Seguidores

Mostrando postagens com marcador tráfico. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador tráfico. Mostrar todas as postagens

quarta-feira, 29 de janeiro de 2014

Juiz diz que proibição da maconha é atraso e absolve réu (traficante)

Homem prepara cigarro de maconha
São Paulo - Um réu confesso acusado de tráfico de drogas  foi absolvido em Brasília após um magistrado considerar a maconha uma "droga recreativa" e afirmar que sua proibição fere os princípios da igualidade, da liberdade e da dignidade humana. A sentença é do juiz Frederico Ernesto Cardoso Maciel, da 4ª Vara de Entorpecentes do Distrito Federal (veja na íntegra abaixo). 

Marcus Vinícius Pereira Borges foi flagrado em maio do ano passado entrando no Complexo Penitenciário da Papuda com 52 porções de maconha. A intenção era repassá-la a um presidiário.
No texto, a defesa reconhece que o acusado confessou os fatos, mas pediu a aplicação da pena mínima.
Mesmo com a confissão, o juiz entendeu que havia "inconstitucionalidade e ilegalidade" na prisão em flagrante.
A decisão é de outubro, mas veio a público agora com o recurso impetrado pelo Ministério Público contra ela.

sábado, 14 de dezembro de 2013

Agente Penitenciário suspeito de tráfico é transferido para BH



Agente suspeito de tráfico no Jacy de Assis é transferido para BHFoi transferido para Belo Horizonte o agente penitenciário Roneido Gomes Pereira, preso no último fim de semana suspeito de tráfico de drogas no Presídio Professor Jacy de Assis. A informação é do diretor da unidade prisional, Coronel Adanil Firmino.

De acordo com o comandante, a ação partiu de um trabalho de inteligência desenvolvido dentro da unidade. O agente estava sendo monitorado há três meses. “No dia 6 ele acabou cometendo este deslize que facilitou nosso trabalho. Ele tinha acesso à parte interna e externa e aproveitava os momentos de reparos dentro das celas para cometer esses deslizes (venda de drogas para presos).”
Com o agente foram encontrados 100 gramas de maconha. Outras 8 buchas da droga já haviam sido entregues a presos de uma cela.
Depois do suspeito preso, o coronel encontrou mais drogas em um cômodo onde só ele e Roneido tinham acesso. “Outro preso que também trabalha internamente aqui, mas livre, nos levou a um outro ponto onde havia drogas guardadas para serem distribuídas aqui dentro.”
O contrato de Roneido Gomes Pereira será rescindido e o agente já não faz mais parte do sistema, tendo sido transferido na condição de preso.

domingo, 27 de outubro de 2013

Servição! 5ª Cia Mesp: 104 kilos de maconha em Governador Valadares - MG





    Servição em Governador Valadares, onde os militares da 5ª Cia Mesp, na RO 20 1577, prenderam 2 autores com 104 kilos de maconha, de acordo com o REDS:022144101.

 Militares que participaram da prisão e apreensão:


1° SGT OZÉIAS
CB Quirino 
CB GUIDINI
CB DIAS

 Parabéns a todos os militares que participaram desta excelente ocorrência! Esperamos que a justiça faça a parte dela e mantenha esses traficantes fora de circulação. São profissionais como estes, que nos dão orgulho e o sentimento do dever cumprido.

sexta-feira, 15 de março de 2013

Policial civil é detido após atirar em traficante na cidade de Iturama - MG


Policial afirma que o tiro foi acidental e vai responder ao crime por meio da Justiça comum.

Um policial civil de 28 anos foi detido depois de atirar em um traficante, na noite dessa quinta-feira (14), na cidade de Iturama, no Triângulo Mineiro. O policial afirma que o tiro foi acidental e vai responder administrativamente por meio da Justiça comum.

De acordo com a Polícia Militar (PM), que também acompanhou a ocorrência, o disparo acertou um suspeito, de 26 anos, abordado dentro de uma casa que seria ponto de vendas de drogas. A vítima foi socorrida em estado grave e levada para o Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Triângulo Mineiro.

A ocorrência começou quando cinco pessoas foram conduzidas pela polícia suspeitas de tráfico de drogas. Um dos suspeitos afirmou que levaria os policiais até o endereço onde ele comprou a droga. Os civis entraram na casa e abordaram os suspeitos. No local foi encontrado um tablete de maconha.

