Seguidores

Mostrando postagens com marcador cabo fernando. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador cabo fernando. Mostrar todas as postagens

quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013

MG: PROJETO CRIA A CARREIRA ÚNICA NA PM/BM



A implantação da carreia única não prejudica quem já está na instituição, pelo contrário, ela valoriza os integrantes da corporação. O CFO seria um concurso interno em que os SD, CB, SGT e SUBTEN concorreriam as vagas para o curso de forma igualitária, ficará excetuada desta regra, o quadro de oficiais médicos e capelães.
Veja como funciona hoje nossa estrutura. Um Sub Ten com 29 anos de polícia comandando uma operação policial, com um cadete do 1º ano de 23 anos de idade passa a ser superior a esse militar. Mesmo sem ter nenhuma experiência policial, com uma idade jovial e sem nenhuma experiência de comando.

Com a aprovação da PEC, um militar  ao ingressar no Curso de Formação de Oficiais, terá no mínimo, a experiência de ter passado no Curso de Formação de Soldados, ter passado por estágios naquele curso anterior, além de ingressar no curso com o mínimo conhecimento da corporação e vivência policial.

QUEM GANHA COM A CARREIRA ÚNICA?

Ganha a classe:
A carreira única representa uma valorização interna, provocando nos militares a vigilância em seu comportamento, além de acarretar uma busca na qualificação, motivando-os a se integrarem ao mundo acadêmico na busca do diploma de bacharel em direito, ocasionando uma melhor qualificação de toda a estrutura interna e  policiais mais motivados.

Ganha a sociedade:
É notória a falta de efetivo em todas as unidades da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros.

Com o Curso de Formação de Oficiais sendo integrado por militares que já passaram por outros curso e já qualificados para o serviço operacional, estes mesmos militares poderão ser empenhados com maior frequencia nas escalas operacionais e com isso a sociedade teria ao seu dispor um número maior de militares nas ruas.

Atualmente os cadetes do primeiro ano só estão aptos ao serviço operacional depois de um longo tempo de preparação.

Se no modelo atual os cadetes vão para as ruas no fim do primeiro ano, no modelo proposto poderiam ir para as ruas já no primeiro dia.

Ganha o governo:
Se os alunos do Curso de Formação de Oficiais já tem preparo militar e experiência na atividade policial o curso de formação pode ter um período acadêmico menor, e logo, com um custo bem menor.
Atualmente os militares aprovados no CFO no modelo atual tem o mesmo custo de formação que os alunos oriundos do mundo civil.
Imaginemos que no modelo acadêmico atual em que na mesma turma existem cadetes oriundos da PM ou do CBM e do mundo civil, ambos tem a mesma carga horária acadêmica.
Qual a necessidade de reensinar ao cadete oriundo de nossa corporação matérias já ministradas em cursos anteriores? Ensinar o militar a marchar? Ou sobre o código de Ética? Ou atirar? Ou ainda, história da Corporação. 

São disciplinas já conhecidas pelos militares, em que a carga horária seria usada apenas para atualização e o tempo restante em estágio operacional.

Fonte: Blog do Cabo Fernando

domingo, 30 de dezembro de 2012

Blogueiro CABO FERNANDO se recupera de um princípio de enfarto


Encontra se hospitalizado nosso amigo Blogueiro Cabo Fernando. O momento é de pedidos de orações pois ele sencontra-se na UTI do Hospital Santa Rita.como não estarei aqui para atualizar as informações, abaixo o telefone o meu telefone de contato.Elizete 8816-8652 oi 9160-1835 tim 99679547 vivo.

Fonte: Blog da Elizete, esposa do Cabo Fernando

Comentário nosso: Ontem, 29/12/12 liguei para a família do blogueiro Fernando, e fui informado que ele teve entupimento das veias coronárias, e por isso teve um princípio de enfarto. Por esse motivo, está em observação na UTI do Hospital Santa Rita, e fará o cateterismo (desentupimento das veias). O lamentável é constatar através dele, que no HPM não há cardiologista, por esse motivo o militar da reserva teve que ser transferido.

