes diferentes, roupas, televisores de plasma e cheques no valor de R$ 1,9 mil, além de joias.
A polícia acredita que o material seja produto de roubo de assaltos a ônibus, inclusive do que foi registrado na madrugada desta quarta-feira (6) na BR-452, perto de Tupaciguara, também no Triângulo Mineiro. O coletivo seguia de Goiânia (GO) para Franca, no interior paulista. 

segunda-feira, 7 de maio de 2012

Ex-juiz é preso suspeito de abusar sexualmente de menino de 11 anos

O ex-juiz de direito Mário José Pinto da Rocha, de 65 anos, foi preso, neste domingo (6), na Região da Pampulha, em Belo Horizonte, suspeito de abusar sexualmente de um menino de 11 anos. Segundo a polícia, o garoto vive com os avós e vigia carros no bairro Santa Amélia. Depois de uma denúncia, ele foi encontrado, na noite deste domingo, na casa de Rocha, que mora no mesmo local. De acordo com a assessoria de imprensa do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), Rocha foi exonerado do cargo em maio de 2003.

“Os policiais se dirigiram ao local e, após o senhor Mário franquear a entrada e dizer que não tinha ninguém no imóvel além dele, os policiais encontraram a criança escondida debaixo da cama. Entrevistada, a criança confirmou que havia mantido conjunção carnal, relação sexual com o senhor Mário. Ele [Mário José] será encaminhado ao Centro de Remanejamento de Presos (Ceresp) São Cristóvão onde ficará à disposição da Justiça", explicou a delegada Andrea Aparecida Alves Soares. Continue lendo no G1 BH

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

Agente Socioeducativo rouba Hyundai Veloster


Um agente de Centro Sócioeducativo de Ribeirão das Neves, que trabalha com a reabilitação de menores infratores, foi preso após se acidentar em um Hyundai Veloster, roubado da concessionária Caoa, de Belo Horizonte. O veículo está avaliado em R$ 85 mil. A Polícia Militar também prendeu um segurança da Caoa, suspeito de envolvimento no roubo do veículo.

Fonte: http://estadodeminas.vrum.com.br


Veja o vídeo no blog do Agente Sócio Educativo:>>>>>>

sábado, 28 de janeiro de 2012

Bandido conhecido por Paraná que matou PM e deixou um inválido é preso

A Polícia Civil de Santa Catarina prendeu, na tarde desta sexta-feira (27), Adelson Aparecido Thomaz, conhecido como Paraná, 40 anos, na cidade de São José. Ele é suspeito de matar o policial militar José de Jesus Soares, de 42 anos, e tentar matar outro PM, Carlos Martins, 35, em frente à boate Love Stoy, no centro da capital paulista, no dia 21 de novembro de 2011.
fonte: Blog do Capitão Assumção
De acordo com Antonio Luiz Tckumantel, delegado titular do 3º Distrito Policial (Campos Elíseos), de São Paulo, a prisão foi resultado de um trabalho da Polícia Civil com a Polícia Militar.

O suspeito foi encaminhado ao Fórum de São José e deve ser transferido para São Paulo na próxima semana. Mesmo assim, existe a possibilidade da transferência do preso ocorrer apenas no próximo mês.

Da Agência Record

Policiais de todo o Brasil se movimentaram numa campanha via Facebook para alcançarem o criminoso conhecido como "Paraná".  Veja a campanha no Facebook

quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

Câmera flagra suspeito de roubar R$ 16 mil em hospital de Minas Gerais

Um homem foi preso nesta quarta-feira (14) em Governador Valadares, na Região Leste de Minas Gerais, suspeito de roubar R$16 mil no mês de outubro em um hospital da cidade. A Polícia Militar (PM) chegou à casa do suspeito após uma denúncia anônima. Toda a ação foi flagrada pelo circuito interno da unidade de saúde.
De acordo com a polícia, as imagens mostram o homem apontando uma arma para um funcionário do setor financeiro. Ele teria levado o dinheiro que seria usado para pagamento de pessoas que trabalhavam em uma obra no local.
A PM informou que o homem tem passagem pela polícia por tentativa de homicídio, assalto e porte ilegal de arma. De acordo com a polícia, o homem detido fugiu com o auxílio de outra pessoa, que o aguardava na porta do hospital. O outro suspeito ainda não foi localizado.

domingo, 27 de novembro de 2011

PRE DE TUPACIGUARA NO TRIÂNGULO APREENDEM 140 KG DE MACONHA PRENSADA

Servição no triangulo mineiro. PRE de Tupaciguara prendeu 140 k de maconha prensada na MGC 452 dentro de um veículo vw gol no dia 26/11/2011.

