Seguidores

Mostrando postagens com marcador prf. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador prf. Mostrar todas as postagens

sábado, 10 de maio de 2014

Agentes da PRF cobravam propina para liberar caminhões

09/05/14 - 

JULIANA BAETA

Três agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) foram presos sob a acusação de corrupção em Uberaba, no Triângulo Mineiro. Segundo denúncia do Ministério Público Federal, eles cobravam propina para liberar caminhões sem fiscalização. A Justiça acatou a denúncia do MPF, e os suspeitos podem ser condenados a até 12 anos de prisão.

De acordo com a denúncia, os policiais estavam em serviço no dia 26 de março deste ano, no trevo da BR-262, perto de Sacramento, também no Triângulo. Eles abordaram o veículo de uma empresa de transporte de cargas e disseram ao motorista que os documentos teriam que ficar retidos até que o responsável pela empresa os procurasse.

O encarregado operacional da empresa, ainda segundo a denúncia, foi até o local e perguntou aos policiais o que seria necessário para a liberação dos documentos. A resposta foi a indireta para uma propina. Eles disseram que “o pessoal costumava pagar, no ano passado, R$ 200 por caminhão”.

O representante da empresa disse que precisaria consultar seus superiores e marcou uma nova reunião para o dia seguinte, quando os policiais abriram o jogo. Eles disseram que não poderiam tratar apenas do “acerto” relativo à abordagem, mas também das futuras abordagens. E não apenas dos caminhões próprios da empresa, mas de todos os veículos de outras transportadoras que prestam serviços a uma usina de cana de açúcar da região.

Um dos policiais rodoviários ainda lembrou que os veículos da empresa necessariamente teriam que passar por uma ponte na BR-262 em seu trajeto, que possui restrição de peso imposta pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit).

Como outra reunião foi agendada para o “acerto”, os policiais liberaram a documentação do veículo sem lavrar o auto de infração.

Negociação gravada
A reunião de negociação, que aconteceu no dia 27 de março, foi toda gravada sem que os suspeitos soubessem. Apenas dois dos policiais envolvidos estavam presentes no posto da PRF em Delta, no Triângulo Mineiro. Eles pediram aos representantes das empresas transportadoras a quantia de R$ 6.000 por mês para deixarem de fiscalizar os caminhões.

Um dos policiais explicou que o acerto incluía os dois policiais presentes na reunião, além do terceiro policial acusado, e que as autuações feitas por outros policiais rodoviários federais teriam que ser “resolvidas” depois, à medida em que os autos de infração fossem lavrados.

Toda a negociação proposta pelos acusados foi gravada pelos representantes das empresas sob orientação de um inspetor da PRF, que já havia sido avisado sobre a ação ilícita dos agentes. O material com a gravação está com a delegada responsável pela Delegacia da Polícia Federal em Uberaba. Um inquérito policial foi instaurado para apurar o caso.

Situação dos acusados
Os policiais foram presos no dia 11 do mês passado após o cumprimento de mandados de prisão temporária e de busca e apreensão expedidos pela Justiça Federal.

Já no dia 18 de abril, o Ministério Público Federal ofereceu a denúncia contra os policiais, acompanhada de pedido de conversão das prisões temporárias em preventivas, o que foi acatado pela Justiça logo no dia seguinte.

No despacho de recebimento da denúncia, no dia 25 do mês passado, o juíz federal manteve a prisão preventiva dos acusados ao fundamento de garantia da instrução criminal. Segundo o magistrado, as informações são recorrentes, “inclusive em depoimentos prestados por colegas de farda dos acusados, acerca da postura intimidatória por eles assumida”.

A pena para este tipo de crime pode chegar a 12 anos de reclusão em regime fechado. 

Com informações do Ministério Público Federal.

http://www.otempo.com.br

sábado, 22 de fevereiro de 2014

Ocorrência do século! 15 ladrões tentam arrombar bancos, policiais matam 9


Comento: Parabéns pelo tirocínio, o serviço de inteligência eficaz e produtivo, pela harmonia entre Polícia Civil, Polícia Militar, Polícia Rodoviária Federal de Minas Gerais.
LUCAS SIMÕES ( O TEMPO)

Uma operação conjunta entre a Polícia Civil de São Paulo e a Polícia Rodoviária Federal de Minas Gerais (PRF-MG) acabou com nove bandidos mortos durante uma troca de tiros entre policiais e criminosos na cidade de Itamonte, na região Sul de Minas, no início da manhã de hoje (22).