 Fernando, força, precisamos da sua voz combativa na defesa da classe e da família militar. Forte abraço desse amigo blogueiro. Fé em deus e pé na tábua!!!

sexta-feira, 6 de julho de 2012

PORQUÊ APOIO A CHAPA 3, DO CABO FERNANDO PARA O CS, EX-CSCS

         A segurança pública viveu ano especial com as marchas rumo a Belo Horizonte visando conquistar a dignidade salarial. Nesses eventos é que podemos dimensionar o quanto é importante uma associação forte, compromissada e voltada exclusivamente para os interesses dos sócios, capital máximo de qualquer entidade que se preze. Dos quatro cantos do estado, vimos caravanas ativas, participando pacificamente do jogo democrático, lutando por melhorias salariais e condições de trabalho. Nesse quesito, só temos a agradecer o papel ativo do presidente Cabo Coelho, na garantia desses direitos. Sobre isso não há o que se discutir.

           Porém, falando de CSCS em Uberlândia, como já mencionado noutra postagem, a sede nesta cidade está bem aquém das demais no estado. Não por culpa do diretor regional, o nosso amigo Gedeon, que ao contrário, faz das "tripas coração", para honrar os sócios da cidade. Falta apoio financeiro ou jurídico capaz de resolver a situação do clube, que está em litigio, por isso a capital não investe como o faz em outros locais, cujas sedes são próprias.

           Por quê da opção pela mudança? Vemos no estado de São Paulo a PM refém de um modelo de gestão da segurança pública, que em quase nada apoia os profissionais da segurança, com aproximados 20 anos da era PSDB, eles, os "tucanos", se acomodaram e "não precisam" do apoio da segurança para em contrapartida valorizá-los, etc e tal. Trazendo essa realidade para o CSCS, o CB Valladares ficou quantos anos na gestão? Agora veio o Coelho, que em muitos aspectos reativou setores do clube que até então eram mortos na gestão de Valadares, porém, não atendeu expectativas, como em Uberlândia, de reavivar o clube, reformá-lo, resolver a permanência definitiva junto a justiça, promover festas para ativos e reformados, unindo a família militar, dentre outras ações.

         Assim que o pelotão CFSD 03/1995, (do qual fiz parte), se organizava um a um, para o grande momento esperado, a formatura, TODOS os futuros soldados eram chamados na 119ªCia escola, onde éramos obrigados a assinar o ingresso na PMMG (contrato probatório), bem como a associação imediata no CSCS, num total estágio de "livre - arbítrio", nunca visto antes, mas, recruta, já viram...tem medo de tudo.
  
         Eu particularmente paguei por três anos, e na época não vi um motivo que justificasse nossa permanência no CSCS. Tanto é verdade, que em função dessa letargia do CSCS em Uberlândia, até outra associação foi criada, visando suprir a demanda existente. Mesmo com o trabalho incansável do atual diretor Gedeon, sabemos que ele não dispõe de uma estrutura ideal, capaz de reativar o clube na proporção que os sócios esperam.

      Por isso, sinceramente torço e como sócio que sou, apoio a candidatura do CABO FERNANDO, como alternativa para "bombar" o CSCS em Uberlândia. Adianto, antes que as más línguas lancem seus venenos, que NÃO disputo nenhum cargo, NÃO quero o lugar do Gedeon, NÃO estou ganhando nada do CB FERNANDO, NÃO SOU INIMIGO DO COELHO, que se teve muitos méritos em reavivar o lado político do CSCS, no quesito logística, deixou a desejar na cidade de Uberlândia. As outras cidades que foram contempladas parabéns, mas, infelizmente não é o caso de Uberlândia.

         Por último, acredito em mudanças, e que cada um águe um pouco essa grande árvore chamada CSCS. A delícia da água corrente é que ela está sempre em estado de mudança...e para não dizer que não sugeri, torço, muito sinceramente que o CABO FERNANDO, caso eleito, possa criar uma cooperativa, visando baratear o custo das fardas, quem sabem quebrando um pouco os privilégios no setor. E que o presidente lute por uma isonomia com as entidades que tem sede nos batalhões, já que os direitos são iguais, ou deveriam ser...

