Seguidores

Mostrando postagens com marcador bombeiro assassinado. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador bombeiro assassinado. Mostrar todas as postagens

quinta-feira, 21 de março de 2013

Bombeiro é morto em emboscada em Piracaia, no interior de São Paulo



O homem estava no carro com a mulher e as duas filhas a caminho do sítio onde morava em Piracaia (SP). Mas um galho de árvore impedia a passagem na estrada. Quando ele parou o carro dois homens surgiram armados e ele acabou sendo baleado na emboscada.

R7

sexta-feira, 22 de junho de 2012

Polícia Civil apresenta suspeitos de matar bombeiro em Araxá, MG

Suspeitos foram apresentados à Polícia Civil (Foto: Reprodução/TV Integração)
A Polícia Civil apresentou na noite desta quinta-feira (21), os suspeitos do assassinato de um militar do Corpo de Bombeiros emAraxá, no Alto Paranaíba. A mulher do militar também está presa suspeita de envolvimento no crime.

O crime foi no início da semana passada, quando o militar foi morto a tiros na porta de casa. Ele chegou a ser socorrido por colegas, mas não resistiu. O militar tinha 38 anos, era natural de Pirapora, no Norte de Minas, e deixou quatro filhos.
Os dois homens suspeitos da morte do militar foram encontrados a partir de depoimentos feitos durante a investigação. Segundo a polícia, um deles é dono do veículo utilizado no crime e o outro teria atirado no bombeiro."O autor dos disparos confessou verbalmente o crime e levou a equipe de investigadores até o local onde escondeu a arma e a entregou", disse o delegado Vitor Hugo Heisler.
Imagens feitas por um cinegrafista amador mostram o local onde a arma foi enterrada próximo ao município de Sacramento, no Triângulo Mineiro. Ela estava dentro de uma lata, exatamente no local indicado por um dos suspeitos. A motivação do crime seria ciúmes. "Ele tinha um envolvimento com a esposa da vítima e, por motivo de ciúmes, ele acabou matando a vítima, segundo a versão dele", completou o delegado.
Para a polícia o caso ainda não está encerrado. E a mulher da vítima cumpre prisão temporária desde segunda-feira (18). De acordo com os investigadores, ela pode ter participação no crime. "Ela esteve procurando pelo marido e marcou de se encontrar no horário no qual ele foi morto. Ela pode estar envolvida e isso será investigado", explicou o delegado regional, Heli Andrade.
O comandante do pelotão dos bombeiros em Araxá, Ilton Aguiar Almada, acompanhou a apresentação dos suspeitos. "Nós nos sentimos mais confortados com essa prisão e esperamos que seja tudo apurado e que os culpados paguem pelo crime que cometeram", finalizou o  comandante.
G1