Segundo a Polícia Militar (PM), um grupo de 25 criminosos estava sendo monitorado há mais de dois meses pela polícia paulista. Eles são suspeitos de outros assaltos a caixas eletrônicos em Minas Gerais e pretendiam arrombar equipamentos em várias cidades do Sul de Minas, como Caxambu, Passa Quatro e Itamonte.

Os bandidos saíram do estado de São Paulo no início da madrugada, por volta de 0h30, em cinco veículos: um Honda Civic, um Eco Sport, uma Duster e um Palio. Porém, quando os criminosos chegaram na Praça Padre Francisco Mira, no centro de Itamonte, por volta de 5h30, foram surpreendidos por um grupo de policiais civis e militares.

Houve troca de tiros entre os suspeitos e os policiais e dois bandidos foram presos. Outros quatro criminosos foram baleados dentro do Honda Civic e cinco deles foram atingidos por tiros em uma perseguição policial na entrada da cidade, na BR-354, na altura dos km 754 e 758. Ao todo, nove bandidos morreram na hora. Um policial civil também ficou ferido, mas não corre risco de morrer.

Segundo as primeiras informações da PM de Passa Quatro, pelo menos 14 criminosos usaram um carro e um caminhão para fugir pela BR-166, mais conhecida como rodovia Dutra – principal rodovia do Brasil, que liga o Sul ao Norte do país. Até o momento, não há pistas dos suspeitos.

Com os criminosos, a polícia apreendeu fuzis, pistolas, bananas de dinamite, um pé de cabra e outros materiais para arrombamento de caixas eletrônicos.

Cerca de 20 assaltantes foram surpreendidos por policiais durante a ação (Foto: Reprodução Jornal Hoje)





sexta-feira, 24 de janeiro de 2014

VIATURA DA PRF CAPOTA EM UBERLÂNDIA - MG

Uma viatura da polícia rodoviária federal capotou na tarde desta sexta-feira(24), na Br-365 km 631, próximo ao trevo de acesso ao bairro Tocantins. Havia apenas um policial no veículo, ele sofreu ferimentos leves e foi socorrido por bombeiros ao Hospital De Clínicas - UFU. A perícia esteve no local, e até o momento não se sabe o que causou o acidente.





sexta-feira, 22 de novembro de 2013

Menores roubam carro de policial, são perseguidos e presos


Dois menores de 14 e 17 anos foram detidos na noite de quinta-feira (21) por roubar o carro de um policial da PRF, em Uberlândia, armados com uma réplica de pistola. Após perseguição policial, eles bateram o veículo na proteção lateral da ponte sobre o rio Uberabinha.
De acordo com a Polícia Militar (PM), o policial de 47 anos foi abordado quando estava parado num semáforo da avenida Anselmo Alves dos Santos, próximo à prefeitura. Os menores apontaram a réplica de arma para a vítima, ordenando que descesse e evadiram pela Avenida Rondon Pacheco. “Não deu tempo de nada, eles chegaram a pé e falaram ‘você dançou… desce’. Eu pensei que ia morrer.”
Com as características dos autores e informações do veículo, os militares realizaram rastreamento e se depararam com os autores. Dada ordem de parada, o condutor fugiu em alta velocidade e acabou perdendo o controle da direção, batendo o carro na Avenida Brigadeiro Sampaio, na proteção da ponte sobre o rio Uberabinha.
Após a batida, os autores abandonaram o veículo e tentaram fugir a pé. Um deles jogou uma arma ao solo, que ao ser recolhida, a PM constatou se tratar de um simulacro de pistola.
Um dos menores foi pego na hora e o outro, que havia se escondido em um matagal, também foi localizado. Ele chorou ao ser pego e disse que roubou para conseguir pagar o aluguel. “Esse país é um inferno. Nós não ganhamos nada nessa desgraça, tem que roubar e ainda vai preso. Quase quebrei meu nariz pra ganhar R$ 600 pra pagar meu aluguel e minha comida. Eu ia vender o carro lá no Canaã.”
Na residência deste menor de 17 anos foram apreendidos pássaros da fauna silvestre, caracterizando crime ambiental.
O veículo Gol G5, recuperado e restituído ao policial.
fonte: UIPI

