Seguidores

Mostrando postagens com marcador militar reformado. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador militar reformado. Mostrar todas as postagens

quinta-feira, 3 de janeiro de 2013

Despedida do Sub Ten Diogenes 6 CIA MESP, indo para a reserva



Encerro, no próximo dia 28Dez12, um ciclo iniciado há quase três décadas, à época, mesmo com as incertezas de qual rumo tomaria a minha vida, optei profissionalmente pela gloriosa PMMG à qual devo muito das minhas realizações pessoais e profissionais.

Hoje, munido de mais experiência, sinto-me orgulhoso, gratificado e privilegiado de fazer parte dessa respeitável instituição bicentenária (PMMG) e passar para o quadro da reserva remunerada.

“O que vale na vida não é o ponto de partida e sim a caminhada. No fim terás o que colher” (Cora Coralina).

Agradeço ao Senhor Comandante Regional Cel Laércio, pela fida postura na receptividade e educação com que trata todos os seus comandados na Sede da 5ª RPM e por meio da vossa pessoa, peço autorização para servir-me desta ocasião para agradecer e despedir-me dos oficiais, praças e funcionários civis de todas as Unidades R5. (Meu muito obrigado)

O meu mais profundo reconhecimento e agradecimento aos policiais militares da 6ª Cia MEsp indistintamente: oficiais e praças que diuturnamente têm trabalhado em prol da redução dos índices de criminalidade na cidade de Uberaba e região, meu carinho especial para com as praças: vocês são o cartão de visita da PMMG, da 6ª Cia MEsp, da 5ª RPM e da segurança pública, fazendo frente às ocorrências, dedicando incansavelmente à proteção de nossas famílias, (Célula vital da sociedade).

Foi um prazer sem igual fazer parte desse seleto grupo de policiais! Tenham a certeza que aprendi muito com todos vocês, desde o Senhor Comandante Major Wesley: oficial íntegro e leal à instituição, de habilidade ímpar no comando da 6ª Cia MEsp, um verdadeiro líder, que se destaca pela forma abnegada como se lança aos desafios; com seu exemplo de dedicação, competência e imparcialidade nas suas ações e decisões, até o Sd mais moderno salve engano o recém-chegado Sd Luis Gustavo: que ao apresentar-se na Cia com seus olhos pêndulos e parcialmente espantados, mas que tem demonstrado vontade e competência, com sua juventude, aptidão e capacidade para enfrentar os desafios do cotidiano policial militar.

A função que exerci na Cia MEsp, às vezes diligenciava uma postura de reserva, mas sempre com a máxima lealdade, legalidade para tornar os atos, principalmente em relação à Seção de Recursos Humanos, transparentes e justos no assessoramento ao Comando, pautada na decisão liça, legalística e que atendesse aos anseios da Instituição e do policial militar. Em relação à logística (bens de patrimônio ou não) não preciso dizer do posicionamento às vezes intransigente, mas dentro do que prevê nosso regulamento, mas os resultados estão à vista.

Tenho a consciência tranquila quanto á minha atitude proba, justiçosa e leal a todos, sem exceção. Mas, sendo o ser humano suscetível a erros, se errei com alguém quanto ao tratamento, peço desculpa e que me perdoe.

Quando chega a hora da partida aos 45 do segundo tempo, não é como gostaríamos que fosse, pois quando se aproxima o momento, os sentimentos de apego fluem com mais veemência batendo a saudade e a possibilidade da falta que com certeza virá.

Por fim, encerro o meu agradecimento e despedida com uma citação de um dos maiores educadores brasileiro de todos os tempos:

“Ninguém ignora tudo. Ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa. Todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso, aprendemos sempre”. (Paulo Freire).

Aprendi muito com todos vocês!

Obrigado!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Subtenente Diógenes

PMMG

Fonte: Blog Q.L.O

quarta-feira, 2 de maio de 2012

Policial militar aposentada por invalidez no Amazonas tem direito a soldo de posto superior

Não há inconstitucionalidade na lei estadual do Amazonas que garante que o soldo de policial militar reformado por invalidez seja o do posto imediatamente superior ao seu. Essa foi a conclusão da Sexta Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) ao julgar recurso em mandado de segurança interposto por uma policial reformada, contra julgado do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM).

O TJAM entendeu que o Estatuto dos Policiais Militares do Amazonas (Lei Estadual 1.154/75) seria contrário à Constituição do estado. O tribunal amazonense apontou que houve repristinação do estatuto (quando uma lei é revogada por outra e, posteriormente, essa norma revogadora também é revogada e a primeira volta a ter validade). Mas o estatuto foi declarado inconstitucional pelo próprio TJAM.

No recurso ao STJ, a defesa da policial afirmou haver direito líquido e certo à remuneração do posto hierárquico imediatamente superior, no caso, o de terceiro sargento, com base nos artigos 87, 96 e 98 do Estatuto dos Policiais Militares. Afirmou também não haver inconstitucionalidade nessa norma legal. Continue lendo no BLOG NOTÍCIA DA CASERNA

CAMPANHA EM APOIO AOS MILITARES REFORMADOS POR INCAPACIDADE FÍSICA - SENHORES BLOGUEIROS, ASSOCIAÇÕES, POLÍTICOS, CANDIDATOS MILITARES, VAMOS TODOS ABRAÇAREM ESTA CAUSA, HOJE SÃO ELES MAS AMANHÃ PODERÁ SER UM DE NÓS.


Fonte: Blog Cabo Fernando