Seguidores

Mostrando postagens com marcador policiais militares. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador policiais militares. Mostrar todas as postagens

quinta-feira, 22 de maio de 2014

CONVOCAÇÃO: POLICIAIS DE MINAS FARÃO MANIFESTAÇÃO DIA 23 DE MAIO AS 14 HORAS


Deputado Sargento Rodrigues convoca Policiais Militares a participarem de manifestação e audiência pública que ocorrerão na sexta-feira, 23/5/2014, às 14 horas, na Assembleia Legislativa de Minas Gerais.

sexta-feira, 11 de novembro de 2011

Propina recusada na prisão de "Nem" corresponde a 24 anos de salário dos PMs

O tenente Disraeli Gomes, de 32 anos, está há dez na Polícia Militar. Na quarta à noite, ele comandava a operação de cerco à Rocinha. Ao reconhecerem nele a mesma farda usada, no passado, por dois ex-PMs presos horas antes daquele dia escoltando bandidos na Gávea, três pessoas num Corolla arriscaram a sorte.

“Temos ali no porta-malas R$ 1 milhão, mas é dinheiro de evasão de divisas. Podemos conversar”, disse um dos suspeitos, tentando persuadir o tenente a não abrir o compartimento onde o traficante Nem se mexia.

Disraeli ganha R$ 3.500 líquidos por mês e não vive num mar de rosas. Na mesma equipe, havia outros policiais em situação financeira ainda menos favorável. O cabo André Souza, de 39 anos, está há nove anos na corporação. Recebe R$ 1.700 líquidos, tem um filho de 15 anos que estuda em escola pública, não tem carro nem casa própria.

“Vamos para a Polícia Federal”, disse Disraeli, que estava com a equipe na Rua Marquês de São Vicente, na Gávea. Os policiais não abriram o porta-malas porque o motorista se dizia cônsul.


Parte do grupo de PMs do Batalhão de Choque que participou da prisão de Nem
Parte do grupo de PMs do Batalhão de Choque que participou da prisão de Nem Foto: Roberto Moreyra

Os três suspeitos seguiram no Corolla escoltados pelos policiais. O comboio seguiu até a Lagoa. Nova parada. Um dos três suspeitos saiu do carro e ofereceu um valor fixo: “Dou R$ 20 mil”.

Nova negativa. O grupo segue. Nova parada, até que policiais federais chegaram e abriram o porta-malas. Lá dentro, o prêmio da honestidade: Nem.


Leia mais: http://extra.globo.com/casos-de-policia/pms-que-prenderam-nem-recusaram-propina-de-1-milhao-3189169.html#ixzz1dOgGc3tj

sábado, 15 de outubro de 2011

Afastados PMs que abordaram atriz global e a levaram para a delegacia


Os dois policiais militares que abordaram a atriz e cantora Thalma de Freitas na noite de sexta-feira foram afastados temporariamente de suas funções. 
Após ser revistada pelos agentes próximo à comunidade da Chácara do Céu no morro do Vidigal, zona sul do Rio  de Janeiro, Thalma foi levada ao 14º DP (Leblon), onde passou por uma revista íntima por policiais femininas. Logo em seguida, a atriz registrou queixa contra abuso de autoridade.

Atriz prestou queixa por abuso ed autoridade
Atriz prestou queixa por abuso de autoridade

Segundo os policiais militares que efetuaram a abordagem, Thalma descia a escadaria de acesso à comunidade da Chácara do Céu, no Morro do Vidigal. A atriz estaria visitando onamoradomorador de um condomínio próximo à região. Nada foi constatado em nenhuma das revistas policiais.
O comandante do 23º BPM (Leblon), coronel Álvaro Sérgio Alves de Moura, determinou a abertura de procedimento apuratório para investigar as circunstâncias da abordagem. Segundo ele, os PMs ficarão afastados das atividades operacionais até o fim da apuração.
Terra/Jornal do Brasil