Um dos policiais ordenou que o suspeito colocasse a mão na parede, quando o tiro acertou acidentalmente a cabeça do traficante. O policial afirmou que a arma, uma espingarda calibre 12, disparou sozinha. Ele foi detido e a arma apreendida.

O policial deve responder por lesão corporal culposa, quando não há intenção de matar, e, se o suspeito morrer, por homicídio culposo.

O TEMPO

sexta-feira, 8 de fevereiro de 2013

Fronteira escancarada: o crime em seu 'direito' de ir e vir!


Novamente noticiários estão a mostrar ataques de facções criminosas e outros bandidos no Estado de Santa Catarina, em face de agentes do Estado e cidadãos comuns, bens e serviços públicos e privados.
Os ataques promovidos por facções e criminosos em São Paulo são recorrentes.
Ações de milícias e traficantes no Rio de Janeiro servem de cenários inclusive de novelas e filmes.
A droga e seus males estão a aniquilar milhares de lares, famílias e vidas, direta ou indiretamente (como em assaltos, estupros, etc, com o criminoso sobre efeito de drogas), em todo território nacional.
Ocorre que, não adianta essa conversa de desarmamento da população, muito menos a demagogia de que tem que ‘prender o grande traficante’, se incontável número de armas e munições, bem como toneladas de drogas, entram livremente - dia e noite - em nosso país de extensão continental!

A política de segurança voltada para os milhares de quilômetros de fronteira do Brasil com países como Paraguai, Bolívia, Colômbia, Peru, Venezuela e Guianas (para se citar os mais conhecidos pela ‘entrada de armas e drogas’), sem pessoal e estrutura eficientes, é praticamente zero.

Sim, pois não adianta mostrar sempre a famosa ‘ponte da amizade’ (entre Paraguai e Brasil, que liga Foz do Iguaçu-PR a Ciudad del Este-PY), como se todo acesso do Brasil a seus vizinhos (e vice-versa) fosse realizado mediante ponte e, o mais fora do comum, mediante barreiras de fiscalização.

Postarei os seguintes vídeos para mostrar como, por exemplo, é constituída a maior parte da fronteira nacional, colocando como exemplo, um trecho entre Brasil com o Paraguai, entre as cidades de Ponta Pora-MS e Pedro Juan Caballero-PY (quem é da região poderá até achar que não há novidade alguma…mas tenha certeza que boa parte da população nacional não tem a minima idéia de como seja, acreditando que hajam cancelas, postos da polícia e forças armadas, cercas, etc).

No primeiro video, há uma pequena amostra de como se pode inclusive confundir onde é Brasil e onde é Paraguai.

Verá que do lado direito do video, está a cidade de Ponta Porã-MS…e o video caminha para a esquerda…chegando a uma rotatória.

Pois é…essa rua que no video aparece quase na vertical e cruza a rotatória divide Brasil e Paraguai.

Assim, tudo que está a esquerda da rotatória no video é Paraguai.

Veja video 01:





Viu como parece apenas uma filmagem de um trecho de um centro de uma cidade qualquer do país?

E reparou como há carros, motos e pedestres a passar de um lado para outro, tranquilamente?

Olhe esse outro vídeo (vídeo 02):




É assim!

Agora colocarei o video 03, em que ao lado esquerdo da estrada é Paraguai e da estrada para direita é Brasil!

Repare que, quase ao final do video há um ‘marco’ de cor branca, que parece uma coluna isolada de concreto, pintado de cor branca, ao lado esquerdo da estrada: é um marco a dizer que do lado esquerdo daquele sinal é Paraguai!

É assim!

(não vou nem falar para passar o video mais devagar para ver o motociclista a esquerda passando sem capacete na estrada no lado paraguaio e um casal com um filhinho sem capacete tuchado no meio aos braços da mulher, na area brasileira…)

Veja video 03:




Agora, com essa bagunça toda, alguém acha que armas e drogas entram no Brasil como?

E os carros roubados vão para onde?

Depois vem à mente aqueles ditados do caboclo de ‘estamos a enxugar gelo’ ou ‘estamos a secar o chão sem fechar a torneira’ e especialistas da segurança, politicos e juristas acham ruim!

