Seguidores

Mostrando postagens com marcador recrutamento. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador recrutamento. Mostrar todas as postagens

sexta-feira, 2 de março de 2012

Houve negligência em atendimento de candidato morto em teste da PM - diz família

A família do candidato a soldado da PM que morreu nesta quinta-feira (1) durante a realização de testes de aptidão física contesta a versão da Polícia Militar. O irmão de Adailton Lopes Pessoa, 29 anos, diz que houve negligência na prestação de socorro dada pelos soldados da PM.

De acordo com Marinaldo Pessoa, Adailton não apresentava problemas de saúde e tinha exames recentes que atestavam sua boa condição física. "Ele frequentava academias, não bebia, não fumava e nunca teve problemas de saúde", disse o irmão da vítima em entrevista à TV Bahia.

Um amigo da vítima disse que apenas um PM acompanhava os testes e acusa os policiais de não acompanharem o jovem durante o socorro no hospital. Ele disse que o jovem foi socorrido para o Hospital São Jorge após passar mal depois de correr 800 metros e uma segunda vez no chuveiro, depois da prova.

O corpo de Adailton será levado nesta sexta-feira (2) para ser enterrado no município de Baixa Grande, a 250 km de Salvador.

Mal-estar

Adailton já tinha feito os testes físicos na última terça-feira, mas não conseguiu terminar as provas. Ele estava refazendo os testes ontem quando passou mal.

"Fui a primeira pessoa a pegar ele, encostar, as pernas dele bambearam, como se não aguentasse mais. Ele não perdeu os sentidos. Fiz um monte de perguntas médicas para ele, inclusive se timha perdido sangue, tudo isso foi avaliado ali na pista mesmo. Ele negou tudo, falou só que não tinha se alimentado", explica o major Nolasco. Continue lendo no Blog BIZU DE PRAÇA:>>>>>>>>

quinta-feira, 1 de março de 2012

Candidato a soldado da PM morre após teste de aptidão física na Bahia

Um candidato a soldado da Polícia Militar da Bahia morreu nesta quinta-feira (1), em Salvador, após passar mal depois do teste de aptidão física exigido pelo concurso.
De acordo com a assessoria da PM, o homem de 29 anos havia passado nas etapas inicias do processo seletivo, mas não apresentou o exame toxicológico, exigido para a realização da etapa seguinte da seleção, que seria o teste de aptidão física.
O candidato entrou com uma ação na Justiça, ainda segundo a assessoria, e teve o direito a fazer o teste concedido, após apresentar todos os exames necessários.
Na terça-feira (28), o rapaz tentou fazer o teste, mas não conseguiu. Como todos os candidatos têm direito a refazer a avaliação, ele tentou mais uma vez na quarta-feira (29), quando passou mal ao concluir as atividades, sendo socorrido pela equipe médica que acompanha a realização dos testes, informou a assessoria da PM.
O homem foi levado para o pronto atendimento de Roma, mas a assessoria não confirmou o local da morte, nem as suas causas, apenas informou que o óbito ocorreu nesta quinta-feira.