sexta-feira, 14 de junho de 2013

PRF abre concurso para 1.000 vagas de policial rodoviário, salário: 6 mil

A Polícia Rodoviária Federal abriu concurso para 1.000 vagas de policial rodoviário federal. Para ingressar na carreira, o candidato precisa ter diploma em nível de graduação em qualquer área e possuir Carteira Nacional de Habilitação categoria “B”. Novidade no concurso é que 5% das vagas (50) serão reservadas para pessoas com deficiência. Com a medida, a PRF atende a decisão recente do STF. A remuneração inicial é de R$ 6.479,81, sendo R$ 6.106, 81 de subsidio e R$ 373,00 de vale-refeição.
No site do Cespe/UnB, é possível ver o edital (acesse o edital).
As inscrições devem ser feitas no sitehttp://www.cespe.unb.br/concursos/dprf_13 de 24 de junho a 8 de julho. A taxa é de R$ 150.
O concurso terá duas etapas. A primeira, com cinco fases, inicia com as provas objetivas e discursivas. Os aprovados passarão, ainda, por teste físico, exames de saúde, avaliação psicológica, investigação social e/ou funcional e prova de títulos, esta última uma novidade em provas da PRF. A segunda etapa é composta de curso de formação.
Todas as fases da primeira etapa e a perícia médica dos candidatos que se declararam com deficiência serão realizadas nas 26 capitais dos estados da Federação e no Distrito Federal.
As provas objetivas e a prova discursiva terão a duração de 4h30 e serão aplicadas na data provável de 11 de agosto, no turno da manhã. Na data provável de 5 de agosto, será publicado no Diário Oficial da União edital que informará a disponibilização da consulta aos locais e ao horário de realização das provas.
Todas as etapas do concurso
Será corrigida a prova discursiva dos candidatos aprovados nas provas objetivas e classificados até a 4.750ª posição, para os candidatos de ampla concorrência, e até a 250ª posição para os candidatos que se declararem pessoas com deficiência.

Serão convocados para o exame de capacidade física, para a avaliação de saúde, para a avaliação psicológica e preenchimento eletrônico da Ficha de Informações Pessoais (FIP), para fins de que se proceda à investigação social e/ou funcional, os candidatos aprovados na prova discursiva e classificados até a 3.800ª posição, para os candidatos de ampla concorrência, e até a 200ª posição para os candidatos que se declararem pessoas com deficiência, considerando-se a soma das notas obtidas nas provas objetivas e na prova discursiva.
Serão convocados para a avaliação de títulos os candidatos aprovados na prova discursiva
e classificados até a 1.900ª posição para os candidatos de ampla concorrência, e até a 100ª posição, para os candidatos que se declararem pessoas com deficiência, e não eliminados nas fases anteriores.

A prova objetiva de conhecimentos básicos terá língua portuguesa, matemática, noções de direito constitucional, ética no serviço público e noções de informática.

A prova objetiva de conhecimentos específicos terá noções de direito administrativo, noções de direito penal, noções de direito processual penal, legislação especial, direitos humanos e cidadania, legislação relativa ao DPRF e física aplicada à perícia de acidentes rodoviários.

A prova discursiva consistirá da redação de texto dissertativo, de até 30 linhas, a respeito de temas relacionados aos objetos de avaliação do conteúdo programático.

