Seguidores

Mostrando postagens com marcador adriano zago. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador adriano zago. Mostrar todas as postagens

sexta-feira, 21 de março de 2014

Uberlândia fez audiência para discutir os problemas do transporte público


foto Samuel Moitinho

    Ontem, 20 de março, foi realizada na Câmara Municipal de Uberlândia, audiência pública para discutir os problemas nos transporte coletivo urbano. O evento que estava marcado para início às 18 hs, começou com mais de cinquenta minutos de atraso. O evento que foi idealizado e requerido pelo vereador Adriano Zago - PMDB, contou com a participação de vários segmentos desde empresários, usuários do transporte público portadores de necessidades especiais auditivas, visuais, sindicatos de motoristas, onde Cidade Futura que luta por uma mobilidade urbana de qualidade, além do senhor Divino representando o secretário municipal de trânsito e transporte Alexandre Andrade, além do vereador  Lelis Lima e do professor doutor em Sociologia da UFU Edilson Graziole.

    Depois de um vídeo apresentado pelo vereador Adriano Zago, onde mostrou alguns problemas do transporte coletivo como atrasos, superlotação, idosos e gestantes em pé, falta de cobertura nas paradas expondo os usuários as intempéries, falta de segurança, acessibilidade, rampas dos ônibus que não funcionam, falta de semáforos sonoros, falta de efetivo dos funcionários do SETTRAN. O vereador Zago disse que usou por dez dias o transporte público porque seu carro estava com problemas mecânicos. 

    Já passados duas horas de apresentações dos membros da mesa, foi dado a fala aos cidadãos presentes que ainda foram advertidos quanto a celeridade nas colocações devido ao horário avançado (depois de quase uma hora de atraso no início). Um deficiente visual lamentou que o carro do vereador tenha que ter quebrado para que este por dez dias pudesse sentir na pele o que o povo sofre rotineiramente. Esse senhor ainda torceu para que outros vereadores tenham o carro sem funcionar, para que assim mais e mais políticos sejam "forçados" a usar o transporte público.

    Outros participantes questionaram as colocações do representante da Secretaria de Trânsito e Transporte de que serão construídos novos terminais, com a pergunta óbvia: mais terminais significará mais ônibus? E a passarela elefante branco construída em frente ao Center Shopping? Quantos ônibus poderiam ser comprados com o valor gasto na sua construção? Qual a lógica de se diminuir a quantidade dos coletivos nos finais de semana? A força do capital ampara apenas quem vai trabalhar, quem vai servir o sistema, ou o direito ao transporte é um direito fundamental, à dignidade humana, ao lazer? O trabalhador só teria direito ao transporte público durante a semana, para satisfazer o mercado, o capital?

    Um dos populares disse que foi apresentado um projeto para aumentar a gratuidade no transporte público para os agentes penitenciários devidamente uniformizados, que estando armados aumentariam a sensação de segurança dentro e fora dos ônibus, porém o projeto foi arquivado por que teria que ser proposto pelo prefeito. O estranho é que o projeto foi entregue nas mãos do secretário de transporte Alexandre Andrade, que nada fez para apresentá-lo ao prefeito. Tudo está em "paz" em Uberlândia, como se não tivesse roubos, furtos, atos libidinosos...

    No final o senhor  Divino anunciou que serão construídas estações temáticas batizadas de anel da saúde ligado os hospitais, e que no futuro poderá ser construído a estação que ligará o anel rodoviário.

    Determinado cidadão que é arquiteto e disse ter morado em outros países, alegou que o transporte público é uma porcaria e desafiou as autoridades presentes a debaterem com ele, caso discordassem.

    Apesar do atraso, das perguntas sem respostas, parabenizamos a iniciativa do vereador Adriano Zago de pelo menos ouvir parte da população presente. A lástima foi a ausência dos demais vereadores e do próprio secretário Alexandre Andrade, num total descaso para com os usuários.

Por Marcelo Anastácio