Blog da Renata/Blog  QLO
BO nº1639/2011

quarta-feira, 16 de novembro de 2011

Agente penitenciário federal é detido com carro roubado

O agente penitenciário federal Thiago Cavalcante de Oliveira, de 24 anos, foi preso na manhã deste domingo (13) pela Polícia Rodoviária Federal, dirigindo um veículo roubado. O agente apresentava sinais de embriaguez e se recusou a fazer o teste do bafômetro. Ele afirma que não sabia que o veículo era roubado.

Emanuel AmaralVeículo tinha placa clonada de Cabedelo, no interior da Paraíba
Veículo tinha placa clonada de Cabedelo, no interior da Paraíba

Durante a manhã, o agente fez uma ultrapassagem proibida em frente ao posto da PRF, em São José de Mipibu, derrubando os cones e seguindo em alta velocidade. Os inspetores da PRF iniciaram a perseguição ao Corolla prata, que aumentou a velocidade ao perceber que estava sendo perseguido. No entanto, os policiais conseguiram fazer a interceptação na BR-101, próximo à entrada para Pium. 

Conduzido ao posto da PRF em São José de Mipibu, o condutor se recusou a fazer o teste do bafômetro. Os policiais conferiram a placa do veículo e, ao levantarem as informações, confirmaram que também se tratava de um Corola, de Cabedelo, na Paraíba. No entanto, ao conferirem o chassi do veículo, observaram que a placa era clonada e que o carro, na verdade, havia sido furtado no dia 24 de fevereiro, em João Pessoa.

sexta-feira, 11 de novembro de 2011

Veja a casa do CABO que recusou 1 Milhão de "Nem"


Cabo André Souza foi exemplo na tropa esta semana também ao tentar salvar a vida do cinegrafista Gelson Domingos, assassinado em Antares, carregando-o nos braços

Rio - É numa casa simples, de dois quartos, no subúrbio, que mora um dos PMs do grupo que recusou a propina de R$ 1 milhão oferecida em troca da liberdade do traficante Antônio Francisco Bonfim Lopes, o Nem da Rocinha. Dinheiro que o cabo André Souza, de 39 anos, do Batalhão de Choque, só conseguiria juntar se trabalhasse 44 anos seguidos, sem gastar um centavo do salário — estimado em cerca de R$ 1.900 mensais. E que daria para comprar a casa própria que ele tanto sonha.
Órfão de mãe desde os 6 anos, Souza falava ainda criança que seria PM. Sonho que começou a se tornar realidade na portaria de prédio da Zona Sul, onde o então porteiro dividia as horas de trabalho com os estudos para o concurso. Ele tem um filho de 15 anos.
Acostumado com o pouco ‘glamour’ da profissão, Souza só entendeu a dimensão de prender o traficante mais importante do Rio ao chegar no quartel, na manhã desta sexta-feira. Recebido aos gritos de ‘parabéns’ e pela euforia da equipe, o militar, que no último fim de semana ajudou a socorrer o cinegrafista Gelson Domingos — morto por traficantes na favela de Antares —, diz que a maior recompensa é o reconhecimento da família e dos amigos. “Minha mulher ligou e disse que tem orgulho de mim, que sou o herói dela. Isso vale muito mais que R$ 1 milhão”.

quinta-feira, 10 de novembro de 2011

Oficial de Justiça é preso acusado de facilitar fuga de detentos em PE

Um oficial de Justiça de São Caitano, no Agreste do Estado, foi preso, nesta quinta-feira (10), acusado de participar de um esquema de liberação de detentos da penitenciária Juiz Plácido de Souza, em Caruaru. De acordo com a Polícia Civil, ele recebia propina para facilitar a saída de presos da unidade prisional.

Segundo as investigações, o servidor público recebia dinheiro para não fazer a intimação de criminosos para comparecimento em audiências. Por exceder o prazo do processo, os presos acabavam liberados pela Justiça. Dois dos presos que teriam sido beneficiados pelo esquema do oficial de Justiça já foram detidos novamente com um mandado de prisão preventiva.

