Seguidores

Mostrando postagens com marcador helicóptero. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador helicóptero. Mostrar todas as postagens

sábado, 9 de novembro de 2013

Marginais que derrubaram helicóptero da PM no Rio, são inocentados...

Helicóptero da PM abatido: três policiais militares mortos na açãoMais de quatro anos após um helicóptero da Polícia Militar ser abatido por traficantes no Morro dos Macacos, em Vila Isabel, pelo menos dez criminosos transferidos para presídios federais fora do Rio sob suspeita de terem participação no episódio continuam em unidades de segurança máxima, mesmo depois de terem se livrado das acusações.

Investigados por participação na guerra entre facções rivais e o ataque à aeronave, os bandidos não foram sequer denunciados pelo Ministério Público estadual.

Nessa mesma situação, Marcio Batista da Silva, o Dinho Porquinho, e Levy Batista da Penha, o Baby, conseguiram, após recursos no Superior Tribunal de Justiça, deixar as unidades federais. Suas defesas alegaram que as suspeitas de participação deles no episódio não foram comprovadas. Os advogados de Dinho, na defesa de outros cinco presos que ainda estão fora do Rio, tentam estender a decisão do STJ para os outros clientes. Ainda não houve, no entanto, decisão.

- Eles foram transferidos por suspeitas que nunca se confirmaram. É um absurdo. Está havendo abuso. Não há critério de análise pela Secretaria de Segurança e Vara de Execuções do Rio - protesta a advogada Cristina Rissi Pienegonda, que defende dois dos presos.

Os presos
O grupo que permanece fora do Rio pelo episódio: Edgar Alves de Andrade, Fabio Pinto dos Santos, Nei da Conceição Cruz, Ocimar Nunes Robert, Wilton Carlos Rabello Quintanilha, Marcelo Fonseca de Souza, Marcos Marinho dos Santos, Bruno da Silva Loureiro, Odir dos Santos e Edilson Lourenço de Azevedo.
Quatro traficantes serão levados a Júri Popular pelo caso: Luiz Carlos Santino da Rocha, o Playboy, Magno Fernando Soeiro Tatagiba de Souza, o Magno da Mangueira, Fabiano Atanázio da Silva, o FB (foto), e Leandro Domingos Berçot, o Lacoste. Todos estão presos, mas só três em unidades federais. Em 17 de outubro de 2009, a aeronave Fênix 3, da PM, foi abatida por criminosos que estavam em guerra pelo controle do Morro dos Macacos. Três policiais morreram na operação.

Segundo a Justiça, presos são perigosos
As idas dos dez presos para unidades federais foram pedidas pela Secretaria de Segurança do Rio. Os prazos para permanência nas unidades duram 365 dias. No fim do período, a Vara de Execuções Penais do Rio, com base em informações de inteligência, pede a renovação nas penitenciárias.

A assessoria de imprensa do Tribunal de Justiça do Rio disse que os dez presos são perigosos, respondem a processos e já foram condenados em outros. Por isso, mantê-los fora do estado é essencial para manter a ordem pública. Já a Secretaria de Segurança disse pedir a permanência dos presos quando identifica que eles são de alta periculosidade ou exercem influência na região onde vivem. O órgão não falou sobre a situação de cada um dos dez presos, alegando que se tratam de informações de inteligência.


sábado, 29 de dezembro de 2012

Helicóptero do Corpo de Bombeiros afunda no mar de Copacabana

Clique aqui e assista o vídeo da queda no G1

Um helicóptero Águia do Grupamento Aeromarítimo do Corpo de Bombeiros afundou no mar de Copacabana, na zona sul do Rio de Janeiro, na tarde deste sábado (29), na altura do Posto 3 da praia. De acordo com a assessoria da corporação, a aeronave que sobrevoa a praia para salvamento de banhistas precisou fazer um pouso forçado na água. Ainda não há informações sobre o motivo do pouso.

Quatro bombeiros que estavam a bordo tiveram escoriações leves e foram socorridos no local. Em seguida, eles foram levados para hospitais da região. 

No momento do acidente, o helicóptero resgatava um banhista que havia se afogado no mar. A vítima também teve escoriações leves e foi socorrida no local.

A praia estava lotada no momento do acidente e muitos banhistas se concentravam à beira-mar para tirar fotos e assistir ao salvamento dos bombeiros. Dois barcos foram usados para o resgate dos militares.


 Fonte: R7

Comentário feito por um leitor: OLHA só o destino,CABO SALVADOR EXCLUÍDO COVARDEMENTE,salva os amigos na queda do helicóptero em COPACABANA,isto sim é DIGNIDADE!CBMERJ AGRADECE HOMENS HONRADOS IGUAIS AO SENHOR CABO SALVADOR(SENHOR SIM,é muito respeito),DEUS ESCREVE CERTO EM LINHAS TORTAS,CRUZADAS,NA HORIZONTAL,VERTICAL,EM QUALQUER POSIÇÃO!!!FELIZ ANO NOVO A TODOS DE MINAS GERAIS!!!VAMOS FAZER PRESIDENTE DA REPÚBLICA EM 2014!!!SEGURANÇA PÚBLICA BRASIL.

segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

Recordar é viver. Lembram que Palocci, antes de virar violador de sigilo bancário e consultor sem clientes, renunciou à prefeitura de Ribeirão por ordem de Lula?

