Seguidores

Mostrando postagens com marcador greve pmes. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador greve pmes. Mostrar todas as postagens

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2017

Qual é a relação da greve da polícia com a Lava Jato?


      Pode parecer absurda a ideia de associar a operação "Lava Jato", com a greve da polícia no Espírito Santo. Não só por questões geográficas, como pela falta de conexão entre os temas. Será? Na greve da Polícia Militar capixaba, parte da população se aproveitando da ausência do policiamento; estão nas ruas, comércios a saquear, outros a furtar veículos e outros a matar seus opositores, com cenas de fogo cruzado, como se estivessem naqueles filmes de faroeste americanos. E o que tem haver combate à corrupção com saqueadores do Espírito Santo? Há uma enorme ligação entre esses assuntos. O povo vive se manifestando ultimamente contra a corrupção política, como se os políticos fossem a encarnação, aliás, a única personificação do mau-caratismo nacional, o que é um erro crasso na interpretação dos fatos. Afinal aqueles que estão saqueando, estão violando o espaço alheio e subtraindo os bens dos comerciantes, daqueles mesmos que fomentam a economia, que geram empregos etc. Assim com os políticos corruptos quando desviam verbas da merenda escolar, saúde ou educação, segurança; também estão igualmente prejudicando o cidadão contribuinte. Aí está a relação entre os fatos. O problema não é a greve da PM, o que é crônico na cultura brasileira é a escolha pela vantagem, mesmo que essa opção resulte em prejuízo alheio num primeiro momento, e por conseguinte para o próprio político ou saqueador ou receptador. É o efeito boomerang, ou seja, o que você deseja e faz contra o próximo volta mais dias menos dias para quem assim desejou.
     O problema do Brasil é falta de vergonha! Isso explica porque temos tantos políticos corruptos. A classe política só reflete o quanto nossa cultura é corrupta. O que deve ser observado não é se tem ou não policiamento, devemos analisar a índole desse