A operação, batizada de "Oficial", é realizada pela Delegacia de Crimes Contra Administração e Serviços Públicos, em parceria com o Ministério Público de Pernambuco (MPPE), com o objetivo de cumprir mandados de busca e apreensão.

"Havia cobrança de determinados valores para facilitar a liberação de presos. A gente cumpriu três mandados de prisão preventiva e dois de busca e apreensão", afirma Natália Medeiros, delegada responsável pelo caso. Segundo ela, depois de prestar depoimento na Delegacia de Caruaru, os presos serão levados para a penitenciária Plácido de Souza.



G1 PE
 

Advogado de Nem oferece R$ 1 milhão para policiais libertarem traficante

Nem no momento em que foi preso
O policial que efetuou a prisão de Nem, na madrugada desta quinta-feira, informou à rádio CBN que um advogado do traficante ofereceu R$ 1 milhão para que o criminoso fosse libertado. Ainda segundo a emissora, no veículo em que Nem foi encontrado, estava o cônsul honorário da República do Congo.
O traficante foi levado para a sede da Polícia Federal, no Centro do Rio, para prestar depoimento.
Nem foi pego em frente ao Clube Piraquê, na Lagoa, Zona Sul do Rio, a bordo de um Corolla preto, junto a outros dois comparsas. As primeiras informações dão conta de que não havia armas com o trio, que carregava uma mala, provavelmente, cheia de dinheiro. 
Mais cedo, a Polícia Federal (PF), com apoio da Secretaria de Estado de Segurança (SESEG), da Subsecretaria de Inteligência e da Superintendência de Inteligência do Sistema Penitenciário, desencadeou uma operação que resultou na apreensão de armas e drogas oriundas da Favela da Rocinha e na prisão de 10 pessoas, sendo quatro policiais e um ex-PM.
JB online

G1

sexta-feira, 28 de outubro de 2011

Estudantes ocupam prédio da USP, depois de atacarem a PM na quinta-feira

Estudantes da Universidade de São Paulo (USP) mantinham ocupado o prédio da administração da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH) por volta das 6h30 desta sexta-feira (28). Nesta quinta (27), os alunos entraram em confronto com policiais militares por conta da prisão de três jovens por porte de drogas na Cidade Universitária, na Zona Oeste. Por volta das 7h30, a situação era tranquila no local. Os alunos colocaram blocos de concreto para controlar o acesso ao edifício ocupado.
De acordo com o Sindicato dos trabalhadores da USP (Sintusp), que apoia a ação dos alunos, os manifestantes protestam contra a permanência da PM no campus. Procurada na noite desta quinta-feira, a assessoria da USP não foi encontrada para comentar a ocupação.
Na prática, com o convênio, foi combinado um aumento do efetivo que atua no campus da USP. A medida foi tomada após a morte do estudante Felipe Ramos de Paiva, de 24 anos, ocorrida na noite de 18 de maio. O jovem foi baleado quando se aproximava de seu carro em um estacionamento da Faculdade de Economia e Administração (FEA). Dois homens presos pelo crime foram indiciados por latrocínio.


No último dia 8 de setembro, representantes da universidade e do comando da Polícia Militar formalizaram um convênio, de cinco anos, para aumentar a segurança no campus. Firmaram o documento Antonio Ferreira Pinto, secretário estadual da Segurança Pública, o coronel Álvaro Batista Camilo, comandante do policiamento do estado, e o professor João Grandino Rodas, reitor da USP.
Confusão


O aumento do efetivo fez com que as rondas pela Cidade Universitária aumentassem. Em uma delas, policiais abordaram por volta das 19h três estudantes no estacionamento da FFLCH. Com eles foram encontradas porções de maconha.
No momento em que os policiais foram levar o trio para o 91º DP, onde a ocorrência será registrada, estudantes das faculdades os impediram. Os três, então, foram levados pelos colegas até um dos prédios.
Quando finalmente os alunos eram conduzidos para a delegacia, os estudantes cercaram o carro da Polícia Civil. Houve bate-boca. Alunos jogaram um cavalete de trânsito em cima dos policiais, que reagiram com golpes de cassetetes e bombas de gás lacrimogêneo. Estudantes começaram, então, a jogar pedras e a dar chutes nos PMs. Carros da corporação e de estudantes foram atingidos. Não havia a informação de quantas pessoas ficaram feridas.

