Seguidores

Mostrando postagens com marcador cassação. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador cassação. Mostrar todas as postagens

quarta-feira, 11 de julho de 2012

Demóstenes é cassado, perde direitos políticos e 48 mil por mês

O Senado cassou hoje o mandato do senador Demóstenes Torres (sem partido-GO) . Foram 56 votos a favor da cassação, 19 contrários e 5 abstenções..

Ele ficará inelegível até 2027, quando terá 66 anos. A reportagem da Folha.com analisou as perdas de
Demóstenes, além do mandato.

A cassação implica na perda de seus direitos políticos por oito anos, tempo em que fica impedido de concorrer a cargos públicos. O ex-líder do DEM ficará inelegível até 2027 (oito após o término da legislatura para o qual foi eleito), quando terá 66 anos.

Demóstenes também perde cerca de R$ 48 mil em benefícios que recebia mensalmente como senador.
O valor calculado pela Folha desconsidera os valores da cota semanal de combustível de 125 litros de gasolina ou 180 litros de álcool, o valor de cinco passagens aéreas por mês, de ida e volta entre Brasília e o Estado de origem do Senador, e o valor ilimitado de gastos com telefone celular e despesas médicas.

Benefícios recebidos em dinheiro:

Salário - R$ 26.723,13
Auxílio-Moradia - R$ 3.800,00
Cota para o Exercício da Atividade Parlamentar dos Senadores - R$ 15.000,00
Atendimento odontológico e psicoterápico - R$ 25.998,96 por ano
Telefone fixo - R$ 500,00
Gráfica - R$ 8.500 por ano
Telefone celular - ilimitado
Correios - verba mínima para 4 mil correspondências
Passagens áreas - valor de cinco passagens aéreas por mês, de ida e volta entre Brasília e a cidade de origem do senador. O valor pode variar de R$ 6 mil a R$ 23 mil

Outros benefícios
Passaporte especial diplomático
Revistas e jornais - assinatura de duas revistas e quatro jornais

Folha.com

sexta-feira, 1 de junho de 2012

Senadores devem se ausentar para evitar cassação de Demóstenes


BRASÍLIA - Um grupo de senadores começou a se mobilizar nesta quinta-feira para evitar que o senador Demóstenes Torres (sem partido-GO) se livre da cassação do mandato no plenário da Casa. O temor de que o caso acabe em pizza cresceu desde o depoimento técnico que Demóstenes prestou terça-feira no Conselho de Ética, quando começou a aumentar o número de senadores que, reservadamente, afirmam que os delitos do goiano são menores do que pareciam e que, por isso, podem absolvê-lo. A estratégia desse grupo não é votar contra a cassação, mas se ausentar.



Nesta quinta-feira, os senadores Ana Amélia Lemos (PP-RS), Pedro Taques (PDT-MT), Rodrigo Rollemberg (PSB-DF) e o relator do caso Demóstenes, Humberto Costa (PT-PE), reuniram-se no plenário do Senado para definir estratégias para evitar a pizza.

O grupo tem duas metas fundamentais: tentar uma alternativa que force os senadores a abrirem seus votos e combater as ausências no dia da votação em plenário. O voto para cassação de mandato é aberto no Conselho de Ética e fechado no plenário. Continue lendo no O GLOBO

terça-feira, 20 de setembro de 2011

Prefeito alagoano tem prisão decretada e é alvo de operação da PF

O prefeito de Traipu, Marco Antônio dos Santos (PTB), a primeira-dama do município, Juliana Kummer, e dois secretários municipais tiveram a prisão preventiva decretada e são alvo de uma operação da Polícia Federal deflagrada nesta terça-feira (20).

Segundo informação da CGU (Controladoria-Geral da União), eles são suspeitos de desvio de dinheiro federal destinados à educação.

Também tiveram a prisão decretada o tesoureiro do município, um ex-secretário municipal e três seguranças do prefeito. A PF de Alagoas não confirmou a realização da operação nem quantos mandados de prisão já foram cumpridos.

A Operação Tabanga também tem como objetivo o cumprimento de 16 mandados de busca e apreensão.

Fiscalização feita pela CGU (Controladoria-Geral da União) em Traipu encontrou indícios de desvio de R$ 8,2 milhões entre 2007 e 2010. O dinheiro foi repassado ao município para financiar o transporte escolar de estudantes e o Fundeb (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação). Investigações apontaram o prefeito como o suposto chefe do esquema criminoso montado na prefeitura.

Segundo a CGU, há suspeitas de licitações simuladas para escolha de fornecedores, pagamento por serviços não executados, fraudes em prestações de contas entre outras irregularidades.

A Operação, desencadeada pela PF em parceria com o Ministério Público Federal e a GCU, é um desdobramento das investigações que identificaram possível uso de dinheiro público destinado à merenda escolar na compra de ração de cachorro e uísque entre outros gastos domésticos da casa de prefeitos e secretários em 13 municípios alagoanos.

A primeira-dama de Traipu já havia sido presa na operação anterior, realizada em março deste ano.

As investigações em Traipu foram possíveis a partir da colaboração de um ex-aliado do prefeito, que teve o nome usado por ele para montagem de uma empresa fantasma para fraudar licitações.

O colaborador e a mulher foram ameaçados de morte e entraram para o programa de proteção à testemunha do governo federal.

A reportagem ainda não conseguiu falar com o advogado do prefeito e da primeira-dama.

SILVIA FREIRE

DE SÃO PAULO
Folha.com

terça-feira, 30 de agosto de 2011

Não existe democracia no Brasil, o Congresso absolve deputada flagrada em video pegando dinheiro



O video é claro e demonstra a "digníssima" deputada Jaqueline Roriz recebendo dinheiro de corrupção para financiar a campanha eleitoral. Na época Roriz era deputada distrital, e com esse dinheiro, fez um boa campanha e foi eleita deputada federal. Hoje dia 30/08/11 esta deputada foi julgada pelos seus co-religionários, sobre uma possível cassação e consequênte perda do mandato. Porém, mais uma vez os deputados demonstraram que não há democracia no Brasil, e que os representantes são eleitos para defender os seus próprios direitos e desrespeitar a vontade do povo. Dos 451 deputados presentes,

 Votaram CONTRA>> 265
                A FAVOR>> 166
           Se abstiveram >>20

   Como acreditar nesse Congresso? Aonde fica o clamor e a vontade popular. Isso demonstra o quanto somos atrasados políticamente, justo por não sabermos votar. "Brasil um país de tolos"...sobre o video: "o pior cego é aquele que não quer ver"...