Seguidores

Mostrando postagens com marcador bombeiro ferido. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador bombeiro ferido. Mostrar todas as postagens

domingo, 1 de julho de 2012

Bombeiro é agredido por transeunte

Na noite desta sexta-feira (30), faíscas na rede elétrica foram percebidas por moradores e o Corpo de Bombeiros foi acionado. Quando os bombeiros começaram a intervenção para conter as chamas, uma discussão com um popular acabou em uma agressão a um dos militares que tentava afastar os curiosos.

De acordo com o sargento Maurício Vieira, o fogo chamou a atenção de muitas pessoas que passavam pelo local. Para não atrapalhar o serviço da equipe, um dos bombeiros tentou abrir um espaço para a segurança dos transeuntes a fim de facilitar o trabalho de apagar as chamas.
Durante a ação, uma das pessoas discutiu com o bombeiro e o agrediu. Quando a Polícia Militar (PM) chegou à região, o agressor conseguiu fugir e não foi localizado.

quinta-feira, 12 de abril de 2012

Estado do Paraná é condenado a pagar R$ 65 mil a bombeiro militar que se acidentou em serviço

O Estado do Paraná foi condenado a pagar R$ 65.000,00, a título de indenização por dano moral e estético, a um bombeiro militar que se acidentou em serviço. Ele estava em uma viatura policial, conduzida por outro servidor do Estado, a qual colidiu com uma árvore à beira da estrada, ocasionando-lhe múltiplas lesões na face e nos braços, bem como a fratura do fêmur. O acidente ocorreu em 1º de junho de 1999. Ao valor da condenação, que deverá ser corrigido monetariamente, serão aplicados juros de mora.

Essa decisão da 2.ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Paraná, por unanimidade de votos, reformou em parte (apenas em relação aos juros de mora e aos honorários advocatícios) a sentença do Juízo da Comarca de Palmeira que julgou procedente a ação de indenização por dano moral e estético ajuizada por M.E.C. contra o Estado do Paraná.

No recurso de apelação, o Estado do Paraná, entre outros argumentos, alegou que o acidente não ocorreu por falta de manutenção do veículo nem por culpa do condutor, mas por falha mecânica. Disse também que o valor da indenização foi fixado em valor muito elevado.

O relator do recurso, desembargador Eugenio Achille Grandinetti, registrou, inicialmente, em seu voto: "Para aferir a responsabilidade civil do Estado por dano causado por seu agente a terceiro, não há a necessidade de examinar a culpa ou dolo de quem praticou o ato, bastando para sua configuração a verificação da conduta, do dano e do nexo de causalidade". Continue lendo no Blog Notícia da Caserna

quarta-feira, 12 de outubro de 2011

PM é atingido por raio em São José dos Campos


Soldado, de 36 anos, andava de moto pela Via Dutra, no interior de SP.




A forte chuva que atingiu parte do Vale do Paraíba na manhã desta terça-feira (11) deixou um policial militar, de 36 anos, gravemente ferido. Ele foi atingido por um raio enquanto trafegava com sua moto pela Via Dutra, no km 145, altura de São José dos Campos, interior de São Paulo, apresentando queimaduras no corpo. O militar seguia para Taubaté, onde mora, no sentido São Paulo-Rio.


Bombeiros dizem que ele ficou gravemente ferido, teve queimaduras.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, motoristas que acionaram o resgate e que trafegavam pela rodovia no momento do acidente disseram ter visto a motocicleta perdendo o controle após um forte clarão, seguido de um estrondo. O soldado teria se levantado após a queda, atordoado.
O policial, que trafegava com capa de chuva e luvas, recebeu os primeiros atendimentos no canteiro central e levado para um pronto-socorro em estado grave. Segundo os bombeiros, o policial apresentava queimaduras na região do tórax. O soldado é lotado na 3ª Companhia da Polícia Militar em São José dos Campos.
Da Agência Estado

segunda-feira, 19 de setembro de 2011

Bombeiro é baleado durante tiroteio


Um bombeiro foi baleado em troca de tiros entre policiais e bandidos em São Bernardo do Campo, na Grande São Paulo. Ele atendia uma ocorrência de trânsito quando o tiroteio começou.

O bombeiro estava acompanhado de agentes da polícia rodoviária, atendendo vítimas de um acidente na altura do km 18 da rodovia Anchieta. O grupo foi chamado por um rapaz, que alegou ter seu carro roubado.

Os policiais encontraram os suspeitos e houve troca de tiros. Um dos homens foi baleado e fugiu, enquanto outro se entregou à polícia. O bombeiro acabou levando um tiro na cintura.

Do Primeiro Jornal
pauta@band.com.br