G1 SP

segunda-feira, 24 de outubro de 2011

Polícia Federal apreende mais de 80 quilos de cocaína


A investigação começou após um denúncia e durou duas semanas
Mais de 80 quilos de cocaína divididos em 84 tabletes foram apreendidos pela Polícia Federal na divisa de Minas Gerais com o estado de Goiás. Duas pessoas foram presas em uma fazenda na cidade de Corumbaíba, 121 quilômetros de Uberlândia, enquanto tentavam descarregar os entorpecentes em um galpão. A PF ainda enviará a droga para análise para identificar se é cocaína ou pasta base.
De acordo com o delegado federal Ricardo Ruiz Silva a operação iniciou após uma denúncia de que algumas pessoas traficavam entre Araguari e Corumbaíba. “A cocaína seria distribuída em toda a região”, disse. Toda ação da PF durou uma semana. “Passamos a seguir os suspeitos. Eles foram encontrados hoje (24) pela manhã retirando a droga de uma caminhonete e colocando no local, onde acreditamos ser o depósito”, disse.
O delegado informou que existe a suspeita de que mais pessoas estejam envolvidas no caso, porém a ação dos dois ainda está sendo investigada. “Não sabemos se eles tinham apoio de pessoas de Uberlândia. A Polícia Federal de Uberlândia que recebeu as informações e fez a prisão. Vamos continuar com as investigações”.
Os nomes dos dois suspeitos não foram revelados, mas o delegado adiantou que um deles é de Goiás e o outro de Minas. “Nenhum deles é de Uberlândia”, afirma.
Renata Tavares Repórter
Correio de Ubelândia

Agente penitenciário é detido tentando entrar com drogas em Bangu II

Foto: Divulgação








Rio - O inspetor Hélio de Oliveira Silva, de 31 anos, foi apreendido na manhã deste sábado, tentando entrar com drogas na Penitenciária Alfredo Tranjan, em Bangu II, no Complexo Penitenciário de Gericinó, na Zona Oeste do Rio. Hélio foi detido por volta de 7h, quando assumiria seu plantão.

Durante revista de rotina, ele foi surpreendido tentando entrar com dois tabletes contendo aproximadamente 1,5kg  de erva seca prensada, escondidos em sua bolsa e na calça.
Segundo ele, a droga seria entregue aos presos Waldemar Ferreira Bastos Neto, de 32 anos, Saulo Prado Vasconcelos, de 26 e Michael Feitosa Moraes, de 30, condenados por roubo. O inspetor afirmou que receberia a quantia de R$ 1.500 reais pela entrega do entorpecente.
O material e os envolvidos foram encaminhados para 34ª DP(Bangu).
ODIA

segunda-feira, 17 de outubro de 2011

Preso comprou carro com auxílio reclusão

BA - Um homem em liberdade condicional foi preso por policiais da 6ª Delegacia (Galés) com carro suspeito de roubo e disse que adquiriu o veículo na Avenida Suburbana por R$ 6 mil. O fato foi registrado no inicio da noite desta sexta-feira (14), na Rua Direita do Uruguai. Mas, o que chamou a atenção foi a origem do dinheiro para aquisição do veículo: o auxílio reclusão recebido pela filha do preso - no valor de R$ 828. A informação gerou polêmica na unidade. Policiais, jornalistas e até quem estava na recepção para registrar queixas questionava o valor pago, acima do mínimo determinado pelo Governo. “Ele ganha só isso porque tem apenas uma filha. Se tivesse mais, esse valor seria sempre multiplicado pelo número de dependentes”, atiçava o coordenador do Serviço de Investigação, Paulo Portela. O veículo, um Gol 2008 com som completo, de acordo com levantamento feito pelos policiais, vale no mercado cerca de R$25 mil. “Wellington estava preso, acusado da morte do sargento Arruda, na Rua Henriqueta Catharino, em 11 de setembro der 2008. Saiu em maio passado e surpreendeu a equipe desfilando com um carro desse porte”, relatou Portela, ao comentar a prisão. Os documentos apresentados por ele estão em nome de Roberto e diz que o veículo é modelo 2010. “Então teremos que ver onde está o erro”, afirma o investigador. 
Tribuna da Bahia/blog da Renata

terça-feira, 11 de outubro de 2011

Líder dos Bombeiros do Rio é preso por 30 dias, na repressão contra a dignidade salarial e a PEC 300