Acorda Brasil!

quinta-feira, 11 de outubro de 2012

PM É FLAGRADO JOGANDO DROGA PARA DENTRO DE PRESÍDIO




Um policial militar lotado na Guarda Carcerária do Rio Grande do Norte foi flagrado, nesta quarta-feira (10), jogando droga para detentos do Presídio Estadual de Parnamirim (PEP). O policial trabalhava em uma das guaritas da unidade e foi visto pelo sistema interno de câmeras arremessando sacos com drogas. O vídeo mostra o momento em que o policial joga pelo menos seis sacos plásticos para a quadra da unidade. Em seguida, um preso vai até o ponto e coloca os sacos dentro de um balde, saindo correndo logo depois. A partir da captação das imagens, a direção do Presídio Estadual de Parnamirim decidiu fazer uma intervenção e conseguiu comprovar que o material arremessado para os detentos era realmente droga.


O preso que recebeu o entorpecente e o policial militar foram autuados por tráfico de drogas.

Fonte: Portal BO/Blog do Cabo Heronides







domingo, 12 de agosto de 2012

Consumo de drogas legais e ilegais mata 8 mil pessoas por ano no Brasil

 As ilegais respondem por 3,8%


Levantamento em sistema do Datasus mostra que álcool, fumo, psicotrópicos e cocaína tiraram a vida de 40 mil brasileiros entre os anos de 2006 e 2010


O uso de drogas matou 40.692 pessoas no País entre 2006 e 2010, uma média de 8 mil óbitos por ano. Estudo sobre mortes por drogas legais ou ilegais, registradas no Sistema de Informação sobre Mortalidade (SIM), do Ministério da Saúde, mostra que o álcool é o campeão na mortandade.

O levantamento feito na base de dados do Datasus, obtido pelo Estado, informa que a bebida tirou a vida de 34.573 pessoas – 84,9% dos casos informados por médicos em formulários que avisam o governo federal sobre a causa da morte nesse grupo da população. Em segundo lugar aparece o fumo, com 4.625 mortos (11,3%). A cocaína matou pelo menos 354 pessoas no período.
Feita pelo Observatório do Crack, da Confederação Nacional dos Municípios (CNM), a pesquisa aponta que, na comparação por gênero, há mais registros de morte de homens por álcool e fumo. Em cinco anos, 31.118 homens perderam a vida por causa da bebida. Outros 3.250 morreram em casos associados diretamente ao cigarro.
Na comparação da devastação por Estado, os mineiros lideram as mortes por álcool, com 0,82 morte para cada 100 mil habitantes, seguidos pelos cearenses, com 0,77 morte/100 mil pessoas. Depois aparecem os sergipanos, com 0,73/100 mil. São Paulo registra 0,53 morte para cada 100 mil habitantes.
O levantamento da CNM revela que em São Paulo houve 1.120 vítimas do uso abusivo do álcool em 2006. Em 2010, porém, o sistema registra uma queda de 14% nas informações. O SIM alcança 979 pessoas mortas por consumo de bebida. O Estado que menos apresenta perda de vidas por álcool é o Amapá: quatro em 2006, dez em 2009 e cinco em 2010.
Quando a causa do óbito é o fumo, o campeão de mortes de usuários é o Rio Grande do Sul. A taxa de óbitos pelo tabaco chega a 0,36 para cada 100 mil. A seguir aparecem Piauí e Rio Grande do Norte, ambos com 0,33/100 mil.
A duas principais drogas legalizadas no País, álcool e fumo, juntas, segundo o estudo, mataram 39.198 pessoas em cinco anos. – ou 96,2% do total. Os técnicos da CNM alertam, no entanto, que os dados de 2010 ainda são preliminares.
A devastação pode ser maior. O preenchimento das fichas para informação não é simples e o sistema tem casos de mortes classificadas como óbito por substâncias psicoativas (480). São os casos nos quais é informado no formulário um código que junta mais de uma droga associada à morte.
A Declaração de Óbito (DO) é composta por 9 blocos e 62 variáveis que apontam causa e local da morte. O preenchimento é de responsabilidade do médico, conforme estabelecido pelos Conselhos Federal e Estadual de Medicina, diz o estudo.
Para o presidente da CNM, Paulo Ziulkoski, há uma urgente necessidade de combater o problema das drogas nos municípios. “E não se está fazendo isso. O problema estoura é nos municípios”, afirma.
Ziulkoski diz que a média de cerca de 8 mil óbitos, encontrada no SIM, é um número subestimado. “Não há uma cultura de informação dos médicos”, acrescenta. Para ele, “o País precisa ver que a política de prevenção do uso de drogas é precária”. O estudo abrange 2 mil municípios. “A situação é alarmante.”
Para o vice-presidente do Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo (Cremesp), Mauro Aranha, o problema é bem maior. “Há aí uma clara subnotificação das mortes”, afirma. Segundo ele, o governo precisa melhorar a logística nos municípios para que os médicos possam informar os dados reais. “Isso é fundamental para que se possa trabalhar políticas públicas sobre drogas”, defende Aranha.
Pesquisando nas bases de dados do Datasus, técnicos do CNM elaboraram também uma lista com os 50 municípios com maiores taxas de mortalidade por drogas. No caso da mapa das mortes por álcool, Minas Gerais tem 23 municípios, Paraná, 9, e São Paulo, 5.
Quando a conta do dano causado pelo cigarro é feita na lista de 50 municípios, o Rio Grande do Sul se destaca com 17, seguido de Minas, com 7, e Santa Catarina com 6. São Paulo tem 2 municípios na lista dos 50 com maior incidência de mortes por fumo.
Em nota, o Ministério da Saúde explica que os números de 2010, divulgados pelo estudo, podem sofrer ajustes. De acordo com a nota, entre 2006 e 2009 foram notificados 31.951 óbitos com causa básica de consumo de álcool, fumo e substâncias psicoativas (como cocaína canabinoides e alucinógenos). Os dados do SIM são fornecidos pelas secretarias estaduais e municipais de Saúde e gerenciados pelo ministério.
Os óbitos de 2011 só serão conhecidos no final do ano. “O Ministério da Saúde vem desenvolvendo um conjunto de ações para aperfeiçoar o registro de óbitos no País, assim como a qualidade das informações. Uma das medidas foi a intensificação de registros de óbitos por causas mal definidas (parada cardíaca, por exemplo), que caiu de 15% (2004) para 7,8% (2011)”, diz a nota. Outra medida adotada foi a criação, em 2006, da rede nacional do Sistema de Verificação de Óbitos, utilizado para a identificação das causas de mortes naturais. “Com isso”, argumenta o governo, “houve ampliação da notificação no País, por meio do SIM. O sistema capta atualmente 94% dos óbitos ocorridos no território nacional. Esse porcentual está acima do padrão internacional (90%)”.
Por Pablo Pereira - O Estado de S. Paulo/Blog ARMA BRANCA

