Seguidores

Mostrando postagens com marcador psol. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador psol. Mostrar todas as postagens

sábado, 16 de maio de 2015

Deputado Federal Cabo Daciolo é expulso do PSOL


" ELE GRITOU FORA CABRAL ! E O PSOL GRITOU, FORA DACIOLO!!! "

Rio - Por 54 votos 1, o deputado federal Cabo Daciolo, do Psol-RJ, está oficialmente expulso do partido por decisão do Diretório Nacional, realizada neste sábado, que acatou o relatório unânime da Comissão de Ética. O político deixa o Psol por infidelidade partidária, por descumprir reiteradamente o programa e o estatuto do partido. Na reunião do Diretório participaram, entre outros dirigentes, Luciana Genro e Chico Alencar, que votaram a favor da expulsão.

O partido ainda não decidiu se vai brigar pelo mandato de Daciolo, o que faria com que o suplente Renato Cinco assumisse o cargo. Em discurso neste sábado, a ex-deputada estadual Janira Rocha acusou o Psol de perseguição, mas reconheceu que Daciolo cometeu erros e que boa parte da militância queria a saída do político do partido.

domingo, 7 de abril de 2013

Debate: PEC do PSOL para trabalhadores da Segurança Pública


Amigos (as),

nessa segunda-feira será realizado um debate sobre a PEC que o PSOL vai propor no Congresso Nacional refletindo a pauta de reivindicações dos trabalhadores da Segurança Pública. Nosso encontro será realizado às 18:30h na sede do SINDISPREV, na rua Joaquim Silva 98A na Lapa, Centro do Rio. 

Entre os temas da PEC (Proposta de Emenda Complementar) a serem debatidos no encontro estão:
  • Piso Salarial Unificado Nacional; 
  • criação de uma polícia única desmilitarizada; 
  • direito de greve e de constituir sindicatos para o pessoal da segurança pública; 
  • transformação dos agentes penais em policiais penais 
  • e um Plano de Carreira Nacional Único.

COMPAREÇA AO DEBATE!
DEBATE: PEC do PSOL para trabalhadores da Segurança Pública
DIA: 08/04/2013 - Segunda-feira
HORÁRIO: 18:30h
LOCAL: Sede do SINDISPREV
Rua Joaquim Silva 98A, Lapa (Centro do Rio)


JUNTOS SOMOS FORTES!

Fonte: Blog do  

segunda-feira, 10 de outubro de 2011

PM excluído receberia R$ 400 mil para deputado que presidiu a CPI das milícias. "Tropa de Elite 2" profetizou...


Depois de tomar conhecimento na última sexta-feira (7) de um plano para matá-lo, o deputado estadual Marcelo Freixo (PSOL-RJ) disse nesta segunda-feira (10) que não pretende recuar de sua candidatura à prefeito do Rio de Janeiro, nas eleições do próximo ano.
Em entrevista concedida à Rádio CBN, o deputado disse que não vai se intimidar diante das ameaças recebidas. Segundo documento da Coordenadoria de Inteligência da Secretaria de Segurança Pública, o ex-cabo da Polícia Militar, Carlos Ary Ribeiro, o Carlão, que fugiu do Batalhão Especial Prisional (BEP), em setembro passado, estaria articulando um plano para executá-lo. O foragido receberia R$ 400 mil pelo feito.
O parlamentar é muito visado por milicianos desde que presidiu a CPI das Milícia e levou dezenas de integrantes de grupos paramilitares para trás das grades.
Freixo contou também que, além de entrar em contato com o secretário de Segurança José Mariano Beltrame, já reforçou sua segurança pessoal.


- Na última campanha tive que deixar de visitar comunidades dominadas por milicianos. Mas agora será diferente. Terei que ter um planejamento, mas vou enfrentar e fazer o que tem que ser feito. - declarou Freixo.
- Estou com a segurança reforçada e tomo as minhas precauções. Estou mudando a rotina e o que nos resta é aumentar o cuidado - afirmou o deputado. Segundo ele, as ameaças se intensificaram depois do assassinato da juíza Patrícia Acioli.
Matéria escrita: Jornal do Brasil
Entrevista Repórter de Crime/youtube.com