Seguidores

Mostrando postagens com marcador policia civil mg. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador policia civil mg. Mostrar todas as postagens

sexta-feira, 28 de fevereiro de 2014

Polícia Civil apresenta projeto para reduzir os problemas dos Plantões Regionalizados



DSC07942

A Comissão de Segurança Pública da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) reuniu-se, nesta quinta-feira, 27/2/2014, a requerimento do deputado Sargento Rodrigues, com o Chefe da Polícia Civil, Dr. Cylton Brandão, o Secretário de Defesa Social, Rômulo Ferraz, o Subchefe de Estado Maior da Polícia Militar de Minas Gerais (PMMG), Coronel Adeli Sílvio Luiz e o Superintendente de Investigações e Polícia Judiciária, Jefferson Botelho para discutir o Plantão Regionalizado da Polícia Civil em Minas Gerais.

Em 2011, o Chefe da Polícia Civil de Minas Gerais encaminhou a documentação dos plantões regionalizados em Minas Gerais para a Comissão de Segurança Pública e desde então, o deputado Sargento Rodrigues soube que isso causaria uma exaustão aos policiais militares. O parlamentar sempre cobrou soluções para os problemas e o risco de vida dos policiais militares causados pelos plantões. A título de exemplo, citamos a região Noroeste do Estado, onde as distâncias entre as cidades que possuem o plantão são maiores, como por exemplo, entre Formoso e Unaí, 457km; Uruana de Minas e Unaí, 362km; e Buritis e Unaí, 348km.

terça-feira, 25 de junho de 2013

Polícia Civil MG põem Força Nacional para correr



Colaborador Eliomar Araújo

Policias civis em greve fazem protesto em Belo Horizonte

Integrantes da Polícia Civil fazem protesto em Belo Horizonte (Foto: Reprodução/BHTrans)
Do G1 MG

Em greve, integrantes da Polícia Civil fazem manifestação na tarde desta terça-feira (25) emBelo Horizonte. De acordo com a Polícia Militar (PM), por volta das 16h, cerca de 200 pessoas participavam da passeata, que saiu da Assembleia Legislativa de Minas Gerais em direção à Praça Sete, na Região Centro-Sul da capital. Já a assessoria do Sindicato dos Servidores da Polícia Civil (Sindpol) informou ao G1 que o protesto reunia cerca de mil participantes.
Durante protesto de policiais civis, caixões são incendiados na Praça Sete (Foto: Reprodução/BHTrans)
Durante protesto de policiais civis, caixões são
incendiados na Praça Sete
(Foto: Reprodução/BHTrans)
De acordo com a entidade, antes de percorrer ruas da cidade, policiais realizaram uma assembleia, na qual decidiram pela manutenção da paralisação, iniciada no último dia 10. Ainda segundo o sindicato, a principal reivindicação é a aprovação de um projeto de lei orgânica sobre a Polícia Civil.
Por volta das 16h15, a passeata chegou à Praça Sete. Durante o protesto, caixões foram incendiados.De acordo com a Empresa de Transportes e Trânsito de Belo Horizonte (BHTrans), o trânsito foi fechados nos dois sentidos das avenidas Amazonas e Afonso Pena e liberado às 17h20, quando manifestantes se dispersaram.

Por meio de nota,  a assessoria da Polícia Civil afimrou que, apesar da greve, o funcionamentoé normal em todas unidades policiais do estado. A corporação disse ainda que "reafirma a estranheza quanto à posição de uma das entidades representativas dos policiais civis, que insiste em um posicionamento de confronto, mesmo diante da disposição do Governo do Estado em negociar ajustes no projeto da nova Lei Orgânica da Instituição".

quarta-feira, 29 de maio de 2013

segunda-feira, 25 de março de 2013

Uberlândia terá novas viaturas, mais policiais e Lei Seca reforçada


A cúpula da segurança pública de Minas Gerais esteve nesta sexta-feira (22), em Uberlândia, no Triângulo Mineiro, para discutir estratégias de enfrentamento à criminalidade em todas as 18 cidades que compõe a 9ª Região Integrada de Segurança Pública (9ª Risp).
O município é o segundo do interior do Estado a receber, este ano, o secretário de Defesa Social Rômulo Ferraz, o comandante geral da Polícia Militar, coronel Márcio Martins Sant´Ana, e o chefe da Polícia Civil, Cylton Brandão da Matta para discussões in loco da violência regional.
No encontro, foram anunciados investimentos para Uberlândia e região e definidas ações conjuntas e integradas com foco na redução da criminalidade e também das mortes no trânsito.
A partir de agosto, a cidade reforçará ações conjuntas entre as Polícias Civil e Militar para combater a combinação perigosa álcool e volante. As blitze da campanha “Sou pela Vida. Dirijo sem Bebida”, que hoje são restritas a Belo Horizonte e já conseguiram uma redução dos acidentes com vítimas de mais de 11%, chegarão a Uberlândia para incrementar as ações já existentes da Lei Seca. A cidade receberá uma Base Móvel para realização específica destas ações, motocicletas, além de novos bafômetros.
As polícias Militar e Civil também terão incremento de pessoal, viaturas e outros equipamentos de trabalho a partir de junho. De acordo com o chefe da Polícia Civil, a instituição terá seu poder de investigação aumentado nos próximos meses. Cylton Brandão adiantou que, além da chegada dos 17 novos delegados na última semana, parte dos novos 130 escrivães em treinamento na Academia de Polícia Civil do Estado de Minas Gerais (Acadepol) deverão ser empossados na cidade em maio deste ano.
A Polícia Civil da 9ª Região Integrada também receberá kits de investigação, com equipamentos de inteligência, escuta, entre outras funções. Viaturas também chegarão à região, ainda neste semestre, em número ainda não definido.
Já a Polícia Militar receberá 12 novos carros para Patrulha Rural e reforço no número de policiais. “Serão destinados 30 policiais para a Região Integrada e 80 servidores civis que poderão fazer a liberação de policiais, hoje em funções administrativas, para o patrulhamento preventivo”, adiantou o comandante geral da corporação, coronel Santana.
Grandes obras em andamento
O secretário Rômulo Ferraz adiantou que a construção da nova Delegacia Regional de Uberlândia, já prometida em viagem anterior à cidade, está com recursos garantidos e estará pronta em 2014. O Posto de Perícia Integrada (PPI), com um novo Instituto Médico Legal e uma nova perícia, também será inaugurado no ano que vem.
As 32 novas câmeras de videomonitoramento do programa Olho Vivo previstas para a cidade estão com recursos em caixa. A assinatura do Termo de Cooperação entre a Prefeitura Municipal e o Estado deve ser assinado ainda em abril. “É um projeto exitoso que traz resultados importantes na redução, principalmente, no crime violento contra o patrimônio. Nas áreas onde este projeto foi implantado, a queda dos crimes violentos contra o patrimônio caíram de 30% a 40%”, afirmou o secretário Rômulo Ferraz.
Reuniões no interior
A rodada de reuniões nas cidades do interior com a cúpula da Defesa Social vai ocorrer ao longo do ano com representantes das 15 Regiões Integradas de Segurança Pública (Risps) que não estão na Região Metropolitana de Belo Horizonte.
A intenção é que, além do recebimento das demandas das regiões ao longo do ano, o secretário, chefe da Polícia Civil e comandante da Polícia Militar possam conferir in loco as opiniões das lideranças policiais e demais instituições relacionados ao Sistema de Defesa Social como Ministério Público, Justiça, Defensoria Pública e Poder Executivo.
Agência Minas/Portal uipi/Por Raul Neto