Seguidores

Mostrando postagens com marcador advogado. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador advogado. Mostrar todas as postagens

domingo, 11 de maio de 2014

Advogada que enganava detentos e tinha relações sexuais é presa no RS


Advogada presa enganava presos com a ajuda de um pastor (Foto: Divulgação/Polícia Civil)
Uma advogada foi presa preventivamente pela Polícia Civil nesta quinta-feira (8), em Imbé, no Litoral Norte do Rio Grande do Sul, suspeita de um esquema que consistia em enganar detentos do sistema carcerário gaúcho. A mulher se passava por evangelizadora e acabava se relacionando sexualmente com presos para tirar o patrimônio deles, como dinheiro e bens.

De acordo com o delegado Valeriano Garcia Neto, a advogada tinha a ajuda de um pastor, que é conhecido nas cadeias gaúchas. Ela se aproximava dos detentos e prometia ajuizar revisão criminal para tentar baixar as penas.
Segundo a polícia, a mulher está com prisão preventiva decretada por suspeita de mandar executar, em março deste ano, um casal envolvido em uma disputa patrimonial de um detento da Penitenciária Modulada de Osório.
O marido da advogada cumpre pena superior a 50 anos de reclusão em Camaquã, na Região Sul do estado, por contratar o executor do crime. Ela está presa no Presídio Estadual de Torres.
Comento: Com certeza essa criatura faltou as aulas de ética. Agora imaginem ela presa junto com os presos que ela deu o golpe?!

quinta-feira, 24 de maio de 2012

Advogado é flagrado com maconha em visita ao Presídio de Ituiutaba, MG

Na manhã desta quarta-feira (23), um advogado, cuja idade ainda não foi revelada, foi flagrado com maconha durante uma visita ao Presídio de Ituiutaba, no Triângulo Mineiro. De acordo com a Polícia Militar (PM), a droga estava dentro de um rodo com cabo falso e foi identificada após a vistoria feita pelos agentes.
O cabo da PM, Marcos Silva, informou que é comum familiares levarem materiais de limpeza ao presídio para os detentos cuidarem das celas. "O rodo seria mais um objeto que ajudaria na limpeza do local, mas os agentes descobriram a droga e acionaram a polícia, que fez o flagrante", disse.

O profissional foi encaminhado para a delegacia da cidade e a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) foi acionada. O G1 tentou contato com algum representante da OAB para falar sobre o assunto e a informação recebida foi de que somente o presidente da Comissão de Prerrogativas de Advogados de Ituiutaba poderia falar sobre o ocorrido, mas ele não foi encontrado.  

Por meio de nota, a Subsecretaria de Administração Prisional (Suapi), informou sobre o caso:
Nesta quarta-feira (23.05), por volta das 12h, o advogado de um detento do Presídio de Ituiutaba, no Triângulo Mineiro, foi flagrado tentando encaminhar 34 gramas de substância semelhante à maconha, em materiais que seriam destinados ao seu cliente. A substância foi encontrada no momento da revista feita por agentes penitenciários da unidade prisional.

A Polícia Militar foi acionada para lavrar o Boletim de Ocorrência, e o advogado foi conduzido à 3ª Delegacia Regional de Polícia Civil em Ituiutaba. Um representante da OAB local foi comunicado para acompanhar a ocorrência.

terça-feira, 13 de dezembro de 2011

Absurdo:Projeto permite que advogado porte arma de fogo para defesa pessoal

A Câmara analisa o Projeto de Lei 1754/11, do deputado Ronaldo Benedet (PMDB-SC), que torna direito do advogado portar arma de fogo para defesa pessoal. Além disso, a proposta inclui capítulo específico sobre o exercício da advocacia pública no Estatuto da Advocacia (Lei 8.906/94).
Segundo o autor, a intenção é fazer com que todos os direitos estabelecidos pelo Estatuto da Advocacia valham para os advogados públicos, que também exercem a atividade de advocacia. Embora hoje o Estatuto já inclua os advogados públicos, Benedet alega que algumas prerrogativas estão sendo desrespeitadas. Como exemplo, ele cita o pagamento dos chamados honorários de sucumbência, pagos aos advogados da parte vencedora no processo.
Porte de arma
De acordo com a proposta, a autorização para o porte de arma de fogo está condicionada à comprovação de capacidade técnica e de aptidão psicológica para o manuseio da arma, nas condições estabelecidas na Lei 10.826/2003, que trata do registro, posse e comercialização de armas.
Conforme Benedet, o Estatuto da Advocacia diz que não há hierarquia entre advogados, magistrados e membros do Ministério Público, devendo todos ser tratados com equidade. Porém, afirma o deputado, enquanto a legislação assegura aos juízes e promotores a prerrogativa de portar arma de defesa pessoal, o Estatuto da Advocacia é omisso nesse ponto. “No entanto, são incontáveis os casos de advogados que já sofreram ameaças à sua pessoa e família, não sendo raros os casos de homicídios vinculados à atividade profissional”, argumenta.
Advocacia pública
O texto estabelece que exercem a advocacia pública os integrantes da Advocacia-Geral da União, da Defensoria Pública e das procuradorias, assessorias e consultorias jurídicas dos estados, do Distrito Federal, dos municípios e das respectivas entidades de administração indireta e fundacional, estando obrigados à inscrição na Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), após aprovação no Exame de Ordem. Hoje o Estatuto diz que eles exercem a atividade de advocacia, sem mencionar especificamente seu caráter público.

sexta-feira, 18 de novembro de 2011

Advogado de Nem defende no STF oficial do Exército

Ameaçado de expulsão pela OAB, o advogado de “Nem” Luiz Carlos Cavalcanti Azenha – preso com o traficante na fuga – defende no Supremo um oficial do Exército acusado de ordenar a entrega de três jovens de uma favela do centro do Rio aos traficantes. Morreram, claro.

Coluna do Cláudio Humberto
Jornal do Brasil