Seguidores

Mostrando postagens com marcador treinamento. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador treinamento. Mostrar todas as postagens

sábado, 9 de junho de 2012

Militares adestrados para carregamento de MALAS na Rio +20!

 Os visitantes que chegarão ao rio na semana que vem para a Rio +20 contarão com o auxílio de militares das forças armadas para carregar suas malas. Os militares, acostumados a manusear armas, pilotar navios e realizar operações de alta complexidade terão que, desta vez, se submeter a uma tarefa "diferente" e não tão perigosa.  
As comitivas internacionais que chegarão para a Conferência Rio+20 pelas bases militares da Ilha e da Zona Oeste e seguirão em carros oficiais por dentro da Base Aérea de Santa Cruz passarão por casas das vilas de oficiais com pintura nova. Os telhados, limpos por nada ecológicos jatos de água, terão as telhas com aparência de novas. “É vila militar para ecologista e chefe de estado ver”, ironiza oficial ouvido pela Coluna, queixando-se que o retoque na aparência se limitou a unidades que ficarão sob observação dos visitantes internacionais que virão para conferência sobre o meio ambiente.
Hangar da mesma base de Santa Cruz também está estalando de novo para receber os visitantes. “Foi uma reforma em tempo recorde. Coisa de 15 dias”, conta militar, também queixoso de reformas em outras áreas da base.
   Praças-maleiros - Praça abordado pela Coluna reclamou ainda de um treinamento pelo qual passou: carregamento de malas. “Somos adestrados para qualquer atividade, mas carregar malas de toda a comitiva internacional, e não só das autoridades, é tarefa que desperdiça nosso treinamento”, reclama o praça.
O treinamento dos praças-maleiros foi coordenado por servidores da Anvisa, Receita Federal e Polícia Federal. Um deles chegou a ficar irritado com a gentil funcionária da cantina que funciona na base porque ela não tinha explicação para a lata de lixo próxima ao local onde fazem os lanches.
“Deve estar acostumado com cantinas bem melhores e bem mais caras”, disparou um dos praças da base.

sábado, 12 de maio de 2012

Policiais brasileiros são treinados nos Estados Unidos para a Copa e Olimpíadas

Brasília – Agentes de segurança pública estão sendo capacitados por policiais norte-americanos para garantir a segurança de grandes eventos que ocorreram no Brasil, como a Copa do Mundo de 2014 e as Olimpíadas de 2016. As capacitações são resultado de uma parceria entre o Ministério da Justiça e o governo do Estados Unidos e abrangem diferentes áreas como gestão de segurança em grandes eventos, sistema de comando de incidentes, gestão em controle de fronteiras, entre outras.

Até 2013, serão ministrados 13 cursos e cerca de 500 agentes de segurança da área de coordenação serão capacitados. Os primeiros cursos tiveram como enfoque a segurança de autoridades e os riscos químicos, biológicos, radiológicos e nucleares e também foi feito na capital do país. Estão sendo treinados policiais federais, civis e militares dos 12 estados-sede da Copa do Mundo.

O curso de gerenciamento de crises será ministrado em Washington. Cerca de 20 alunos, um de cada estado-sede, irão participar de visitas técnicas a centros estratégicos de comando e controle, de inteligência, e de fronteiras e aeroportos. Segundo o vice-diretor de Segurança da Embaixada dos Estados Unidos, Etienne Singleton, esse treinamento servirá como troca de experiências entre os dois países.

“Esperamos que a Copa do Mundo seja um evento fantástico e que o Brasil seja um bom anfitrião. Compartilhando essas experiências, poderemos fazer o melhor para garantir a segurança das pessoas”, disse.

Para o delegado da Polícia Federal Carlos Henrique Barbosa, que participou de um dos cursos, o objetivo dessa capacitação é ter agentes multiplicadores, que levem o conhecimento aos seus estados e treinem suas equipes. “Esse tipo de capacitação reforça esse treinamento e nos permite verificar a que ponto alguma coisa pode ser melhorada”.

De acordo com o assessor Institucional da Secretaria Extraordinária de Segurança para Grandes Eventos, José Gomes Monteiro, existem três eixos de atuação da secretaria contemplados no Planejamento Estratégico para a Copa do Mundo de 2014 : ameaças externas, segurança de portos, aeroportos e fronteiras e segurança e estabilidade externa. “Em todos esses pontos, a ideia é fazer a integração de banco de dados”.

O orçamento federal para segurança em grandes eventos é R$1,8 bilhão, sendo que R$1,1 bilhão são apenas do Ministério da Justiça. A integração entre os órgãos de segurança do governo federal e dos estados é um dos principais objetivos da secretaria. Por isso, serão criados dois centros de comando nacionais (em Brasília e no Rio de Janeiro) que serão interligados aos centros de controle das demais cidades-sede.

O sistema de segurança da Copa de 2014 terá a participação dos órgãos de segurança federais (Agência Brasileira de Inteligência , Polícia Federal e Polícia Rodoviária Federal), estaduais (Polícia Militar, Polícia Civil e Bombeiros) e dos municípios (guardas municipais).

Da Agência Brasil