terça-feira, 3 de julho de 2012

Avião com drogas e fuzil norte-americano cai no PRATA-MG

Avião caiu em fazenda há 30 quilômetros de Prata (Foto: Reprodução/TV Integração)
A Polícia Federal informou, no fim da tarde deste domingo (1º), que dois corpos estavam no avião que caiu em uma fazenda a 30 quilômetros da cidade de Prata, no Triângulo Mineiro. Além do piloto, o corpo de outro homem foi encontrado. A Polícia Federal informou ainda que estavam na aeronave cerca de 200 quilos de pasta base de cocaína, além de uma arma semiautomática de fabricação norte-americana. Esta foi a maior apreensão da droga realizado neste ano na cidade. As causas do acidente serão confirmadas após análise da perícia.


Flávia Reis e Valéria Almeida
Do G1 Triângulo Mineiro

quarta-feira, 23 de maio de 2012

Três homens são presos com 1.600 pedras de crack em Uberlândia




Fonte: UIPI

Parabéns ao Cabo Cristiano e aos demais militares belo trabalho. Para os que rotulam, os fofoqueiros e puxa-sacos, a resposta do Cabo Cristiano fala por si só...

terça-feira, 22 de maio de 2012

SENTENÇA: COMPRAR MACONHA PRA FURMAR NÃO É CRIME!

Proceso Número: xxxxxxxxxxxxx
Autor: Justiça Pública
Réu: F.S.C

Tráfico de maconha. Desclassificação para uso próprio pelo Ministério Público após a instrução. Inexistência de crime. Comprar e portar maconha para uso próprio não configura crime. Inexistência de tipicidade e inconstitucionalidade do artigo 28, da Lei n° 11.343/06. Matéria em Repercussão Geral do STF. Só pode ser punido pelo tráfico quem o pratica. A Constituição Federal não pode ser ferida pela “guerra às drogas”. Absolvição do acusado.