O exame de capacidade física consistirá de quatro testes: teste de flexão em barra fixa, teste de impulsão horizontal, teste de flexão abdominal e teste de corrida de 12 minutos.
A segunda etapa do concurso será o curso de Curso de Formação Profissional (CFP), com duração de aproximadamente 3 meses. No CFP, os alunos terão aulas de abordagem e tiro, direitos humanos, ética, defesa policial e fiscalização de trânsito, entre outras. Os novos policiais rodoviários federais serão lotados, preferencialmente, nas regiões de fronteira, após remanejamento dos policiais mais antigos. A instituição espera contar com esse reforço para a Copa do Mundo em julho do ano que vem.
O último concurso foi realizado em 2009 e foram preenchidas 1.500 vagas. A remuneração inicial é de R$ 6.479,81, sendo R$ 6.106, 81 de subsidio e R$ 373,00 de vale-refeição. Continue lendo G1

quinta-feira, 31 de janeiro de 2013

Polícia recupera carreta e 500 sacas de café roubadas em Manhuaçu - MG


A Polícia Rodoviária Federal (PRF) recuperou, nesta sexta-feira, uma carreta e a carga de café avaliada em R$ 156.500 que haviam sido roubadas na madrugada de terça em Manhuaçu, na Zona da Mata. 

Segundo a polícia, o condutor o veículo foi feito refém e liberado o distrito de Realeza. Por volta das 10h30, a empresa de rastreamento entrou em contato com a PRF em Leopoldina informando sobre o crime. As viaturas da PRF começaram as buscas e encontraram a carreta e o semirreboque com a carga em um posto de combustíveis às margens da BR-116, em Além Paraíba. Os autores do roubo não foram localizados.

A PRF acredita que o veículo tenha sido deixado no local, que fica antes da divisa com o Rio de Janeiro, para ser levado ao outro estado durante a madrugada. A ocorrência foi encaminhada à Delegacia Regional de Polícia Civil de Leopoldina.


Cristiane Silva/em.com.br

sexta-feira, 25 de janeiro de 2013

Policial rodoviário federal é baleado em abordagem da PM


O agente da PRF estava no carro com a namorada quando foi atingido pelos disparos de militares às margens da BR-262

Luana Cruz/em.com.br

Um policial rodoviário federal foi baleado na cabeça durante um abordagem da Polícia Militar (PM) em Uberaba, no Triângulo Mineiro. O agente ferido estava de folga com a namorada em seu carro particular. A bala passou de raspão pelo ombro e atingiu a cabeça ficando alojada no crânio sem atingir o cérebro. 

Na madrugada desta quinta-feira, a PM fazia um rastreamento pela BR-262 em busca de um BMW que havia sido roubado em uma casa da cidade. Na altura do Bairro Residencial 2.000, os militares viram dois carros estacionados em uma estrada vicinal às marges da rodovia. A PM cercou os dois veículos, um Audi A4 e um Fiat Siena. 

Os militares disseram que ouviram dois disparos e revidaram os tiros na direção do Audi. Dentro do carro estava o policial rodoviário José Alano Leal da Silva, 50, e a companheira. Ele foi atingido por um único tiro que passou pelo ombro e acertou a cabeça sendo socorrido para o Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Triângulo Mineiro (HC-UFTM). O agente passa bem e já esta conversando com familiares. 

Segundo a PM, o Siena estava parado na frente do Audi e foram vistos dois homens fugindo para o matagal. No entanto, na versão da Polícia Rodoviária Federal (PRF), o casal estava sozinho, sendo que o Audi pertencia ao policial e o Siena era da namorada. 

Na versão as duas corporações não houve troca de tiros e José Alano não estava armado. Os sete PMs envolvidos na ocorrência estão detidos no 4º Batalhão da PM em Uberaba para prestar esclarecimentos e depois serão liberados. As armas usada na operação foram recolhidas. 

Conforme a PM, ainda não foi possível identificar a autoria dos disparo que atingiu José Alano porque os miliares efetuaram vários tiros na direção do Audi. O carro está coberto de marcas de tiros, conforme informou a PRF.

quinta-feira, 30 de agosto de 2012

PRF APREENDE 3 TONELADAS DE MACONHA

Apreensão de maconha (Foto: Divulgação/PRF)
A Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu três toneladas de maconha no meio de uma carga de farinha de trigo de um caminhão. De acordo com a PRF, por volta das 3h desta quinta-feira (30), os policiais foram acionados para atender a um acidente no km 494 da BR-277, em Nova Laranjeiras, no oeste do Paraná.


Quando os policiais chegaram ao local encontraram apenas um caminhão abandonado em um barranco. Após o guincho retirar o veículo do local, o caminhão foi vistoriado e devido ao forte cheiro da droga, os policiais encontraram a maconha entre as sacas de farinha de trigo trazidas da Argentina.

