Seguidores

Mostrando postagens com marcador facebook. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador facebook. Mostrar todas as postagens

quinta-feira, 9 de abril de 2015

Soldado é expulso por ter feito comentários no Facebook


Esta informação é uma das que tenho vergonha em vincular em nosso site. Dizem por aí que militares são cidadãos de segunda categoria, alijados de todos os direitos de um cidadão comum. Será verdade?


O Soldado Mol do Corpo de Bombeiros do Estado do Espírito Santo foi expulso da corporação por ter expressado sua opinião no Facebook. Um punição pesada demais pra quem disse apenas a verdade.

Publicação da expulsão do militar:


Como uma corporação trata o profissional que tanto ama sua profissão, dedicado com o serviço, com ficha exemplar, que o seu único "erro" foi lutar por melhores condições de trabalho, por melhores salários, por dignidade?

Onde estão os sites e blogs especialistas em Segurança Pública que não fizeram nenhuma menção ao caso? Onde está a imprensa nessas horas? Onde estão os chamados representantes de classe e associações? Onde está a justiça?

Abaixo, a emocionante carta escrita pelo Soldado Mol após ser expulso da corporação:

Caros amigos, 
Venho agradecer ao intenso e caloroso apoio dado por vocês nessa batalha que se perdura a longos e pesados 9 meses de Processo Administrativo e Inquérito Policial Militar que estou respondendo por ter desabafado no calor do momento, nessa mesma Rede Social, alguns fatos ou visões referente a rotina de serviço no âmbito do Corpo de Bombeiros Militar do Espírito Santo. Continue lendo no blog bizudepraca 
        Comentário nosso: Com certeza desconheceram a Portaria Interministerial dos DH - 02/2010, no seu item 3:  Assegurar o exercício do direito de opinião e a liberdade de expressão dos
profissionais de segurança pública, especialmente por meio da Internet, blogs,
sites e fóruns de discussão, à luz da Constituição Federal de 1988.  Clique e leia a Portaria Inter. DH 2/2010

quarta-feira, 12 de fevereiro de 2014

Uberlândia: Detentos tiram fotos de dentro de presídio e põe no Facebook

13 detentos responderão a processo (Foto: Reprodução /Facebook)
Treze detentos do presídio Jacy de Assis responderão por processos administrativo e criminal depois de serem identificados em fotos do Facebook tiradas de dentro da unidade prisional.


Segundo o diretor do presídio, coronel Adanil Firmino, o perfil foi encontrado por meio de denúncias, mas está em nome de uma pessoa que talvez nem exista. A conta foi criada em dezembro de 2013 e das mais de 30 imagens postadas, apenas duas não seriam de dentro do presídio.

Ainda de acordo com o diretor, o celular usado para tirar as fotos não foi encontrado e as imagens podem ter sido colocadas nos álbuns do perfil por alguém de fora da unidade. Os 13 presos foram separados dos demais detentos e serão ouvidos pelo Conselho Disciplinar.

 Repórter

Comento: Na verdade eles estão se "socializando"...

quarta-feira, 29 de janeiro de 2014

Facebook tira do ar página de divulgação de protestos contra a Copa (democrático?)


O Facebook tirou do ar na terça-feira, 28, uma página criada por movimentos sociais para divulgar os protestos contra a Copa do Mundo. O perfil "Operation World Cup", administrado pelo grupo Anonymous, tinha mais de 16 mil curtidas e foi um dos principais canais de divulgação dos atos do último sábado, 25.

Integrantes dos movimentos classificam a atitude como censura. “A página foi responsável por criar o evento nacional em outros Estados (fora de São Paulo). Ontem, percebemos que ela foi deletada sem justificativa do Facebook. Não questionamos porque sabemos que não adianta, é censura mesmo. Outras páginas que são contra ações do governo já passaram por isso”, disse um integrante do movimento Contra Copa 2014. Ele não quis se identificar.
Nesta quarta-feira, 29, uma nova página do tipo foi criada, com o nome de "Operation World Cup Fase 2". Até as 13h, o perfil já contava com mais de 3 mil curtidas.
A assessoria de imprensa do Facebook informou que não comenta casos específicos de perfis tirados do ar e disse que todos os casos de remoção de página são motivados por violações aos termos de uso do site.
Fabiana Cambricoli - O Estado de S.Paulo

domingo, 5 de maio de 2013

Espionagem no Facebook: “Os oficiais superiores não são senhores da vida privada de seus subordinados.”


Blog Coturno Carioca

Infelizmente isso acontece nas polícias do Brasil. Em nome sabe - se lá do quê...alguns idiotas nos seguem, outros fazem relatórios, outros têm a capacidade inclusive de colocá-los como peça de IPM, e depois negam a espionagem. Enquanto isso, a banda podre faz a festa...arrombando caixas eletrônicos, roubando, matando...nas barbas deles..."santa ignorância", como diria Robin. Não sei quem é mais ridículo, quem faz ou quem manda fazer essas arapongagens...

segunda-feira, 11 de junho de 2012

PM de São Paulo adere ao Facebook


O Major PM Humberto Gouvea Figueiredo, subchefe do Centro de Comunicação Social, fala da importância da criação dos perfis PMESP no Facebook e demais redes sociais 

PolicialBR

sexta-feira, 22 de julho de 2011

PM recebe denúncias via Twitter e Facebook em SP

A Polícia Militar recorreu à internet para tentar evitar assaltos nas Marginais do Tietê e do Pinheiros, em São Paulo. Motoristas agora podem denunciar pelo microblog Twitter e pela rede social Facebook a presença de suspeitos nas vias ou pedir ajuda em caso de problemas. Os canais serão monitorados em tempo integral pela 3.ª Companhia do 2.º Batalhão de Trânsito, criada ontem para patrulhar exclusivamente os 43 quilômetros das duas vias.

"É uma forma de polícia comunitária virtual nas marginais", definiu o comandante-geral da PM, coronel Álvaro Batista Camilo. "Se o motorista notar algum problema, manda um aviso à polícia." Ao receber a denúncia, a PM avaliará e, caso seja necessário, enviará os PMs que estiverem mais próximos do local.

Os canais na internet fazem parte do pacote preparado pelo governo para conter a violência nas marginais. Desde o início do ano, houve registros de arrastões e ataques a motoristas com pedras, principalmente na Marginal do Pinheiros. Em um dos casos, a vítima foi esfaqueada.

Os roubos na Tietê e na Pinheiros acontecem principalmente no início da manhã e no fim da tarde, em meio ao trânsito. "A maior parte dos criminosos está em motos", disse o secretário de Segurança Pública, Antonio Ferreira Pinto. "A facilidade de acesso e escape é muito grande, daí a necessidade de um patrulhamento mais ágil."

fonte: jornal O Estado de S. Paulo.