            A representante do Ministério Público nesta Comarca ofereceu Denúncia contra F.S.C, qualificado nos autos, sob alegação da prática do crime previsto na Lei n° 11.343/2006, artigo 33, caput. Consta da Denúncia que a polícia civil estaria recebendo denúncias anônimas acerca do comércio de drogas no Bairro da Mansão, nesta cidade, e um policial civil acompanhado de funcionário público municipal realizaram ronda no local; que por volta das 16 h, nas proximidades da Igreja Assembleia de Deus, o policial abordou o denunciado, que se encontrava em atitude suspeita, tendo sido encontrado em seu poder vinte trouxas da erva maconha prontas para serem comercializadas. Ao final da audiência de instrução e julgamento, a ilustre representante do Ministério Público, diferente daquela que ofereceu a Denúncia, requereu a desclassificação do delito e condenação do denunciado nas penas previstas para o crime do artigo 28 da mesma lei. Continue lendo REDE DEMOCRÁTICA PMDF

quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

Carro oficial é apreendido com 280 kg de maconha no PR

Um Fiat Ducato, veículo oficial da Prefeitura de Cascavel, no Paraná, foi apreendido ontem (21), com cerca de 280 quilos de maconha, na Rodovia BR-277, em Balsa Nova, na região metropolitana de Curitiba. Segundo a Polícia Rodoviária Federal, o motorista do carro não obedeceu a uma ordem para parar, na altura do km 140, tentando fugir. Os policiais perseguiram o veículo, que foi abandonado pouco tempo depois. O motorista fugiu. Três homens que estavam em outro veículo, que pode ter sido usado como 'batedor', foram detidos. Por terem passagem pela polícia, os três foram encaminhados para a Polícia Federal.

De acordo com a prefeitura de Cascavel, o carro é de propriedade do Município e utilizado pela Secretaria de Assistência Social no Creas I e foi retirado na manhã de ontem pelo servidor João Caetano Araújo (cargo motorista) para abastecimento, troca de óleo e pneus do referido veículo. Esses procedimentos estavam programados, mas não havia previsão e nem sequer autorização para realização de viagem durante esta semana.

João Caetano deixou o pátio da prefeitura, conduzindo a Ducato, às 9h15 - conforme circuito interno de TV. O abastecimento foi realizado às 9h29, segundo informações da nota fiscal emitida pelo Posto de Combustíveis contratado pelo Município. Segundo a prefeitura, na tarde de ontem, não foi sentida a falta do veículo, pois a chave original estava no setor de controle da frota da Secretaria de Assistência Social. A chave reserva encontra-se na Divisão de Gerenciamento da Frota. João Caetano não havia comparecido para cumprir o expediente de trabalho durante a tarde. 

A Prefeitura abriu Sindicância Administrativa para apurar as demais circunstâncias do fato e, posteriormente, aplicar as penalidades cabíveis a quem de direito e acompanha o caso na Polícia Rodoviária Federal e na Polícia Federal. 

 

domingo, 27 de novembro de 2011

PRE DE TUPACIGUARA NO TRIÂNGULO APREENDEM 140 KG DE MACONHA PRENSADA

Servição no triangulo mineiro. PRE de Tupaciguara prendeu 140 k de maconha prensada na MGC 452 dentro de um veículo vw gol no dia 26/11/2011.

Blog da Renata/Blog  QLO
BO nº1639/2011

segunda-feira, 21 de novembro de 2011

MILITAR É PRESO POR TRÁFICO EM JABOATÃO DOS GUARARAPES - PE

Um recruta do Exército foi preso em flagrante com 23 papelotes de cocaína em Prazeres, Jaboatão dos Guararapes, na Região Metropolitana do Recife. O jovem de 19 anos foi detido em uma abordagem de rotina da Polícia Militar na Rua 13 de Maio, na noite deste sábado (19).

A droga estava no bolso do suspeito, que estava acompanhado de um menor de 14 anos. De acordo com a polícia, o adolescente foi liberado em seguida.

O recruta foi levado para a Delegacia de Prazeres, onde foi autuado por tráfico de entorpecente. Ele foi transferido para o 14º Batalhão de Infantaria e pode ser desligado do exército para responder por tráfico de drogas.
 
