Seguidores

Mostrando postagens com marcador cabo valerio. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador cabo valerio. Mostrar todas as postagens

sábado, 29 de março de 2014

Projeto que institui o Dia do Profissional da Segurança Pública é aprovado em primeiro turno na ALMG

Valerio1Projeto de Lei, de autoria do deputado Sargento Rodrigues, que institui o Dia do Profissional da Segurança Pública em Minas Gerais foi aprovado, em primeiro turno, pelo Plenário da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) nesta quarta-feira, 26/3/2014.
O objetivo da matéria é expressar o respeito e reconhecimento pelo trabalho exercido por milhares de servidores, que atuam com dedicação e eficiência em prol da segurança pública no Estado.
O dia escolhido para a comemoração é 24 de junho em tributo ao Cabo Valério dos Santos de Oliveira, que, em favor dos ideais da classe e em reivindicação a desigualdade de tratamento dada aos praças e oficiais na época do movimento grevista de 1997, se propôs a lutar. Este dia representa homenagens aos milhares de servidores da segurança pública estadual, policiais e bombeiros militares, policiais civis, agentes penitenciários e socioeducativos, por todos os atos diários em benefício da coletividade.
Segundo o deputado Sargento Rodrigues, os servidores da segurança pública merecem esta homenagem. “Policiais civis, militares, bombeiros, agentes penitenciários e socioeducativos desempenham papel fundamental em nossa sociedade, com o objetivo de garantir a ordem e a tranquilidade pública. É pela bravura e coragem, na proteção diária de milhares de cidadãos e na promoção da paz social, que os profissionais da segurança pública merecem nossa especial homenagem”, afirma.
Para ser transformada em lei, a proposição precisa ser aprovada em dois turnos pelo Plenário da ALMG e sancionada pelo Governador do Estado.

quinta-feira, 20 de fevereiro de 2014

CULPADO PELA GREVE DA PM EM 97 RENUNCIA MANDATO (JUSTIÇA ESTÁ SENDO FEITA)


ACABOU O ACORDO DE NÃO AGRESSÃO MÚTUA ENTRE OS PARTIDOS POLITIQUEIROS DO BREJIL... 

O dePUTAdo do PSDB e MENSALEIRO TUCANO vai renunciar o mandato, pois os ministros do Supremo saíram com suas bundas gordas de cima do processo do MENSALÃO MINEIRO... O eduardo azeredo ficou AZEDO no dia de hoje e se for condenado, vai puxar 22 anos de cadeia por PECULATO...
BANDIDO É BANDIDO ESTEJA ELE ONDE ESTIVER, SE É PARA MUDAR O BREJIL OS BANDIDOS TERÃO QUE SER TODOS CASSADOS E PUNIDOS COM O RIGOR DAS LEIS...

LUGAR DE LADRÃO É NA CADEIA...
Fico muito feliz com a renúncia do ex-deputado federal. O mesmo está sendo acusado de ter feito caixa dois numa de suas campanhas eleitorais, e por isso pode pegar pena de até 22 anos, caso a sentença confirme a denúncia. A minha felicidade se dá porque esse cidadão foi talvez o pior governador que Minas Gerais já teve! Ele além de péssimo gestor, também usou indevidamente fundos da previdência dos militares, além de ter sido o maior culpado pela greve da PM de Minas Gerais em 1997; na qual o Cabo Valério pagou o preço com a própria vida. Eduardo Azeredo é daqueles que está vendo a morte política, que não deixará nenhum orgulho para ser lembrado pela história. Ao contrário, falar o nome dele deveríamos sentir vergonha, de como uma criatura abjeta pôde um dia ocupar o posto mais alto entre os mineiros, e que mesmo assim tão mal representou esse povo tão rico e cheio de tradições. Ele não deve ser lembrado pela porta dos fundos, mas, imaginá-lo entrando na porta principal de uma delegacia, (ainda que utopicamente falando), é o sonho de muitos daqueles que viveram a miséria das polícias em 1997, das famílias que por vezes, viram seus patriarcas cometerem autoextermínio, depressão e dar baixa da polícia para buscar outras profissões que lhes garantisse o sustento para suas famílias. A vergonha que o senhor passa agora Eduardo Azeredo é ínfima perto daquela que o senhor nos fez passar...sem que tivéssemos desviado o erário...

domingo, 23 de setembro de 2012

Q.A.P VISITA LIDERANÇAS DA CUME - CENTRAL ÚNICA DOS MILITARES ESTADUAIS



Para os que me vigiam, mais um relatório...kkk...com muita alegria fomos recebidos por essas lideranças Coronel Jefferson vereador em Bom Despacho-MG e pelo Sgt Sidney, ambos diretores dessa mais nova associação de classe denominada CUME - CENTRAL ÚNICA DOS MILITARES ESTADUAIS. Na ocasião, com muita descontração falamos da história recente de lutas, das novas lideranças e obviamente, falamos muito, muito de política em alto nível. Posteriormente almoçamos com o presidente da CUME, Sgt WALTER e o grande SGT QPR MAURIÇÃO, que nos contou muitos detalhes sobre a Greve da PMMG, em 1997, na qual ele foi uma das lideranças que inclusive participou das negociações. 

  A TODOS DA CUME O NOSSO CALOROSO ABRAÇO!

MORTE DE CABO VALÉRIO FAZ 15 ANOS: SANGUE DA DIGNIDADE


Inevitavelmente quando se fala do Movimento de 97, sempre nos lembramos do nosso eterno CABO VALÉRIO, que pagou com a própria vida, pela insanidade de alguns, insensibilidade de outros, mas, com certeza, seu sangue trouxe um pouco de dignidade para muitos. Infelizmente a memória de CABO VALÉRIO ainda não tem a projeção merecida, pela importância que teve, principalmente para o aceleramento das negociações e inevitavelmente na projeção que deu aos outros líderes, que mais tarde tiveram projeção nacional, como SGT RODRIGUES, CABO JÚLIO e CABO MORAIS.

   Daqui fica o nosso alerta e o puxão de orelha ao SGT RODRIGUES E CABO JÚLIO, vocês têm mandato na mão, podem propor a criação desde um busto em frente ao local onde CABO VALÉRIO foi assassinado, bem como propor a criação de uma COMENDA OFICIAL CABO VALÉRIO, a qual comemoraria no dia da sua morte 13/09/1997, com a entrega desta para personalidades que valorizam a segurança pública, sejam militares, da imprensa, justiça, etc. 

   Se a PMMG é bi centenária, patrimônio e orgulho do povo mineiro, e se CABO VALÉRIO, ainda que involuntariamente, através da sua morte, pôde trazer a reflexão para seio da tropa, consequentemente para os civis, ouso dizer: QUAL A DIFERENÇA DE CABO VALÉRIO PARA O ALFERES TIRADENTES NA HISTÓRIA? 

  Está dívida com a história e a memória de Minas Gerais, ainda não foi "paga", e,  que os senhores esqueçam as vaidades, se elas existem...e ajudem a cicatrizar, o que só será feito, se limparmos a ferida. É claro que muitos dos personagens da época ainda estão vivos, inclusive o governador da época, EDUARDO AZEREDO que hoje responde por desvios de verba do IPSM, assim como CABO JÚLIO responde pelo envolvimento na máfia dos sanguessugas.
  Um dia a justiça e a retração história será feita, isso não tenho dúvida, CABO VALÉRIO estará nos livros de história do Brasil, e o melhor, com a ficha limpa.