            CABO ANASTÁCIO sócio do CSCS Uberlândia

segunda-feira, 11 de junho de 2012

EU APOIO CHAPA 3, NA ELEIÇÃO DO CLUBE DE CABOS E SOLDADOS -MG

- Luiz Fernando da Silva____________Presidente
- Duclerc Soares Barbosa___________Vice Presidente
-Geraldo Alves Ferreira____________Cons. de Administração
- José Juvenal dos Santos__________Cons. de Administração
- José Cordeiro Araujo____________Cons. de Administração
- Aguinaldo Alves Figueiredo_______Cons. de Administração
- Cristiano Geraldo Linhares________Cons. de Administração
- Raimundo Braga de Oliveira______Cons. de Administração
- Cleginaldo Eustaquio Reis________Cons. de Administação
- Herivelton Vieira dos Santos______Cons. de Admistração
- Aloisio Henrique Souza__________Cons. Fiscal
- Ronan de Brito Vieira Zancanaro__Cons. Fiscal
- Jonathan Tavares Reis_________Cons. Fiscal
- Marcio Torres Marçal___________Cons. Fiscal
- Sergio Luiz Resende___________Cons. Fiscal
- Alex Jorge Silva dos Santos_____Cons. Fiscal
- Edmar Messias dos Santos_____Cons. Fiscal
- Adair Guimarães_____________Cons. Fiscal

Apoiadores:

- Renata Pimenta - BH
- Cabo Serpa - 1º BPM
- Sgt Adão - Uberaba
- Sgt Maurição - QPR
- Denis - Uberaba
- Cb Anastacio - Uberlândia
- Sgt Varnei - Teófilo Otoni
- Sgt Flavio Kretli - Teófilo Otoni
- Cb Walmor - Teófilo Otoni
- Cb Junio - Governandor Valadares
- Cb Fernando - 18º BPM (oficina)
- Sgt Palhares - QPR
- Sgt Gesner - 13º BPM
- Cb Wellington - Barbacena
- Cb Gerson - QPR
- Sub Ten Geraldo Neto - Governandor Valadares
- Cb Paulo Cesar - 18º BPM
- Sgt Marino - 18º BPM
- Sgt Amorim - 18º BPM
- Cb Cleber Gomes - Montes Claro

Aqueles que porventura desejam uma mudança  na diretoria do CSCS e que não estão contentes com o rumo que a nossa entidade esta tomando, deem o nome e a cidade onde serve ou mora, que o nome será postado aqui no blog. A hora é agora e "Nenhum de nós é tão bom quanto todos nós juntos".

                                                         www.blogcabofernando.com

quinta-feira, 15 de março de 2012

PERFIL, LUTA, SAGA E PROPOSTA DE CAMPANHA CASO CABO FERNANDO SEJA ELEITO A PRESIDENTE DO CSCS/PM/BM/MG

  "CHAPA DEMOCRACIA & TRANSPARÊNCIA"

Nasci em 02 de maio de 1952 em Santa Efigênia de Minas, aos três anos minha mãe e eu fomos para o Rio de janeiro e la chegando fui colocado em uma creche onde fiquei até aos cinco anos, logo após fui para uma unidade da FEBEM onde fiquei até os quatorze anos.
A partir dos quatorze anos sem conhecer nenhum parente, fiquei perambulando pelas principais ruas do RJ, dormindo debaixo de marquises, dentro de vagões das marias-fumaça, fui mendigo, vendi balas e doces dentro dos trens para sobreviver. Somente quando completei dezoito anos e por uma ironia do destino, consegui reencontrar minha mãe trabalhando na casa de uma tia. Minha tia me ajudou a tirar meus documentos, me alistei no Exercito e sobrei por excesso de contingente.  Meu primeiro emprego foi quando completei dezenove anos e foi em uma empresa de segurança bancária. Trabalhei também como segurança, na construção da Ponte Rio / Niterói. Me casei e tive um casal de filhos, sendo um dos meus filhos Cabo do CBMMG.
Em 1981 com vinte e nove anos e 10 meses de idade, vim para Belo Horizonte e com a ajuda de um primo que na época Capitão PM prestei concurso e apenas com a 4ª série primaria ingressei no Regimento de Polícia Montada – RCAT, onde em 1985 fiz o CFC sendo classificado no 18º BPM. Neste mesmo ano fui um dos presos por estar fazendo reuniões com mais alguns amigos no Mercado Novo pela implantação do Clube dos Cabos e Soldados da Policia Militar e Corpo de Bombeiros Militar, pois na época existia apenas a ASPRA e o COPM. Em 1986 foi então implantado o CCS/PM/BM tendo sido designado pelo então Cmt Geral para presidi-lo, o Cb José Pinto com a incumbência de no máximo em um ano fosse feita uma eleição direta da diretoria, naquele mesmo ano se deu a eleição que teve como chapa vencedora entre as três candidatas, a encabeçada pelo Cb Tarcínio (velho zuza), chapa a qual eu era o diretor social. Fiquei no CCS até o final do mandato e me candidatei a presidente juntamente com mais duas chapas, perdi para o candidato vencedor Cb Cabral por pequena diferença de votos. Dois anos após, vendo o que acontecia de errado no então CCS (as mesmas coisa que acontece hoje, sendo que hoje esta bem pior), pedi baixa da entidade, retornei com a eleição do atual presidente pensando que o mesmo seria diferente dos demais presidentes que passaram pela entidade que a essa altura teve o seu nome mudado para Centro Social dos Cabos e Soldados e mais para frente sofreu nova modificação para Centro Social (apenas).
Vendo que a atual diretoria esta acabando com o Centro Social resolvi então me candidatar à presidência na eleição que ocorrerá em julho próximo.