Fonte: g1.com/pe

terça-feira, 15 de novembro de 2011

O que a mídia se esqueceu de falar sobre a Rocinha

            Por Marcelo Anastácio - blog "No Q.A.P" 

         A mega operação na Rocinha, que resultou na apreensão de vários veículos, drogas, armas, ocorrida em outras favelas cariocas (chamadas de comunidades), como no Morro do Alemão, traz apenas um lado da moeda. Se por um lado a população se sente insegura, aflita e temerosa pela violência nessas comunidades habitadas por uma minoria de traficantes poderosos, por outro, quase ninguém fala o porquê o sucesso do tráfico nesses locais. Como explicar um bairro de classe média alta, com moradores ilustres que vão de jogadores de futebol renomados passado por atores atrizes e músicos, igualmente famosos, possam ter ao lado o maior entreposto de drogas do Rio de Janeiro? A resposta é imediata, e as vezes veiculada na grande mídia, pois só existe o traficante, se existe o consumo, quem alimenta essa rede criminosa. Portanto muitos daqueles que dizem apoiar as operações de pacificação nos morros cariocas, são justamente os maiores fomentadores, os que mais contribuem para a perpetuação desse círculo vicioso. Afinal, quem era refém dos traficantes?Os moradores ricos, alguns em seus carros blindados, ou com seguranças que iam comprar cocaína ou maconha no morro, ou o morador da Rocinha ou do "Alemão" que de fato vivia sob ameaça do tráfico, além do total esquecimento do estado? Não existe ladrão se não houver o receptador, assim como não existe o traficante se não houver o usuário. Portanto, o problema de "pacificação" no Rio de Janeiro foi apenas suavizado, remediado, e está longe de ter um fim. Ou será que com a retomada dos principais morros cariocas dizimaram os usuários de drogas? Esse dilema parece estar longe do fim...e é muito mais cultural do que policial.

          Marcelo Anastácio





Cenas do filme "Tropa de Elite"

sábado, 12 de novembro de 2011

Nem: 'O crack destrói as pessoas, a famílias e a comunidade inteira', "policial não pode ser mal remunerado"...

Traficante confirma que dava propina a policiais corruptos

Rio - Nem, chefe do tráfico de drogas da Rocinha, se diz flamenguista, fã do ex-presidente Lula e considera José Mariano Beltrame, secretário de Segurança Pública do Rio, "um dos caras mais inteligentes" que ele já viu.

Em entrevista a jornalista Ruth de Aquino, da revista Época, o traficante, até então o bandido mais procurado pela polícia do Rio de Janeiro, faz uma análise das Unidades de Polícia Pacificadoras instaladas nas comunidades cariocas.

"O Rio precisava de um projeto assim. A sociedade tem razão em não suportar bandidos descendo armados do morro para assaltar no asfalto e depois voltar. Aqui na Rocinha não tem roubo de carro, ninguém rouba nada, às vezes uma moto ou outra. Não gosto de ver bandido com um monte de arma pendurada, fantasiado. A UPP é um projeto excelente, mas tem problemas. Imagina os policiais mal remunerados, mesmo os novos, controlando todos os becos de uma favela. Quantos não vão aceitar R$ 100 para ignorar a boca de fumo?"
Foto: Paulo Araujo / Agência O Dia
Foto: Paulo Araujo / Agência O Dia
Antônio Francisco Bonfim Lopes enaltece também o ex-presidente Lula e conta que ex-criminosos da favela hoje trabalham na construção civil graças ao PAC instalado na Rocinha.

"Adoro o Lula. Ele foi quem combateu o crime com mais sucesso. Por causa do PAC da Rocinha. Cinquenta dos meus homens saíram do tráfico para trabalhar nas obras. Sabe quantos voltaram para o crime? Nenhum. Porque viram que tinham trabalho e futuro na construção civil."

Na entrevista, Nem conta ainda que não usa drogas e que só bebe álcool. Recrimina o uso do crack.

“Não negocio crack e proíbo trazer crack para a Rocinha. Porque isso destrói as pessoas, as famílias e a comunidade inteira. Conheço gente que usa cocaína há 30 anos e que funciona. Mas com o crack as pessoas assaltam e roubam tudo na frente.”

