Seguidores

Mostrando postagens com marcador projetos. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador projetos. Mostrar todas as postagens

sexta-feira, 22 de junho de 2012

Uberlândia cria Bombeiro Mirim e Voluntários da Cidadania


A Prefeitura de Uberlândia lançou na tarde desta quinta-feira (21), no Centro Administrativo Municipal dois importantes projetos de responsabilidade social: Bombeiro Mirim e Voluntários da Cidadania. O evento contou com a presença de crianças e jovens.
O Bombeiro Mirim é uma realização da Prefeitura de Uberlândia, por meio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social e Trabalho, em parceria com o Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais (CBMMG) e a Universidade Federal de Uberlândia (UFU).
O projeto visa ampliar as atividades oferecidas às crianças e adolescentes atendidas nos Núcleos de Apoio Integral à Criança e ao Adolescente (Naicas). A ideia é estimular a iniciativa, independência e busca de identidade, além de preparar para o enfrentamento de situações de emergência.
As atividades do Bombeiro Mirim englobam prevenção contra incêndios, primeiros socorros, prevenção de afogamentos e de vários tipos de acidentes, dentre eles os domésticos, os de trabalho e os de trânsito, assim como noções de proteção e prevenção no campo da defesa civil.
Também é despertado nas crianças e adolescentes a consciência coletiva de preservação do meio ambiente, noções de saúde e de higiene, educação no trânsito, drogas e seus malefícios, cidadania, civismo e atividades recreativas. Continue lendo no UIPI

quarta-feira, 6 de junho de 2012

Comando Geral PMMG anuncia novos investimentos e o Projeto Cinturão Rodoviário


Caro integrante da PMMG, 


Por ocasião das comemorações dos 237 anos da PMMG, o Comando da Corporação procedeu, hoje, a entrega de 69 viaturas de quatro rodas, 02 veículos para transporte de tropa e 22 motocicletas, para incrementar o policiamento rodoviário e tenho a satisfação de comunicar que foi lançado, também, o Projeto Cinturão Rodoviário. 

O Projeto tem como objetivo ressaltar a importância do policiamento nas rodovias estaduais mineiras e federais delegadas, por serem estas o primeiro ponto de enfrentamento ao crime organizado. Esse Projeto assume, assim, especial relevância no momento em que Minas Gerais se prepara para receber eventos esportivos internacionais em 2013 e 2014. 

Está previsto um investimento total de cerca de R$ 25.000.000,00 (vinte e cinco milhões de reais) ao longo de dois anos, sendo que, neste ano, serão aplicados aproximadamente R$ 10.000.000,00 (dez milhões de reais) na atividade de policiamento rodoviário, com recursos provenientes dos convênios da PMMG com o Departamento de Polícia Rodoviária Federal (DPRF) e com o Departamento Estadual de Estradas de Rodagem de Minas Gerais (DER). 

Este importante investimento tem como foco a melhoria da qualidade do policiamento rodoviário nas localidades atendidas, com a aquisição de armamento, viaturas e demais equipamentos e apetrechos policiais, além de computadores, GPS, transceptores e computadores portáteis, máquinas fotográficas e equipamentos para a expansão da rede rádio, proporcionando significativa melhoria na infraestrutura tecnológica e de telecomunicações da Instituição. 

Dessa forma, ao final do ano, esperamos entregar os diversos equipamentos que serão adquiridos, de forma a aperfeiçoar, ainda mais, nossa prestação de serviço e o atendimento à comunidade mineira. 

Cordialmente, 

MÁRCIO MARTINS SANT’ANA, CORONEL PM 
COMANDANTE-GERAL 

Fonte: INTRANET PMMG

sexta-feira, 23 de setembro de 2011

Descaso: Com apenas um deputado em plenário, CCJ aprova 118 projetos em sessão de três minutos

BRASÍLIA - A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara, numa sessão meteórica de pouco mais de três minutos, aprovou, na manhã de quinta-feira, 118 projetos. O deputado Luiz Couto (PT-PB), o único presente, foi chamado com urgência na comissão para ter pelo menos um parlamentar no plenário da CCJ. Quem presidiu a sessão foi o deputado Cesar Colnago (PSDB-ES), terceiro vice-presidente. Quando Couto chegou, Colnago declarou: "havendo número regimental, declaro aberta a reunião". Para abrir uma sessão na CCJ, a mais numerosa e mais importante da Câmara, são necessárias assinaturas de 36 deputados. Esse quórum existia, mas todos assinaram e foram embora, como ocorre em todas quintas-feiras.

Os projetos foram votados em quatro blocos: de 38 (concessão de radiodifusão), de 09 (projetos de lei), de 65 (renovação de concessão de radiodifusão) e de 06 (acordos internacionais). A cada rodada de votação, Colnago consultava o plenário, como se estivesse lotado.

- Os deputados que forem pela aprovação, a favor da votação, permaneçam como se encontram.

Sentado na primeira fileira, Luiz Couto nem se mexia.

Em outro momento, Colnago fez outra consulta ao plenário:

- Em discussão. Não havendo quem queira discutir, em votação. Aprovado!

Declarada encerrada a sessão, Colnago dirigiu-se a Couto:

- Um coroinha com um padre, podia dar o quê?!.

Couto é padre e Colnago revelou ter sido coroinha na infância.

A secretária da CCJ também fez um comentário:

- Votamos 118 projetos!

E Colnago continuou, falando com Couto:

- Depois diz que a oposição não ajuda...
 
Além das centenas de concessões e renovações de radiodifusão, a CCJ aprovou, neste pacote, acordos bilaterais do Brasil com a Índia, Libéria, Congo, Belize, Guiana e República Dominicana. Entre os projetos de lei, há um que trata de carteira de habilitação especial para portadores de diabetes e até a regulamentação da profissão de cabeleireiro, manicure, pedicure e "profissionais de beleza em geral".

O Globo
Evandro Éboli (eboli@bsb.oglobo.com.br)