Seguidores

Mostrando postagens com marcador corinthians. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador corinthians. Mostrar todas as postagens

domingo, 7 de abril de 2013

Populismo, Lula e os torcedores presos na Bolívia



    Quando a política e o populismo se mostra podre, perverso e altamente oportunista. Como pode vermos o ex-presidente Lula vestindo a camisa do "Curintians", o atual campeão mundial, time da massa de São Paulo, segunda maior torcida do Brasil, tudo lindo e maravilhoso...isso dá voto.


     O estranho que depois da tragédia na Bolívia, que culminou na morte do menino rebele, que desafiou os pais, para ver o jogo, e depois morreu alvejado por aquele sinalizador. Mas, a pergunta que não quer quer calar: Cadê o Lula? Cadê os oportunistas? Cadê o populismo desportivo, que aparece nas vésperas das grandes decisões?

 Pela "amizade" que Evo Morales, presidente da Bolívia, tem com o ex-presidente Lula, bastava um telefonema para resolver o cárcere privado contra os torcedores brasileiros, que apesar de estarem na mesma torcida, efetivamente não dispararam nenhum tipo de bomba ou artefato que atingisse alguém.

  É por essas e outras, que vemos o quanto o populismo se vale das torcidas, das paixões para anestesiar as massas, em troca de votos. Pior ainda foi o papel apagado, submisso e vergonhoso da embaixada brasileira, que pouco ou nada fez para reverter a situação dos corinthianos.

   Não são torcedores do Corínthians que estão presos; são brasileiros que estão sendo vítimas de uma grande injustiça, já comprovada pela perícia brasileira. Lula, saia de cima do muro, tome postura de líder, de  cidadão, de ex-presidente, ligue para o Evo Morales e resolva diplomaticamente. Para a torcida corinthiana, espero que depois dessa, vocês não continuem acreditando que Lula é torcedor do Corinthians...seria o mesmo que acreditar em papai noel....

sexta-feira, 19 de agosto de 2011

Ex-jogador Zé Elias deixa delegacia após ficar preso por não pagar pensão

                                          
Ex-atleta ficou na prisão por cerca de 30 dias; Justiça reduziu valor a ser pago de R$ 50 mil para R$ 1.100 
 
 SÃO PAULO - O ex-jogador de futebol Zé Elias deixou o 33º Distrito Policial, na região de Pirituba, em São Paulo, na tarde desta sexta-feira, 19. O ex-corintiano ficou quase 30 dias preso por não pagar a pensão alimentícia dos dois filhos. A Justiça de São Paulo autorizou a libertação do ex-atleta no início desta tarde.
Zé Elias de 34 anos foi detido no dia 21 de julho, quando se apresentou à polícia depois de receber um mandado de prisão pela dívida. Segundo informações da Polícia Civil, os valores são referentes a maio de 2008 e maio de 2010. Sua defesa chegou a entrar com pedido de habeas corpus, que foi negado em caráter liminar.
A Justiça já havia reduzido para um salário mínimo o valor a ser pago a cada filho - antes, era de R$ 25 mil para cada um. 

João Paulo Carvalho - estadão.com.br