Nota do blog: Coronéis, governador do Rio e a quem interessar, saibam que vocês só promoverão o Daciolo. Ele transcendeu a luta por dignidade e melhores salários. Se houver eleição amanhã, saibam que ele estará eleito, e não precisa ser especialista em marketing para saber disso. O que discordo é a associação que ele faz com religião, pois são coisas díspares e a política é extremamente humana, por isso é essa merda que aí está. Muitos inclusive, são ateus. O discurso tem que ser laico. Falar ou não em deus não mudará ou amolecerá os corações dos políticos que o perseguem. Por outro lado, pela fala de Daciolo, o comando resolveu associar as manifestações dos bombeiros do Rio a oposição de Sérgio Cabral. Ou seja, não se pode pensar, ter opções, fazer escolhas. Se for militar tem que ser boneco de presépio, para não magoar o governador? Essa é a demo"gracinha" brasileira...A você Daciolo, nosso total apoio!!! Espero que os bombeiros e a população do Rio te reconheçam no ano que vem, pois precisamos de gente como você para renovar a política arcaica brasileira.

Carta de Intenções dos Bombeiros Militares do RJ

Por MOVIMENTO POR DIGNIDADE

O LEVANTE DOS BOMBEIROS aconteceu no primeiro semestre de 2011, e teve seu pico em 03 de junho de 2011.

O que o Governo fez para abafar o movimento?

- Não aceitou o diálogo, preferiu usar a força da Ditadura.

- Substituiu o Comandante Geral, que não se posicionou claramente perante sua tropa.

- Adiantou 06(seis) parcelas de um aumento já existente que os militares contestavam, visto que praticado em 48 parcelas mensais, se resumia em 0,93% ao mês, o que não é considerado aumento e sim correção, mantendo os baixos salários.

- Distribuiu gratificação de R$ 350,00, para uma parcela de Bombeiros da ativa que não tinham nenhuma gratificação, visando abafar o movimento.

- Liberou mais verba para pagar gratificação de R$ 1.000,00 para a Polícia Militar, com receio que a mesma aderisse ao movimento.

- mais uma vez ignorou os inativos, que nada ganham, e são os que mais sofrem.

- Aumentou o nº de vagas para Cabos e Sargentos, que com receio de não serem promovidos, abandonaram a causa, mas, no entanto, se formarão em graduados com o pior salário do Brasil.

- Prometeu aumento de vagas para os Oficiais Administrativos, o que efetivamente não ocorreu em 21 de agosto de 2011.

- Prometeu a criação de um Colégio Militar para os Filhos de Bombeiros, o que não satisfaz, porque beneficia apenas uma parcela da tropa e os demais continuarão tendo despesas com uma educação cara no nosso Estado.

- Substitui vários Comandantes de unidades para conter a tropa.

- Transferiu e continua transferindo vários militares das unidades que participam de um movimento Legítimo por DIGNIDADE.

- Para os militares mais atuantes, os Guardas Vidas, foi criado o Programa de Prevenção e Detecção Precoce do Câncer de Pele na População de Bombeiros Militares Guarda Vidas do Estado do Rio de Janeiro, e promessas de gratificação por horas extras trabalhadas e gratificação por serviço de escala extra.

Ocorre que os Bombeiros, após 05(cinco) meses de manifestações e sofrimento, continuam ser ter suas reivindicações atendidas, e decidiram que não irão retroceder, continuarão a informar a população através de passeatas e outros meios de comunicação, já que a imprensa local, não se interessa com o martírio que os servidores públicos do Estado do Rio de Janeiro estão vivendo, e consequentemente quem sofre é a população que paga seus impostos e o mínimo que poderia receber, seria o respeito do Governador e os Parlamentares que eles elegeram.

O QUE OS BOMBEIROS ESTÃO REIVINDICANDO?

1- Piso único para todos os servidores da Segurança Pública no Estado do Rio de Janeiro.

2- O soldo é o vencimento-base do militar estadual, não pode ser inferior ao salário mínimo estadual, em nenhuma circunstância. Gratificação temporária não é salário.

3- Carta de crédito de imóvel, para o servidor poder escolher onde quer morar.

4- Fim dos descontos do fundo de saúde, que já foi considerada como taxa ilegal na Justiça.

5- Direitos iguais para Inativos e Pensionistas. Não pode haver diferença entre estar em atividade ou na inatividade.

6- Seguro de vida compatível com a profissão.

7- Auxílio de insalubridade e risco de Vida.

8- Auxílio transporte nos mesmos termos da Lei do vale transporte.