A notícia é de 21 de novembro de 2002...

O coordenador da equipe de transição do novo governo, Antônio Palocci Filho, apresentou nesta quarta-feira sua renúncia como prefeito de Ribeirão Preto. "Estou entregando à presidência da Câmara a minha renúncia para atender ao chamado do presidente Lula", disse Palocci aos vereadores reunidos no Palácio Rio Branco. "Vou assumir integralmente as funções que o presidente Lula me designar", acrescentou, sem informar qual cargo irá ocupar. Palocci comandará a equipe de transição do governo petista até o fim do ano e deve assumir um ministério no governo do presidente eleito, Luiz Inácio Lula da Silva. Emocionado, Palocci chegou a chorar durante a cerimônia. O vice-prefeito Gilberto Maggioni (PMN) assumirá a prefeitura. Palocci havia se licenciado da prefeitura para coordenar o programa de governo do então candidato Lula e depois para coordenar a equipe de transição. A última licença venceu na sexta-feira passada.  Na última segunda-feira, o próprio Lula foi a Ribeirão Preto, em um gesto para pedir o apoio da população local à renúncia de Palocci. Na ocasião, o presidente eleito confirmou, na prática, o nome do agora ex-prefeito como primeiro integrante de seu futuro ministério. E declarou, em discurso, " não posso ficar sem o melhor para o país".

Esta notícia é de 29 de novembro de 2011, nove anos depois, quando Palocci já tinha sido demitido, novamente por "ser o melhor para o país", na visão do Lula

O Tribunal de Justiça do Estado aceitou a denúncia do Grupo de atuação especial de combate ao crime organizado (Gaeco), contra o ex-prefeito de Ribeirão Preto, Gilberto Maggioni, e outras oito pessoas por corrupção. O petista, que ocupou o lugar do ex-prefeito e ex-ministro Antônio Palloci nos anos de 2003 e 2004, está sendo processado por formação de quadrilha, peculato e falsificação de documentos. Segundo o Ministério Público, a empresa responsável pelo serviço de varrição de rua e coleta de lixo na cidade, repassava dinheiro ao ex-prefeito e também a funcionários da prefeitura. O esquema foi apelidado de “mensalinho” pelos promotores. A denúncia formulada contra o ex-prefeito e integrantes do governo chegou a ser rejeitada pela Justiça de Ribeirão Preto. Porém, o Ministério Público recorreu e a 15ª Câmara de Direito Criminnal do TJ modificou a decisão de primeira instância e determinou o prosseguimento da ação.

A República de Roubeirão Preto frequentou as manchetes de jornais durante longos e longos anos. O seu chefe teve um final lamentável, sendo demitido por malfeitos pela segunda vez. Esta gente merecia estar na cadeia e lá estaria se o Brasil fosse um país sério. 

José Serra renunciou à Prefeitura de São Paulo para ser governador do Estado. Sobre ele não pesa nenhuma acusação de corrupção, a não ser livros e dossiês escritos por gente a soldo deste bando de corruptos da Turma do Lula e do PT.  No seu lugar, assumiu Gilberto Kassab, um político limpo, sério, honesto, decente, sobre o qual não pesa nenhuma acusação.

Portanto, petistas, não meçam homens de bem pela régua de vocês. Do lado de cá não tem bandido. Do lado de vocês todo dia aparece um. E vem aí o julgamento do Mensalão...

Fonte: Blog Coturno Noturno

terça-feira, 27 de setembro de 2011

SP: bando é preso após atirar em helicóptero da PM em perseguição (no país da Copa...)


Quatro bandidos fortemente armados trocaram tiros com a polícia na segunda-feira durante uma perseguição na região de Campinas, interior de São Paulo. O grupo foi flagrado em um Honda Civic por viaturas que foram atender um chamado de possível roubo a indústria.
Segundo a ocorrência da Polícia Militar, o veículo estava em alta velocidade, e os quatro ocupantes apresentaram "atitude suspeita", razão que levou a viatura a acompanhar o grupo. Ao perceber que eram perseguidos, os suspeitos atiraram contra os policiais, que revidaram.
Mais à frente, em Itupeva, já com apoio de outras equipes, como o helicóptero Águia, da PM, houve nova troca de tiros. O veículo só foi parado na rodovia dos Bandeirantes, quando o helicóptero pousou na pista. Três criminosos fugiram do carro a pé para dentro da comunidade São José, na região de Campinas, e um foi preso com uma metralhadora e um fuzil.
Com apoio de viaturas, a polícia entrou na comunidade e conseguiu deter os três fugitivos. Com eles, havia mais uma espingarda calibre 12. Ninguém ficou ferido na troca de tiros ou nas prisões. A polícia constatou ainda que o veículo Honda Civic havia sido roubado no início de setembro.
TERRA Notícias