Seguidores

Mostrando postagens com marcador promorar. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador promorar. Mostrar todas as postagens

terça-feira, 7 de maio de 2013

SOLUÇÃO DO "PROMORAR", SEM DEMORA NEM SORTEIO



       Quem nunca sonhou com a casa própria? Principalmente os militares que trabalham em regiões metropolitanas, sonham com esse direito. Porém o que o governo tem feito efetivamente para que isso aconteça? Primeiro lançou o programa habitacional "Lares Gerais", em seguida o "PROMORAR", que permitia que quem já tinha residência vendesse para investir e comprar outra. Enquanto o Lares Gerais também não foi suficiente até hoje para contemplar todo o funcionalismo.


       Diante de tantas dificuldades, principalmente financeiras, não seria mais viável que nossos representantes, juntamente com o do governo estadual, agendassem uma reunião com o presidente da Caixa Econômica Federal e Banco do Brasil, para traçar uma linha de financiamento diferenciada, que pudesse atender esse nicho de mercado, que está totalmente descoberto, apesar da boa margem salarial?

       Se vemos tanto assistencialismo, tanta bolsa disso e daquilo, notícias de que o governo brasileiro inclusive está emprestando dinheiro para os países europeus, não seria justo que ajudasse a classe militar e Minas Gerais, quiçá brasileira, a garantir o direito à casa própria? Até os sem-terra, sem-teto, tem o amparo  e respaldo do governo federal, porque não os militares ou profissionais da segurança pública?

       Cabe aos nossos representantes buscarem diálogo e entrosamento necessário, para deixar o discurso afinado junto ao interesses da tropa, agendando em seguida a reunião com representantes do governo estadual, federal e dos bancos públicos brasileiros.

       Se milhões e milhões são jogados pelo ralo no imenso lago da corrupção, porque não lutarmos por bom uso disso? Esperar por sorteio, com o efetivo cada vez maior...é melhor jogar na mega sena...

segunda-feira, 22 de abril de 2013

PROMORAR Militar contemplará 555 financiamentos em 2013




PROMORAR Militar contemplará 555 financiamentos em 2013

O Fundo de Apoio Habitacional aos Militares do Estado de Minas Gerais (FAHMEMG-PROMOROAR Militar) aprovou o regulamento para o cadastramento, sorteio de vagas, convocação e inscrição para o financiamento habitacional de 2013.

De acordo com a deliberação de número 15, publicada na última quinta-feira, 18/04, serão contemplados 555 financiamentos e ainda, 145 sorteados que irão compor o cadastro de reserva.  

Os interessados em participar dos sorteios deverão efetuar suas inscrições no período de 7/05 à 31/05/2013, na INTRANET da Polícia Militar, conforme especificado no regulamento (disponível em www.sargentorodrigues.com.br/index.php/destaque-mandato/362-promorar-militar-contemplara-555-financiamentos-em-2013).

O sorteio ocorrerá nos dias 12, 13 e 14 de junho, no estacionamento do Instituto de Previdência dos Servidores Militares do Estado de Minas Gerais (IPSM), a partir das 8h30 minutos. Já a relação dos contemplados será divulgada na Intranet da Polícia Militar e do Bombeiro Militar, no site do IPSM, bem como no Diário Oficial do Estado.O Fundo de Apoio Habitacional aos Militares do Estado de Minas Gerais (FAHMEMG-PROMOROAR Militar) aprovou o regulamento para o cadastramento, sorteio de vagas, convocação e inscrição para o financiamento habitacional de 2013.

De acordo com a deliberação de número 15, publicada na última quinta-feira, 18/04, serão contemplados 555 financiamentos e ainda, 145 sorteados que irão compor o cadastro de reserva.

Os interessados em participar dos sorteios deverão efetuar suas inscrições no período de 7/05 à 31/05/2013, na INTRANET da Polícia Militar, conforme especificado no regulamento (Clique aqui e leia o regulamento).

