Seguidores

Mostrando postagens com marcador preso 19 vezes. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador preso 19 vezes. Mostrar todas as postagens

sábado, 22 de outubro de 2011

Homem é preso pela 19ª vez em Uberlândia


Cristiano Aparecido Ferreira de Lima, 25 anos, vulgo “Peixe frito”, foi preso pela 19ª vez no início da tarde desta sexta-feira (21). Ele é suspeito de ter entrado em uma casa na companhia de outro homem não identificado, na rua Boa Esperança no bairro Granada, zona sul de Uberlândia, e furtado eletrônicos, dinheiro, joias e documentos pessoais.
Após furtar o material, Peixe frito e o comparsa fugiram em uma moto com um televisor de 29 polegadas e um monitor de computador, ambos de LCD. Um policial que fazia a patrulha na região achou estranha a atitude dos dois e tentou abordá-los, porém eles abandonaram a moto e os objetos em uma rua de terra atrás do Parque de Exposições Camaru.
O segundo suspeito conseguiu fugir entrando em um matagal e não foi localizado. Cristiano Lima foi achado em uma área conhecida como “favelinha” do bairro Lagoinha, também zona sul. Segundo o tenente Izaías Cardoso, todo material foi recuperado. “O Cristiano também é suspeito de ser autor de uma série de roubos nos bairros Carajás, Pampulha e Jardim Finoti. As vítimas o reconheceram por meio de fotos”, disse.
Lima já é velho conhecido da PM. Na última vez em que foi preso quebrou o vidro de uma das viaturas. Na tarde de hoje, enquanto aguardava para ser levado para a Delegacia de Polícia Civil tentou fazer o mesmo, mas foi contido pelos militares. A reportagem tentou falar com ele, mas ele não quis responder aos questionamentos. “Fale com os policiais, não tenho nada a dizer”, disse.

Número de roubos aumentou

As marcas da invasão estavam no muro da casa que em 10 anos foi furtada cinco vezes. O proprietário disse estar desanimado e pensa em se mudar do local. “Já reformei, aumentei o muro, mas não adiantou. Voltaram a entrar aqui”, disse.
De janeiro a setembro deste ano 2,4 mil residências foram furtadas em Uberlândia. O número é 20,1% mais baixo se comparado com o mesmo período do ano passado, quando foram registrados 3006. O número de furtos reduziu, porém o de roubo a mão armada cresceu. Em 2010, foram 113 e neste ano já foram registrados 125, o que revela que os crimes ficaram mais violentos neste ano.
A Polícia Militar reconhece o fato, mas acredita que o motivo não é a falta de policiamento e tem implantado projetos como “Vizinhança Solidária”, para que os moradores denunciem na tentativa de reduzir os índices de criminalidade em Uberlândia.
Renata Tavares Repórter
Correio de Uberlândia