PRINCIPAIS PROJETOS
01 - Auditoria imediata nas contas do CSCS, encontrado irregularidades pedidas de ressarcimento e punições dos responsáveis;
02 - Mudança de toda a atual diretoria administrativa e de toda a assessoria jurídica; Continue lendo no Blog do Cabo Fernando

segunda-feira, 9 de janeiro de 2012

CENTRO SOCIAL DOS CABOS E SOLDADOS NA CONTRA MÃO DE SEUS ASSOCIADOS

Além da má fé usada pela atual diretoria do CSCS que por algumas vezes denunciei aqui com referencia a Assembleia Geral promovida na clada da noite com a participação da própria diretoria e de amigos da mesma, onde apenas 28 pessoas se reuniram no restaurante do CSCS e sem nenhum escrupulos aprovaram auma vergonhosa mudança no Estatuto da entidade, mudanças essas que só beneficiam o atual presidente e sua diretoria, mudanças estas que dificultaram o direito constitucional  de se candidatar do militar mais novo, pois se você entrar com 18 anos na PM ou CBM, com 26 anos estaria apto a se candidar a presidente segundo um dos artigos do Estatuto novo, mas não poderia se candidatar, porque não teria 10 anos de caserna e nem 35 anos de idade que são outros artigos conflitantes colocados no novo Estatuto.

Associados saiam da passividade, vocês estão pagando caro pelas mensalidades de nossa entidade e estão tendo um retorno muito ruim, em contra partida, estão vendo o nosso dinheiro correndo ralo a dentro, mal gasto pela atual diretoria. Vamos acordar e tomar providencias, pois estamos em ano eleitoral no CSCS e os diretores e o atual Presidente estão usando os veículos da entidade para fazer campanha pelo Interior do estado e pala Capital, enganando os senhores com referencia as mudanças feitas no Estatuto de nossa entidade, não precisam acreditar em minha denúncias, leiam o Estatuto antigo e o novo, as provas da má fé e do que digo aqui estão todas no Esttatuto novo, comparem o novo e o velho. Comparem os artigos que falam sobre punições aos associados, todos foram tirados do antigo RDPM, afinal nós estamos numa entidade de classe ou em um quartel? Vocês tem que lerem o Estatuto para depois tirarem a conclusão se falo alguma mentira. Para ler o Estatuto vocês não precisam ir até o cartório e pagar R$55,00 como eu paguei para ter acesso ao mesmo e nem adianta entrar no site do CSCS porque os ditadores da atual diretoria não o disponibiliza, também não adianta ir na sede da entidade porque a diretoria já esta orientada a não dar uma cópia do estatuto, mas eu o disponibilizei tanto o Estatuto antigo (antes da fajuta A.G) quanto o novo, que estão a disposição dos senhores gratuitamente no topó deste blog logo abaixo do banner. Não deixem de ler, tomem conhecimento do que a atual diretoria estão fazendo com o nosso antigo Clube dos Cabos e Soldados. Até o nome "Cabos e Soldados" eles tiveram a capacidade de tirar do Art. 1º, e foi proposital, pois nessa mudança na calada da noite em novembro do ano passado, eles acrescentaram no novo Estatuto, a inclusão de que o 3º Sgt pode ser candidato aos Conselhos Fiscal e Adiministrativo, nesse ano e em 2016 poderá ser candidato até presidente e Vice-Presidente. Quero deixar bem claro aos meus amigos Continue lendo no Blog do Cabo Fernando:>>>>>>>>>>