O sorteio ocorrerá nos dias 12, 13 e 14 de junho, no estacionamento do Instituto de Previdência dos Servidores Militares do Estado de Minas Gerais (IPSM), a partir das 8h30 minutos. Já a relação dos contemplados será divulgada na Intranet da Polícia Militar e do Bombeiro Militar, no site do IPSM, bem como no Diário Oficial do Estado.

sábado, 16 de março de 2013

ATENÇÃO DEPUTADOS MINEIROS PARA A PROVOCAÇÃO



QUEM SE HABILITA..........alterar a legislação do PROMORAR, para atender também quem não tem margem consignável, mais que contribui com IPSM.

A propositura de alteração a LEI Nº 17.949, de 22 de dezembro de 2008, que cria o Fundo de Apoio Habitacional aos Militares do Estado de Minas Gerais - FAHMEMG -, e dá outras providências, que altera e renumera artigos da referida Lei.

Art. 1º - O art. 2º da lei 17.949/2008, passa avigorar com as seguintes alterações.

“ Art. 2º Poderão ser beneficiários de operações com recursos do FAHMEMG , de acordo com a seguinte prioridade:

I - o policial e o bombeiro militar cuja vida ou a de seus familiares estejam em situação de risco, em razão da natureza de suas atividades e em função do local onde reside;

II – os segurados do IPSM, de que trata o art. 3º da Lei nº 10.366, de 28 de dezembro de 1990, e seus pensionistas;

III- os segurados do IPSM, de que trata o art. 3º da Lei nº 10.366, de 28 de dezembro de 1990, e seus pensionistas, comprovadamente sem margem consignável , e que não possuam imóvel em seu nome.”

Art. 2º -Acrescentar incisos “X e XI”, ao Art . 10, da mesma Lei.

“Art. 10....

X – celebrar contrato de financiamento no caso o beneficiário enquadrar na situação que cita o inciso III do art. 2º, observando o estipulado no Art. 6º, § 1º;

XI - e os incisos “I e II”, do Art. 2º, se enquadrarem na situação do inciso III, quanto a margem consignável;

Art. 2º - Renumere os demais artigos.

Fundamentação;

Corrige injustiça quanto aqueles que mesmo sendo beneficiários do IPSM e pensionistas, e principalmente Policiais s e Bombeiros Militares, e chefe s de Familia, por não terem condições financeiras saudáveis e também não possuam MARGEM CONSIGNAVEL, fiquem alijados de um direito que também faz jús, porque também é segurado do IPSM e colabora com seu o crescimento de seu patrimônio com as contribuições que lhe são cobradas na carreira que lhe é peculiar.

Define-se as prioridades onde este se enquadra em ultima posição, ou seja dentro de uma figura que não fere nenhum direito àqueles que estejam em melhor condições e aptos num primeiro momento e também proporcional aos demais isonomia no que se pleiteia , assim este se enquadrar. Trata-se de igualar direitos de colaboradores de mantenimento do IPSM.

Grato.

Adao Sergio Borges via facebook.com

sexta-feira, 14 de dezembro de 2012

Pesquisa revela que mais da metade dos militares das Forças Armadas não possuem casa própria



