Seguidores

Mostrando postagens com marcador tablet. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador tablet. Mostrar todas as postagens

quarta-feira, 11 de abril de 2012

SP: polícia relata mau funcionamento em tablets de R$ 25 milhões

Comprados para auxiliar a Polícia Militar a registrar ocorrências online, 11.750 tablets apresentam problemas de funcionamento, de acordo com relatório produzido pelos próprios policiais e enviado à Assembleia Legislativa. De acordo com informações do jornal Folha de S. Paulo desta quarta-feira, os aparelhos utilizam tecnologia GSM, anterior à 3G dos celulares comuns, e "não conversam" bem com a rede da operadora Vivo, que fornece à corporação paulista os chips de conexão ao preço de R$ 30 mensais a unidade - um total aproximado de R$ 4,2 milhões por ano.

Ainda segundo informações da publicação, os tablets foram comprados pela PM após uma licitação realizada em novembro de 2010, por R$ 25 milhões, em negociação que foi bastante comemorada pelo governador Geraldo Alckmin à época. A empresa vencedora foi a Neel Brasil Tecnologia, que já enfrentou problemas anteriormente por fornecer GPSs ilegais (sem homologação da Agência Nacional de Telecomunicações) à Guarda Civil.

sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

Tablet é usado para dar agilidade às polícias Civil e Militar em Arcos, MG

Ferramenta tem ajudado a reduzir a criminalidade (Foto: Reprodução TV Integração)Ferramenta tem ajudado a reduzir a criminalidade
(Foto: Reprodução TV Integração)
Uma parceria entre a Prefeitura de Arcos, no Centro-Oeste do estado, e as Polícias Civil e Militar tem colocado a tecnologia mais próxima dos serviços de segurança. Oficiais e agentes utilizam tablets conetados à internet via rádio para registrar qualquer tipo de ocorrência. De dentro da viatura os policiais conseguem registrar boletins de ocorrências, consultar placas e até verificar antecedentes criminais de suspeitos.
Os tablets conectados à internet via rádio foram repassados para PM de Arcos pela Prefeitura. Segundo o comandante da Polícia Militar de Arcos, César Henrique Bittencourt, a ferramenta tem ajudado a reduzir a criminalidade.
Este ano o índice de criminalidade na cidade caiu em todas as categorias avaliadas. O número de roubo a mão armada caiu de 6, em 2010, para 1 em 2011. E este ano foi registrado um homicídio.Continue lendo:>>>>>>>>>>>>>