9- Escala de serviço 24 x 96, perfazendo 144 horas mensais.

10- Pagamento de hora extra, quando exceder às 144 horas mensais.

11- Auxílio invalidez para o militar que for reformado por doença ou acidente.

12- Curso de capacitação de Praças em outros Países, apenas para os primeiros colocados nos cursos do CBMERJ.

13- Que todos os Oficiais e praças, ao serem promovidos, façam de imediato seus respectivos cursos de capacitação e fiquem aptos para o próximo Posto ou Graduação.

14- Rancho, higienização dos quartéis e viaturas com empresas terceirizadas. Que a verba destinada ao rancho seja para a manutenção dos Quartéis.

15- Fardamento fornecido sem custos de soldado a Subtenente.

16- Auxílio educação e creche. O servidor sem filhos poderá estudar e se capacitar, se tiver filhos e conseguir matrícula em colégio militar ou outro sem custo, ou se se não estudar, não recebe, porque o desconto será em folha em favor da instituição escolar.

17- Que os Comandantes se abstenham de cercear a liberdade de seus militares baseada nos regulamentos disciplinares, por estarem completamente OBSOLETOS, seguindo Portaria do Ministro da Defesa, já que a PMERJ e o CBMERJ são Forças Auxiliares das forças armadas.

18- Que o Estatuto e o RDCBMRJ sejam revistos, porque estão obsoletos e em desacordo com a Constituição Brasileira.

19- Que todas as prisões, detenções e transferências por necessidade de serviço, sejam investigadas, para evitar abuso de autoridade, sendo criada uma Ouvidoria dentro de cada CBA, com militares escolhidos pela tropa, e que tenha autonomia para resolver os problemas dos militares, com BMs formados em Direito, Psicólogos e assistentes Sociais em seu quadro, e a Assessoria Jurídica do CBMERJ seja reestruturada nos mesmos moldes para defender todos os militares, não havendo necessidade dos militares gastarem seus salários com advogados ou recorrerem a Justiça gratuita, que já se encontra sobrecarregada.

20- Que os comandantes de OBMs, tenham autonomia para nomear os representantes dos militares dentro da sua OBM e dar publicidade em boletim ostensivo para a tropa.

21- Chega de cargos indicados, a forma democrática de escolher o melhor Comandante é que o Comando atual deve abrir as inscrições, publicando quais são os requisitos, os candidatos tem que passar pelo crivo dos Comandantes dos Comandos de Área. O nome dos candidatos, no entanto, tem de passar pelo crivo da Corregedoria Interna e pelo Setor de Inteligência da corporação. Apenas após esse trâmite, o nome dos candidatos será apreciado pelo alto escalão: o chefe do Estado-Maior, e o Comandante-Geral da Corporação e publicados para a tropa escolher. Os nomes dos dez mais votados serão entregues ao Governador. Todo o processo com publicidade em Boletim ostensivo e com supervisão de representantes da tropa.

22- Que o comandante escolhido no CBMERJ, ao assumir o cargo seja obrigado a publicar em Boletim ostensivo o seu plano de Comando, com uma previsão do tempo que poderá levar para cumpri-lo, assinando um termo de compromisso com a tropa, e caso não cumpra o prometido, renunciará ao cargo, assumindo o seu suplente.

23- Que a Diretoria da FUNESBOM, seja por antiguidade ou eleita na tropa, com Oficiais e Praças no seu Staff, ou seja, fim das indicações.

23- Que o novo Comandante do CBMRJ, cobre do Sr. GOVERNADOR DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO, os 7 ( sete ) artigos da Indicação Legislativa nº 437 de 1988, apresentada na ALERJ, no dia 07 de agosto de 1998, pelo ainda na época Sr. DEPUTADO SÉRGIO CABRAL FILHO.

24- O Governador SÉRGIO CABRAL já declarou que andar faz bem á saúde, portanto os Bombeiros Militares continuarão andando nas ruas do Estado do Rio de Janeiro, enquanto não houver por parte do nosso Comandante e do Governador, a vontade de resolver a situação caótica que a nossa Corporação atravessa, as intenções devem ser publicadas com prazos para a sua resolução, enquanto não forem atendidas as reivindicações, os bombeiros continuarão com a sua luta por DIGNIDADE.