Na região metropolitana do Rio de Janeiro, assim como em muitos locais do Brasil, a situação dos militares das forças armadas é complicada, uma grande parte construiu casas em cima das casas dos pais ou sogros, outros pagam financiamentos que consomem grande parte da renda, e alguns simplesmente não vêem perspectiva de conseguir a casa própria, se conformaram em pagar aluguel.
Dos militares e pensionistas entrevistados cerca de 53,4% responderam que não possuem imóvel próprio. Porém, observamos que muitos que responderam que possuem imóvel próprio construiram suas residências em locais informais (posses) ou em terrenso de parentes, o que nos faz acreditar que a situação é ainda mais crítica do que os números fazem parecer.
Essa pesquisa demonstra na prática o que a maioria dos militares já perceberam, que o poder aquisitivo dos membros das forças armadas vai na contra mão do da maioria dos brasileiros, enquanto as pesquisas oficiais mostram que 75% dos domicílios em 2011 eram imóveis próprios de seus moradores - sendo 70% deles totalmente quitados a realidade dos militares é outra, mais de 53% residem em imóveis que não são de sua propriedade.
Em agosto de 2012 pesquisas, divulgadas no Congresso do Mercado Imobiliário, pelo banco interamericano, apresentam números parecidos em relação à casa própria, elas apresentam uma porcentagem de 33% de brasileiros que não possuem imóvel próprio.
Conversando com alguns militares da região do Rio de Janeiro apuramos que muitos vão construindo suas casas aos poucos, muitas vezes chegando a época da reserva ainda não completaram a construção.
Muitos militares têm optado pelos empréstimos oferecidos pela Caixa de Construção de Casas para o Pessoal da Marinha, que oferece simulações Online e várias modalidades de empréstimo.
A entidade também oferece empréstimos rápidos para reformas e aquisição de terrenos. Muitos militares estão totalmente endividados por conta da queda do poder aquisitivo, mas seus contracheques permanecem com valores acima dos limites para o recebimento do subsidio do governo para cidadãos com baixa renda, o que dificulta ainda mais a situação.
As dívidas com consignado também inviabilizam os emprestimos, por conta das prestações altas, impagáveis para quem tem muitas dívidas.

quinta-feira, 29 de março de 2012

Saiu prazo para inscrição no PROMORAR, o plano habitacional da PMMG

 As inscrições no PROMORAR serão através do sistema FAHMEMG e ficará aberto para o cadastramento dos interessados em participar do sorteio para  concessão de financiamento, a partir do dia 01/04/2012 até o dia 26/04/2012, nos seguintes horários: todos os dias entre 21 e 06 da manhã, com exceção do dia 26/04 quando as inscrições se encerram às 23:59 hs.

Fonte: INTRANET PM MG

segunda-feira, 12 de março de 2012

Abertas inscrições para o PROMORAR 2012


O IPSM informa que já está disponível para consulta o Regulamento para Cadastramento, Sorteio de Vagas, Convocação e Inscrição para o Financiamento Habitacional - PROMORAR 2012. As inscrições serão realizadas de 01 a 26 de abril de 2012 e o sorteio no dia 03 de maio de 2012.

CLIQUE PARA LER O REGULAMENTO

quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

Haverá inscrição no PROMORAR 2012?

         Para os que sonham com a casa própria, será que o programa habitacional criado pelo governo, chamado PROMORAR, vai continuar em 2012? Uma jogada perfeita do então governador Aécio Neves, para beneficiar o colega de partido, ex-governador Eduardo Azeredo que "pegou dinheiro emprestado do IPSM", e não devolveu. Sabendo que a tropa sonha com a casa própria, ainda pelos cadastro do antigo "Lares Gerais", Aécio Neves teve a brilhante ideia: criar o PROMORAR, onde com taxas de financiamento menores, o policial ou bombeiro poderiam comprar a casa e pagá-la em até 30 anos. O primeiro lote, sem dúvida foi o mais difícil, pois, pela falta de experiência na análise de cadastros, muitos contratos foram assinados pelos militares junto aos vendedores, como garantia do negócio, que em muitos casos se arrastou por meses, até ser concluído, gerando multa pesadas e prejuízos tanto para o militar, quanto para o dono do imóvel.

             No passado recente o governo usava palavras que eram repetidas aos quatro ventos: déficit zero, maior arrecadação de impostos, maior PIB brasileiro se comparada a média nacional. Por incrível que pareça, esse vigor econômico foi substituído por atraso no pagamento do prêmio produtividade, e pela desculpa mais oportuna que todo governante pode usar, quase sem ser questionado: a crise internacional.

              Diante desse quadro, como ficará o programa habitacional PROMORAR? Durará até 2016? Teremos inscrições em 2012? Quem sabe, além do próprio governador Anastasia, o senador Aécio Neves ou o melhor de todos para falar sobre o assunto, não seja o atual deputado federal Eduardo Azeredo? Deputado Sargento Rodrigues, também pode se pronunciar sobre o caso. 

                Estamos no aguardo...a família militar agradecerá se o PROMORAR permanecer ativo.