Seguidores

Mostrando postagens com marcador erro da imprensa. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador erro da imprensa. Mostrar todas as postagens

terça-feira, 20 de janeiro de 2015

"Soldado da Polícia Civil" é morto ao chegar em casa (existe soldado na Polícia Civil?)

 Qual a credibilidade que um jornalista desses tem de criticar algum assunto relacionado a segurança pública? O sujeito não sabe a diferença entre Polícia Civil e Polícia Militar...Qual a credibilidade de suas notícias? Não existe general ou delegado na PM e nem coronel ou capitão na Polícia Civil. Que balaio de gato hein?!

sábado, 22 de fevereiro de 2014

EMISSORA DE TV CONDENADA, NUM DOS MAIORES ERROS DA MÍDIA BRASILEIRA



Escola Base: SBT é condenado a pagar R$ 200 mil a ex-donos

Em 1994, donos da instituição foram acusados de abusarem sexualmente dos alunos. À época, vários veículos divulgaram a falsa versão
Por Redação
A Justiça condenou o SBT por danos morais devido a reportagens exibidas em 1994, ano em que estourou o “escândalo” da Escola Base, acusando os donos do colégio de abusarem sexualmente dos alunos. A emissora vai ter de pagar R$ 200 mil a Icushiro Shimada e Maria Aparecida Shimada.
No processo, Aparecida e Icushiro alegam que tiveram as suas vidas destruídas por conta das reportagens. Além de canais de televisão, jornais e revistas também veicularam reportagens e diziam se basear em “fontes oficiais”. Depois, tudo foi desmentido, mas já era tarde, a escola foi depedrada, e os donos falidos e ameaçados de morte.
Além do SBT, a Rede Globo também foi condenada, em 2005, a pagar R$ 1,35 milhão, mas recorreu e o caso ainda não transitou em julgado. Os jornais O Estado de S. PauloFolha de S. Paulo e a revista IstoÉ também foram condenados. Em todos casos ainda não houve decisões do Superior Tribunal de Justiça (STJ).

Relembre o caso:

terça-feira, 11 de fevereiro de 2014

Flagrante: Quando a imprensa é criminosa...



Levianamente o jornalista da Globo News afirmou estar perto, quando a bomba de efeito moral jogada pelos policiais, estourou perto do cinegrafista da BAND. O nome do infeliz jornalista é Bernardo Menezes que deveria ser denunciado pelas associações militares, processado e receber uma punição exemplar!!! A mesma que eles exigem quando o erro é cometido por policiais. Quem sabe até ter o seu registro cassado?! Qual a diferença do policial armado com pistola errar e um infeliz desse "armado" com microfone errar? A mesma...o primeiro tira vidas, o jornalista assassina reputações, como diria o Romeu Tuma Júnior, e manipula as massas contra aqueles que defendem a democracia.