25- Será distribuído para a população um DVD com as atrocidades cometidas pelo BOPE, com ordens do Sr, Governador onde os Bombeiros com suas mulheres e seus filhos foram humilhados, atacados com bombas e tiros de arma letal no fatídico dia 03 de junho de 2011, que fatalmente entrará para a História, e sempre lembrado como o período em que o Rio de Janeiro teve o seu pior GOVERNADOR.

26- CUMPRA-SE A LEI, com Operação Padrão. Que nenhuma viatura que esteja em desacordo com o código nacional de trânsito saia do dentro do quartel. Seja por falta de manutenção, falta de documentação ou com motorista sem qualificação para dirigi-la.

27- Todas as falcatruas e contratos sem licitação, encontradas dentro das unidades serão expostas na mídia, para a população tomar as providências, CHEGA DE CORRUPÇÃO. O Ministério Público será obrigado a tomar providências.

28- O Governo do Estado do Rio de Janeiro será obrigado a reconhecer a união de todas as Associações da segurança Pública, porque em breve elas se transformarão na ASSOCIAÇÃO ÚNICA DOS SERVIDORES DA SEGURANÇA PÚBLICA NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO, com eleições diretas, para não ficar contaminada pelos políticos.

BOMBEIROS MILITARES DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO

Mais informações sobre o Movimento, acesse: http://www.sosguardavidas.com/


sexta-feira, 7 de outubro de 2011

Megaoperação da Polícia Federal tem 3 PMs e israelense entre os 13 presos


Três policiais militares e um israelense estão entre os 10 presos no Rio de Janeiro durante a Operação Black Ops, deflagrada nesta sexta-feira (7) pela Polícia Federal (PF) em pelo menos 12 estados brasileiros e no Distrito Federal. A ação tem o objetivo de prender integrantes de uma organização criminosa que atua no Brasil e em outros países.
De acordo com o superintendente da PF no Rio, Valmir Lemos de Oliveira, 13 pessoas foram presas, sendo 10 no Rio e três no Espírito Santo, até as 11h desta sexta, na Operação Black Ops. Segundo a polícia, o israelense foi preso num condomínio na Barra da Tijuca, na Zona Oeste.


De acordo com a PF, o grupo é suspeito de crimes tributários, lavagem de dinheiro, contrabando e exploração de máquinas caça-níqueis. Os agentes tentam cumprir 119 mandados de busca e apreensão e 22 de prisão, segundo informou a assessoria da PF no Rio, após 2 anos de investigações.




Nesta manhã, vários carros importados foram apreendidos em uma concessionária na Barra da Tijuca. Também foram encontrados dois carros de luxo num galpão no Engenho de Dentro, no subúrbio. Segundo Oliveira, além dos carros, joias e recursos financeiros também foram apreendidos, mas o valor ainda não foi divulgado.
Agente da Receita Federal fotografa carros importados apreendidos em operação da Polícia Federal na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio (Foto: Gabriel de Paiva/Agência O Globo)Agente da Receita Federal fotografa carros importados apreendidos em operação da Polícia Federal na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio (Foto: Gabriel de Paiva/Agência O Globo)
O esquema


A quadrilha, segundo a polícia, atua na importação de veículos de luxo usados, prática que de uma forma geral é proibida pela legislação brasileira. A pena para o crime de contrabando é de 1 a 4 anos de reclusão. Também há suspeita de sonegação fiscal nas operações comerciais de várias importadoras e revendedoras investigadas.


Investigações apontam que, entre 2009 e 2011, as empresas envolvidas na fraude fizeram, pelo menos, a importação de mais de cem veículos. Mas suspeita-se que esse número seja ainda maior, podendo chegar a mais de 500 veículos importados no período, inclusive com a participação de outras importadoras.
Segundo a polícia, a importação de carros usados só é permitida entre colecionadores, quando os veículos têm mais de 30 anos de fabricação; em casos de herança aberta no exterior; ou quando são importados por missões diplomáticas, repartições consulares e representações de organismos internacionais.
Penas de até 10 anos de prisão
Os suspeitos poderão responder pelos crimes de contrabando e comércio ilegal de pedras preciosas, crime contra a economia popular, formação de quadrilha, crimes contra ordem tributária, lavagem de capitais, evasão de divisas, entre outros delitos. As penas podem chegar a 10 anos de prisão.
Segundo a PF, a operação, deflagrada em conjunto com a Receita Federal e o Ministério Público Federal, conta com a participação de 150 servidores da Receita e 500 policiais federais. A investigação contou com o apoio externo de agências de inteligência de Israel, da Inglaterra e dos Estados Unidos.
Do G1-RJ
Lilian Quaino

quarta-feira, 5 de outubro de 2011

(No país da Copa) Polícia prende homem duas vezes e desiste de nova prisão

Uma ocorrência absoltamente inusitada registrada pela Policia Militar de Jales na noite da última quarta-feira, 28, mostra que o sistema de segurança pública tem muito mais falhas do que se imagina e nem sempre basta prender os criminosos para evitar novos crimes.