Segundo informações da PRF, a nota fiscal da carga foi encontrada no veículo e indica que seria levada de Foz do Iguaçu para Curitiba. A polícia acredita que o motorista, como sabia da carga ilegal, após se envolver no acidente resolveu abandonar o veículo.

Às 10h15, os policiais ainda faziam a pesagem da droga e devem confirmar a quantidade exato de droga apreendida.


terça-feira, 28 de agosto de 2012

Vídeo mostra tentativa de resgate de policial morto afogado em treinamento


O policial rodoviário federal Fernando Pires, de 31 anos, morreu após se afogar em alto mar durante um treinamento na Paraíba. Uma turista gravou a tentativa de salvamento do oficial e o desespero de instrutores. Enquanto ainda estava internado, Fernando mandou mensagens de celular para a namorada em que denunciava abusos e negligência da corporação. A Polícia Rodoviária Federal vai abrir um processo administrativo para investigar o caso.

R7

Comentário nosso: Quanta sandice! Policial busca o aperfeiçoamento profissional, um curso de mergulho mais "qualificado", e daí volta sem vida...Cadê a senhora Ministra dos Direitos Humanos, Ministério Público Federal? 

quinta-feira, 23 de agosto de 2012

Concurso da Polícia Rodoviária Federal para nível médio é autorizado


Depois de muita expectativa, finalmente a Polícia Rodoviária Federal realizará um novo concurso público.  A autorização foi publicada no Diário Oficial da Uniãodesta sexta-feira (10/08). Foram autorizadas 71 vagas, sendo 3 para o cargo de Técnico de Assuntos Educacionais (nível superior), 3 para Técnico de Nível Superior (nível superior)  e 67 para Agente Administrativo (nível médio).
Concurso Polícia Rodoviária Federal
Os aprovados substituirão funcionários terceirizados que ocupam os cargos atualmente, em desacordo com a legislação vigente.  Ainda não há informações sobre os locais de distribuição de vagas nem do salário, já que estas carreiras não existem no quadro de servidores públicos da Polícia Rodoviária Federal. O prazo para a publicação deste edital é até fevereiro de 2013.

Também foram autorizadas o provimento de  750 vagas para a carreira de Policial Rodoviário Federal (nível superior). Estas vagas serão ocupadas pelos aprovados no concurso anterior, que está em fase de nomeação dos aprovados.

terça-feira, 21 de agosto de 2012

EM GREVE, PRF SÓ ATENDERÁ URGÊNCIA E EMERGÊNCIA NAS ESTRADAS DE MINAS


A categoria reivindica reajuste, exigência de nível superior para policial rodoviário federal, adicional noturno e de insalubridade e reestruturação da carreira.

O atendimento de ocorrências de acidentes nas rodovias federais de Minas Gerais só serão feitos em caso de urgência e emergência. O anúncio foi feito na tarde desta terça-feira pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) que está em greve desde ontem. Com a medida, nas batidas que não causarem vítimas, e sim danos materiais, os envolvidos terão de seguir até um posto mais próximo da corporação para fazer o boletim de ocorrência.

De acordo com Sindicato dos Policiais Rodoviários Federais no Estado de Minas Gerais (SINDPRF-MG), os casos que representarem perigo à vida serão atendidos normalmente. O sindicato faz um alerta para motoristas que se envolverem em batidas sem vítimas para retirar os veículos da pista e evitarem novos acidentes. Durante a paralisação, também não será feita a escolta de cargas, entrega de boletins de ocorrência e de extrato de multas.

O número de policiais nas estradas não sofrerá alteração. Isso porque, segundo o sindicato, a quantidade de agentes que trabalha na malha rodoviária do Estado é inferior ao necessário. CONTINUE LENDO NO BLOG DO LOMEU

quinta-feira, 16 de agosto de 2012

BRASIL ESTÁ PRÓXIMO DE UMA GREVE GERAL?