O traficante, preso na última quarta-feira, confirma que paga propina a policiais corruptos. “Pago muito por mês a policiais. Mas tenho mais policiais amigos do que policiais a quem eu pago. Eles sabem que eu digo: nada de atirar em policial que entra na favela. São todos pais de família, vêm para cá mandados, vão levar um tiro sem mais nem menos?”

Sobre religião, Nem disse que tem o hábito de ler a Bíblia. E garante: “Não vou para o inferno".

A entrevista foi feita na Favela da Rocinha, no último dia 4.

ODIA online

sexta-feira, 11 de novembro de 2011

Ferrari de chefe do tráfico na Colômbia vira carro de polícia

 
















Polícia de Bogotá (Colômbia) converte Ferrari Testarossa 1991 do ex-traficante Luis Hernando Gomez em carro de patrulha. Rasguno, como era conhecido, foi um dos chefes do Norte Del Valle Cartel antes de ser capturado em Cuba e extraditado para os Estados Unidos, em 2007. Produzida entre 1984 e 1996, a Testarossa foi um dos carros mais emblemáticos da Ferrari. Trazia instalado na parte traseira um motor V12, com potência próxima dos 400 cavalos. Ferrari TestarossaG1 SP, fotos Reuters

terça-feira, 8 de novembro de 2011

Drogas estão em 90% do Estado

Atendimento aos usuários é oferecido em apenas 3,9% das cidades mineiras
Municípios de Minas apontam impacto na saúde pública como maior problema do consumo de crack pelos usuários no Estado
A presença das drogas é um problema enfrentado por 90% dos municípios mineiros entre os 752 que responderam ao levantamento da Confederação Nacional de Municípios (CNM), divulgado ontem, em Brasília. O crack aparece na pesquisa como o principal entorpecente consumido em 75% das cidades do Estado, que está em 12º no ranking nacional em relação à penetração das drogas em seu território. O estudo foi realizado em 4.400 das 5.563 prefeituras do país.
O impacto direto do crack na saúde pública foi o campeão das respostas entre as prefeituras mineiras. Das cidades ouvidas, 44,5% disseram que o consumo de drogas tem provocado problemas na rede de atendimento.
Enquanto os números relacionados ao crack demonstram a escalada do problema, as políticas públicas de enfrentamento aparecem com dados desanimadores. Apenas 30 cidades mineiras (3,9%) afirmaram oferecer os serviços dos Centros de Atenção Psicossocial (Caps), programa responsável pelo tratamento de usuários de drogas. Entre as cidades entrevistadas, 219 não possuem o programa (29%) e 503 não responderam (66,8%).

Extraído de: Associação do Ministério Público de Minas Gerais  


sexta-feira, 4 de novembro de 2011

Bolsa Crack revolta cidadão!!!

QUE PAÍS É ESSE? BOLSA CRACK O FINANCIAMENTO AO CRIME ORGANIZADO !!!

"O governo estadual MINEIRO lançou DIA 03/10/2011 o cartão Aliança pela Vida, que vai auxiliar famílias de dependentes químicos. O programa, que já ganhou o apelido de ´bolsa-crack´, vai liberar R$ 900 para internações e transporte. Serão beneficiadasfamílias com renda mensal menor que dois salários mínimos.




AGORA O DESGOVERNO FEDERAL PRETENDE IMPLANTAR NO PAÍS INTEIRO !!!

ISSO QUE PODEMOS  DE REPASSE DIRETO DE VERBA PUBLICA  AO CRIME ORGANIZADO !!!

PROFESSOR  QUE SE DEDICA AO SEU FILHO GANHA MESMO QUE 750 REAIS !!!


Bolsa-crack (auxílio aos usuários de crack) = R$900,00

Professor com ensino médio = R$ 712,20
Professor com licenciatura curta =R$ 712,20
Professor com licenciatura Plena = R$ 712,20
Professor com pós graduação = R$ 712,20
Professor com mestrado = R$ 712,20
"
e a bolsa pra quem é do bem? bolsa pra quem paga os impostos? e a bolsa pra quem trabalha?" Estas eles não criam para o povo...


Os servidores públicos de Minas, se quiserem ganhar um "qualquer", um extra, o melhor caminho é se declarar usuário de drogas, pois só assim teriam os R$900,OO por mês...ou seja, o usuário ganha para não trabalhar e o servidor trabalha para não ganhar...aliás, servidor público se tivesse um codinome, seria: pastel de vento...só promessa, enquanto o Prêmio Produtividade não vem...