Depois de prender um homem duas vezes e vê-lo solto em ambas, os policiais militares optaram por resolver a situação por conta própria em vez de enfrentar a frustração de vê-lo liberado pela terceira vez.

Segundo a rádio Antena 102, com base em relatório da PM., J.L.S., foi abordado em atitude suspeita por volta de 16h30 de quarta-feira. A pesquisa de sua ficha criminal no sistema informatizado da Secretaria de Segurança Pública (Infoseg) comprovou que ele possuía condenação na Justiça e os policiais concluíram que ele deveria ser apresentado à Polícia Civil. Foi o que fizeram. Apesar disso, o homem foi apenas ouvido pelo delegado e liberado.

Horas depois, por volta de 22h30, o mesmo homem foi preso novamente pela PM, depois de se envolver em uma briga com a sua amásia. Levado ao Plantão Policial, J., que poderia ser enquadrado na chamada Lei Maria da Penha e preso em flagrante, foi liberado pela segunda vez no mesmo dia.

Provavelmente achando-se imune à ação da lei, o homem voltou a agredir a mulher por volta de 1 hora da madrugada de quinta-feira e foi novamente abordado pela Polícia Militar, que, entretanto, desistiu de levá-lo à Polícia Civil pela terceira vez e apenas o repreendeu no local.

JUSTIFICATIVA

Procurado pela reportagem de A Tribuna, o delegado seccional, Charles Winstom de Oliveira, disse que o homem não ficou preso da primeira vez porque possuía condenação judicial com pena em regime aberto, que não requer prisão. “Ele foi apresentado pela PM pára cumprimento do mandado de prisão, mas como era para o regime aberto, ele compareceu na cadeia e apenas assinou o conhecimento do mandado, com compromisso de comparecer ao Fórum para audiência com o juiz”.

A segunda prisão, segundo o seccional, não foi em decorrência de agressão à namorada, mas um engano dos policiais que o prenderam novamente por conta do mandado de prisão. “Quando ele chegou à carceragem, disse que já tinha estado lá poucas horas antes e que tinha sido liberado. Então o escrivão conferiu, comprovou a veracidade do fato e o soltou novamente. Entretanto, não houve confusão nenhuma com a namorada. É que ele foi localizado e detido pela mesma razão anterior”.

Com relação à terceira prisão, Charles esclarece que a detenção de um acusado de agressão que possa ser incluído na chamada Lei Maria da Penha depende da vítima e não do delegado. “Se ela se manifestar em sentido contrário, o delegado não pode prendê-lo. A lei confere a ela o direito de pedir providências contra ele. Não é facultado ao delegado de polícia a prisão, fica condicionado à representação da ofendida”.

A Tribuna
DELEGADOS.com.br
Revista da Defesa Social
Portal Nacional dos Delegados

Blog da Renata

terça-feira, 4 de outubro de 2011

Policial acusado de agredir e matar motorista em lanchonete é detido em São Tomé das Letras



Um policial militar é acusado de agredir e matar um motorista de 42 anos durante uma ocorrência registrada em uma lanchonete do centro de São Tomé das Letras, no Sul de Minas Gerais. De acordo com a Polícia Militar, familiares do motorista afirmaram que a agressão ocorreu quando o policial foi chamado para conter a vítima, que apresentou um comportamento alterado dentro do estabelecimento comercial na noite desse domingo (2).

Segundo os militares, o homem reagiu à prisão e familiares relataram que o motorista teria sido agredido com socos e chutes e socorrido inconsciente para o Pronto Atendimento do município. Após receber os primeiros socorros, a vítima foi transferida para um hospital de Três Corações, mas morreu a caminho da unidade de saúde.
Com a acusação, o policial, que não teve o nome revelado, foi detido e levado para a Companhia da Polícia Militar de Três Corações, onde está à disposição da Justiça Militar. Um inquérito foi aberto para investigar o caso.

repórter: Tábata Martins
jornal OTempo