   Policiais Federais, Rodoviários Federais, Professores e Técnicos Administrativos Federais, Justiça e vários outros setores estão parando gradativamente, e o paradoxo é que este governo teve o seu alicerce nas greves, no embate constante com os governos desde a época da ditadura, já nos idos de 1978. Agora no poder, pode provar um pouco do seu "veneno", e o pior, se mostra mais radical em alguns casos, do que muitos governos tidos como de direita ou com "posição geográfica" diferente que a do PT, o partido dos trabalhadores. Eita saudade quando esta sigla, de fato representava o sindicalismo e os trabalhadores sem qualquer tipo de organização similar.

   Hoje vivemos um grande momento, de sofrimento é claro, mas, por outro lado muitos daqueles que defendiam cegamente as diretrizes do PT, com certeza nas próximas eleições terão uma posição mais isenta, mais sensata, portanto, menos apaixonada.

   Parabéns as categorias que resistem à altura da arrogância do governo, como os professores federais, que há quase três meses medem força com a ditadora DILMA ROUSSEFF. Feliz destas categorias, que ainda não tiveram seus celulares ilegalmente grampeados, como os policiais e bombeiros do Rio e da Bahia, numa das maiores mentiras que essa república já viu, onde muitos se lembram, jogaram a população desinformada contra a categoria, tudo pela transmissão da festa alienante: o carnaval.

     Deus ilumine os "guerreiros" federais em greve, que poderão trazer por tabela, o aumento para às Forças Armadas, refém do regulamento, da Carta Magna, que proíbe veementemente qualquer tipo de manifestação, que por conta do revanchismo do governo, ao longo dos anos, vive uma das maiores defasagens salariais de sua história.

      Aqueles que um dia preconizavam a greve, e o povo acreditando que isso seria por um ideal, outros acusando-os de "radicais", hoje pode ver que os líderes grevistas de outrora se corromperam, e por ter muito dinheiro fácil, obviamente não precisa fazer mais greves, já estão, conseguiram chegar no poder. Enquanto aqueles que eram conservadores, agora sentem os efeitos nefastos, não só pela corrupção escancarada, como o quando são radicais, aqueles que um dia foram grevistas.

     O que está faltando para uma greve geral?

      Anastácio - Blog No Q.A.P

terça-feira, 14 de agosto de 2012

Polícia Rodoviária Federal inicia greve a partir do próximo dia 20 no Rio

Operação Padrão PRF

A PRF (Polícia Rodoviária Federal) decidiu na tarde desta segunda-feira (13) que a categoria irá iniciar uma greve a partir do próximo dia 20, caso o governo não atenda às reivindicações do movimento. De acordo com o Sindicato dos Policiais Rodoviários do Rio de Janeiro, a decisão foi tomada por unanimidade durante assembleia realizada na sede da PRF.
Segundo o inspetor Marcelo Novaes, representante do sindicato, os servidores pedem reajuste salarial, reestruturação da carreira, realização de novos concursos e aumento do efetivo, além do aumento dos auxílios alimentação, saúde, creche e transporte.
Na última quarta-feira (8), os policiais rodoviários federais fizeram duas blitze com operações-padrão na ponte Rio-Niterói, o que deixou o trânsito caótico na via. Com um ponto de fiscalização pouco à frente da praça de pedágio, no sentido Niterói, os policiais realizavam checagem de documentos e revistas nos veículos. O tempo de travessia da ponte podia chegar a duas horas.
No sentido oposto, a fiscalização ocorria na altura da cabine do pedágio, o que deixou o tráfego com pontos de retenção em quase todo trajeto da ponte para a capital. Um homem com mandado de prisão do Piauí foi parado na blitz com uma moto e foi preso. Um incêndio em um ônibus, por volta das 15h, piorou ainda mais a situação aumentando o trecho de retenção.
Segundo o sindicato da categoria, cerca de 50 policiais da ativa e 20 aposentados participaram do protesto. A ideia não era bloquear as pistas, mas fazer a operação-padrão e distribuir panfletos aos motoristas com explicações sobre o movimento.
Novaes explicou também que não há paralisação por parte dos patrulheiros, mas sim um aumento na fiscalização. De acordo com ele, há atualmente no Rio cerca de 400 policiais em funções operacionais, quando o ideal seria 1.200, o triplo.
Fonte: R7