Seguidores

Mostrando postagens com marcador refém. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador refém. Mostrar todas as postagens

quarta-feira, 16 de novembro de 2011

Mulher rende ladrão e o obriga a ser seu escravo sexual

 

Olga Zajac, em foto divulgada pela polícia russa: ela obrigou seu escravo sexual a tomar Viagra 
Essa é a história de um ladrão que tentou se dar bem e acabou sendo vítima do seu próprio alvo. Viktor Jasinski, de 32 anos, invadiu um salão de beleza na cidade de Meshchovsk, na Rússia, armado com um revólver para fazer a limpa no caixa.

Depois de recolher a grana, ele foi supreendido pela jovem Olga Zajac, de 28 anos, cabeleleira e faixa preta de caratê. A loura derrubou o cara no chão, tomou-lhe a arma e amarrou suas mãos com o fio de um secador de cabelos.
Mas quem pensa que a história acaba aqui, está muito enganado. Em vez de ligar para a polícia, Olga arrastou Viktor até um quartinho escuro, tirou suas roupas e o obrigou a ser seu escravo sexual durante três dias. Depois de usar e abusar do sujeito, para lhe dar uma lição, Olga libertou o cara e ainda disse: "Desapareça da minha vista".

Viktor foi direto para um hospital para tratar de hematomas nos testículos e no pênis. À polícia, ele disse que ficou preso por um par de algemas de pelúcia cor de rosa e que neste período foi obrigado a tomar Viagra.
Olga foi chamada para depor e confirmou a história: "Esse cara é um idiota! Nós fizemos sexo muitas vezes. Mas eu lhe dei uma calça jeans nova, comida e ainda dei dinheiro para que ele fosse embora do meu salão".

Viktor foi preso por roubo e Olga, por tortura e cárcere privado.

Flávio Almeida - Expresso

Leia mais: http://extra.globo.com/noticias/bizarro/mulher-rende-ladrao-o-obriga-ser-seu-escravo-sexual-2225610.html#ixzz1drahXfwE

quinta-feira, 10 de novembro de 2011

Preso se rebela e faz agente refém



O agente penitenciário, Franklin Guedes dos Mercês, viveu momentos de pânico na manhã de ontem dentro de um dos setores do Centro de Recuperação II do Complexo de Americano. Ele ficou refém do preso Marco Rogério Souza da Silva.

Marco estava armado com um gargalo de fabricação caseira e iniciou o motim por volta das 7h30 quando os internos estavam sendo liberados para o banho de sol.

De acordo com informações da Superintendência do Sistema Penitenciário do Estado do Pará (Susipe), ele estava transtornado e exigia a transferência para outro pavilhão.

Para liberar o agente, o preso também exigiu que seus familiares comparecessem ao local. A equipe do DIÁRIO que estava de plantão em Americano conseguiu conversar com o pai do preso, Marcus Botelho.

Segundo ele, o filho estava sozinho no “tumulto” e pediu a transferência para outro pavilhão alegando que havia sido espancado por um dos funcionários que tomam conta da ala.

“Ele foi agredido por um dos funcionários e por isso queria sair de lá. Como já havia pedido e não foi atendido, resolveu apelar”. Marcus Rogério está preso por assalto a mão armada.

A situação foi controlada por volta das 10h30. O tenente coronel Hélio Barbas, que estava no comando da operação, acionou o Comando de Operações Especiais (COE) e o Grupamento Tático de Castanhal para ajudar na situação.

“Ele (Marco Rogério) era o único que estava envolvido na situação. Ele fez algumas exigências e nós cumprimos. Em troca ele liberou o funcionário sem lesão alguma”, contou Barbas.

De acordo com a Susipe, o preso será transferido para o Centro de Recuperação Penitenciário III para cumprimento de medida disciplinar.

Quanto a denúncia de agressão contra Marco, a Susipe afirmou não ter conhecimento, mas recomenda que ele encaminhe até a corregedoria da Casa Penitenciária e registre a denúncia contra o funcionário que teria lhe agredido. 



(Diário do Pará)

sábado, 22 de outubro de 2011

MA: jovem é mantida refém por ex-companheiro há 20h


A polícia do Maranhão negocia há quase 20 horas a liberação de uma jovem de 17 anos que está sendo mantida refém em um quarto de motel da capital São Luís pelo ex-companheiro, Benedito Francisco dos Santos, de 36 anos.
O homem pegou a jovem no início da tarde de sexta-feira, no colégio onde ela estuda, para tentar convencê-la a reatar o relacionamento. Segundo o comandante da Polícia Militar, Franklin Pacheco, a polícia descobriu onde o casal estava por meio do acompanhamento de ligações feitas pelo telefone celular dele.
Os policiais que estão dentro do motel chegaram a ouviram um tiro e uma ambulância foi chamada ao local, mas a jovem afirmou à polícia que a arma disparou, mas que estava bem. Durante toda a madrugada, a movimentação foi intensa no motel. Segundo a polícia, parentes de Santos foram chamados ao local para auxiliar nas negociações. Na manhã deste sábado, segundo a PM, o homem se encontrava mais calmo, pois na noite anterior estava sobre o efeito de bebida alcoólica.
De acordo com o Corpo de Bombeiros, os policiais já teriam entrado no quarto, mas o casal estaria trancado no banheiro. Os negociadores da PM e da Polícia Civil continuam no local.
notícias.terra.com.br