Seguidores

Mostrando postagens com marcador indignados. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador indignados. Mostrar todas as postagens

sábado, 15 de outubro de 2011

"Indignados" de 82 países protestam contra capitalismo neste 15 de outubro


O sábado foi marcado por protestos de todo o mundo contra o sistema financeiro, a "ganância corporativa" e os cortes orçamentários realizados por alguns governos.
A estimativa dos organizadores das marchas é de que os manifestos tenham sido realizados em até 951 cidades de 82 países, inspiradas no "Ocupe Wall Street", iniciado em Nova York, nos Estados Unidos.
 
Neste sábado (15) já foram palco de protestos: Hong Kong, Taiwan, Japão e Austrália, Itália, Bósnia, Romênia e Holanda. Até o fim do dia, são esperadas manifestações na Espanha, Inglaterra e Grécia. Cinco mil pessoas, segundo a polícia, se reuniram na Alemanha diante da sede do Banco Central Europeu (BCE) em Frankfurt. Nos cartazes dos manifestantes dizeres como "Acabemos com a ditadura do capitalismo" podiam ser lidos. 
 
Na Itália, milhares de manifestantes se reuniram nas ruas de Roma. Protestantes incendiaram carros e depredaram vitrines de lojas. 
Em Taiwan, pelo menos uma centena de pessoas responderam a convocação do "15-O", em referência ao dia 15 de outubro, e se manifestaram na entrada do arranha-céu Taipé 101 cantando palavras de ordem como "Somos 99% de Taiwan". Eram esperados cerca de 1,5 mil aparecessem. 
 
Pelo menos 200 pessoas protestaram em Hong Kong, no protesto chamado os "indignados" e se concentraram nas imediações da Bolsa de Valores, levando cartazes com palavras de ordem como "os bancos são um câncer", segundo a Rádio Televisão de Hong Kong.
 
O objetivo é fazer do dia 15 de outubro uma data simbólica, já que desde o princípio do movimento iniciado em Madri no dia 15 de maio, os "indignados" e grupos de filosofia parecida, como "Ocuppy Wall Street" buscam a consagração da data. A ideia é se manifestar em sedes financeiras como Wall Street, a City de Londres ou o Banco Central Europeu (BCE), em Frankfurt. 

OTempo