Seguidores

Mostrando postagens com marcador atriz. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador atriz. Mostrar todas as postagens

sábado, 15 de outubro de 2011

Demagogia no caso da atriz abordada, ela não é imune porque trabalha na Globo

            Que palhaçada dessa atriz Thalma de Freitas, querer levantar bandeira em cima de um ato legítimo e legal dos policiais do Rio, que agiram no estrito cumprimento do dever legal. Quando que ser abordado por um policial, que age na forma da lei, pode ser considerado abuso de autoridade? Se tivessem pedido propina, se tivessem passado as mãos nas partes íntimas, sendo os policiais masculinos, se tivessem feito algum gracejo. Isso demonstra o quanto as pessoas desconhecem o trabalho policial. Seria abuso de autoridade se a atriz fosse parente de embaixador. A pessoa anda num local onde há o tráfico de drogas, e depois vem dizer que "fiquei calma, na paz da minha inocência".
            
            Tomara que o sindicante seja de fato imparcial, e dê aos policiais a autonomia que todo profissional precisa. É nessa hora que perceberemos se o novo comando-geral é politico ou joga a favor da tropa. Não se trata de corporativismo, mas, de justiça. Cada povo tem a polícia que merece. Vocês se lembram do caso da morte o filho da atriz Ciça Guimarães, quando os pais dos menores ofereceram propina aos pm's, que infelizmente aceitaram? Depois tentaram criminalizar apenas os policiais.
           
            Temos que parar com esse discurso onde pseudo-ético, onde a lei e normas só valem para os outros. Quando é com a gente, não vale, ainda mais se for famoso. Pra mim, essa senhora quis fazer marketing, em cima de um fato normal, o qual todos os cidadãos estão sujeitos. Ou ela incorporou o discurso do personagem do Chico Anysio: "Eu sou o Bozó, eu trabalho na Globo".

Veja abaixo a entrevista da atriz após o fato:


Após ser liberada, a atriz criticou a abordagem policial.

— Fiquei muito calma, na paz da minha inocência. A delegada não me obrigou, mas fiz questão de ser revistada pela policial feminina. Colaboro para o processo contra abuso de autoridade de policiais. O que houve é comum para muita gente, hoje falo por quem não tem voz — protestou a atriz em sua página do Twitter.

fonte da entrevista: extra.globo.com
Leia mais: http://extra.globo.com/casos-de-policia/thalma-de-freitas-levada-para-delegacia-critica-abuso-de-autoridade-2780228.html#ixzz1atZxrp3r

Afastados PMs que abordaram atriz global e a levaram para a delegacia


Os dois policiais militares que abordaram a atriz e cantora Thalma de Freitas na noite de sexta-feira foram afastados temporariamente de suas funções. 
Após ser revistada pelos agentes próximo à comunidade da Chácara do Céu no morro do Vidigal, zona sul do Rio  de Janeiro, Thalma foi levada ao 14º DP (Leblon), onde passou por uma revista íntima por policiais femininas. Logo em seguida, a atriz registrou queixa contra abuso de autoridade.

Atriz prestou queixa por abuso ed autoridade
Atriz prestou queixa por abuso de autoridade

Segundo os policiais militares que efetuaram a abordagem, Thalma descia a escadaria de acesso à comunidade da Chácara do Céu, no Morro do Vidigal. A atriz estaria visitando onamoradomorador de um condomínio próximo à região. Nada foi constatado em nenhuma das revistas policiais.
O comandante do 23º BPM (Leblon), coronel Álvaro Sérgio Alves de Moura, determinou a abertura de procedimento apuratório para investigar as circunstâncias da abordagem. Segundo ele, os PMs ficarão afastados das atividades operacionais até o fim da apuração.
Terra/Jornal do Brasil

Atriz Thalma de Freitas registra queixa contra PMs por abuso de autoridade


A atriz e cantora Thalma de Freitas registrou queixa nesta sexta-feira (14) contra dois policiais militares por abuso de autoridade.
No fim da tarde, Thalma estava voltando da casa do namorado, que fica em um condomínio perto da comunidade do Morro do Vidigal, no Leblon, Zona Sul do Rio, quando foi abordada pelos policiais.


Os PMs fizeram uma revista, mas não encontraram nada ilegal. A atriz foi levada no carro da policia para o 14 ª DP (Leblon). Na delegacia, ela passou por uma revista íntima feita por policiais femininas. Mais uma vez, nada foi encontrado.
Thalma de Freitas decidiu então registrar a queixa contra os PMs, que vão responder por abuso de autoridade.
Do G1, com informações do Jornal da Globo